Criminosos islâmicos riem da Justiça, diz chefe do sindicato da policia alemã

Criminosos islâmicos riem da Justiça, diz chefe do sindicato da policia alemã

Rainer Wendt, chefe do sindicato alemão de polícia, queixou-se de que o sistema judicial da Alemanha está sendo escarnecido pelos criminosos chegados recentemente do norte da África, porque eles estão sendo liberados logo após cometer crimes. O problema não consiste apenas em que os imigrantes riam de uma leniência mal-entendida pelos juízes. Trata-se, isto sim, […]


 

O Perigo Islâmico e os olhos semicerrados, previsões de Plinio Corrêa de Oliveira

O Perigo Islâmico e os olhos semicerrados, previsões de Plinio Corrêa de Oliveira

As denúncias que o Prof. Plinio Corrêa de Oliveira fez nos anos quarenta, sobre o perigo islâmico, estão se cumprindo. No artigo “A questão libanesa”, publicado no jornal “Legionário” em 5 de janeiro de 1943, Dr. Plinio alerta: “O perigo muçulmano é imenso. O Ocidente parece fechar-lhe os olhos, como os tem ainda semicerrados ao imenso perigo amarelo. Nos dias de hoje, com homens, armas e dinheiro, tudo se faz. Dinheiro e homens, o mundo muçulmano os possui à vontade”


 

Ataque do terrorismo islâmico na Alemanha

Ataque do terrorismo islâmico na Alemanha

Nesta 2ª. feira (19 de dezembro), mais um atentado perpetrado pelo terrorismo islâmico na Europa. Desta vez em Berlim (Alemanha). Um enorme caminhão Scania dirigido por um maometano invadiu uma feira de Natal da cidade atropelando dezenas de pessoas, deixando, segundo informações da CNN, pelo menos 9 mortos e mais de 50 feridos — algumas vítimas ficaram esmagadas debaixo do veículo. Ataque terrorista que nos faz lembrar daquele ocorrido em Nice (França) em 14 de julho passado.


 

O padre que salvou um tesouro cultural iraquiano com um terço na mão

O padre que salvou um tesouro cultural iraquiano com um terço na mão

No dia 6 de agosto de 2014, enquanto os obedientes adeptos do Corão do ISIS (abreviatura em inglês de Estado Islâmico do Iraque e do Levante) avançavam sobre a cidade crista de Qaraqosh – hoje felizmente recuperada – o frade dominicano iraquiano Najeeb Michaeel se afastava a toda da cidade.


 

Da invasão migratória à guerra civil

O plano era — e continua sendo — de destruir os Estados nacionais e suas raízes cristãs, não para construir um super-Estado, mas para criar um não-Estado, um horrível vácuo, no qual tudo aquilo que ainda tem a aparência de verdade, de bom, de justo, seja tragado no abismo do caos.

Da invasão migratória à guerra civil

O plano era — e continua sendo — de destruir os Estados nacionais e suas raízes cristãs, não para construir um super-Estado, mas para criar um não-Estado, um horrível vácuo, no qual tudo aquilo que ainda tem a aparência de verdade, de bom, de justo, seja tragado no abismo do caos.


 

Perseguição aos cristãos sírios no Oriente e no Ocidente. Crimes de guerra rusos visam forçar migrações

Há algo de profundamente enganoso e podre nos promotores dessas migrações, que ocupam as mais altas posições no Ocidente e fingem revestir-se de abundante palavreado humanista e cristão.

Perseguição aos cristãos sírios no Oriente e no Ocidente.  Crimes de guerra rusos visam forçar migrações

Entre os fatos que os grandes meios de comunicação e os demagogos políticos e eclesiásticos não contam, está o caso de uma cristã que foi parar na Alemanha fugindo da perseguição religiosa e que está sendo maltratada pelos muçulmanos em território europeu.


 

Vinte milhões de maometanos invadem a Europa

Da obra "Plinio Corrêa de Oliveira: Previsões e Denúncias em defesa da Igreja e da Civilização Cristã", por Juan Gonzalo Larrain Campbell, São Paulo, Artpress Indústria Gráfica e Editora Ltda., 2001, pags. 15-21: A atual penetração da Europa por enormes contingentes populacionais muçulmanos, seu caráter radicalmente religioso e antiecumênico — previstos com longa antecedência por Plinio Corrêa de Oliveira — são hoje fatos admitidos pelos próprios “teólogos” islâmicos.

Vinte milhões de maometanos invadem a Europa

“[…]O perigo muçulmano é imenso. O Ocidente parece fechar-lhe os olhos, como os tem ainda semi-cerrados ao imenso perigo amarelo …. Nos dias de hoje, com homens, armas e dinheiro, tudo se faz. Dinheiro e homens, o mundo muçulmano os possui à vontade. Adquirir armas, não será difícil… e, com isto, ficará uma potência imensa em todo o Oriente, ativa, aguerrida, cônscia de suas tradições, inimiga do Ocidente, tão armada quanto ele, que dentro de algum tempo poderá ser absolutamente tão influente quanto o mundo amarelo, e colocada em situação geográfica e econômica incomparavelmente melhor!” (Plinio Corrêa de Oliveira, A Questão Libanesa, “Legionário”, 5-12-43)


 
1 2 3 7