Participe da palestra Cristianofobia: Por que são mortos e perseguidos os cristãos de hoje?

8
1

A cada 5 minutos um Cristão é morto por causa de sua Fé, sem contar as vítimas de guerra civil ou de guerras entre as nações.

 

Em outros termos, todo ano 105 mil pessoas são assassinadas pelo fato de serem Cristãos.

Esses dados são alarmantes. Por que a imprensa brasileira não os divulga? Ou ainda: por que a mídia divulga amplamente qualquer caso, por vezes insignificante, do que chamam de “homofobia”, e escondem os dados, tão mais reais e espantosos, da perseguição religiosa? Dois pesos e duas medidas?

Dr. Alexandre de Valle

Para tratar desse assunto que a cada ano afeta mais e mais não só a Europa e a Ásia, mas toda a América, e em particular o Brasil, o Instituto Plinio Corrêa de Oliveira convidou um especialista no assunto, o Dr. Alexandre de Valle. O eminente doutor em geopolítica, consultor do Parlamento Europeu, fará uma conferência no dia 4 de Agosto, no auditório do Colégio e Faculdade São Bento, no centro de São Paulo.

Cristofobia: Por que são mortos e perseguidos os cristãos de hoje?

Faça aqui sua inscrição

Todos os que se preocupam com a defesa da fé na vida pública terão na conferência subsídios essenciais para fazer frente a essa investida que procura banir o cristianismo do mundo.

O Dr. Alexandre de Valle possui um vastíssimo currículo, incluindo vários livros publicados sobre a questão do Islã, da perseguição religiosa e do terrorismo; é  professor de relações internacionais na Universidade de Metz, na França; é consultor de geopolítica para várias importantes instituições europeias e famoso articulista na área.

Clique aqui para se inscrever, vagas limitadas

O evento começará às 19h. Após a palestra será servido  um cocktail para que os participantes possam se conhecer, conversar e trocar idéias sobre como fazer frente a essa “cristofobia”.

 

8 COMENTÁRIOS

  1. @Rocha Amado, é bem vindo esta matéria, como estou de longe, apenas fico orando; A palavra de Deus diz que a “oração” do justo, faz muito seus feitos. Se, o amado, tiver como mandar uma cópia para mim, ficarei muito grato, na verdade pedirei à Igreja para só, orar! Tenho a plena certeza que Deus farás muitas coisas em nossas vidas, através dos esforços dos seus servos. Abços.

     
  2. ATENÇÃO, SITE E TODOS OS IRMÃOS LEITORES:

    URGÊNCIA URGENTÍSSIMA, ALERTA MÁXIMO!!!!!!!!!!!!! COMECEMOS POR E-MAILS, MAS ACIMA DE TUDO TOMEMOS BRASÍLIA COM MASSIVAS MANIFESTAÇÕES!!!!!! É GRAVÍSSIMO!!!!

    DIGA NÃO AO PL 1780/2011: islamização escolar brasileira (pasmem!!!)

    Caro(a) amigo(a),
    Existe sequer liberdade religiosa para os Cristãos nos países islâmicos? NÃO!
    Que tal ensino religioso Cristão naqueles países, ainda que a título de “conhecer a ‘cultura’ Cristã”? Muito menos!
    Logo, por amor a CRISTO e à própria identidade cultural brasileira (indubitavelmente CRISTÃ, majoritariamente CATÓLICA), não podemos permitir a islamização do currículo obrigatório das escolas brasileiras, algo que, sob o pretexto de estado laico, não existe nem para o Catolicismo.
    PRECISAMOS AGIR, AGIR, AGIR E REPASSAR PARA TODOS, PEDINDO-LHES FAZER O MESMO PARA TODOS OS DEMAIS CONTATOS!

    Fonte:
    http://olhonajihad.blogspot.com

    Projeto torna obrigatório ensino de cultura árabe e islâmica nas escolas

    A Câmara analisa o Projeto de Lei 1780/11, da Ouvidoria Parlamentar, que inclui no currículo obrigatório dos ensinos fundamental e médio o ensino de cultura árabe e tradição islâmica. Segundo a proposta, os alunos deverão estudar a história dos povos árabes, a cultura e religiosidade islâmica e o papel do árabe na formação da sociedade contemporânea.

    Pela proposta, esses conteúdos deverão ser incluídos em todas as disciplinas, em especial nas áreas de educação artística, literatura e história.

    O texto é fruto de sugestões da sociedade civil apresentadas na primeira audiência pública do projeto “A Câmara quer te Ouvir”, ocorrida no fim de abril, na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. O projeto, da Ouvidoria da Câmara, promove debates nas capitais para ouvir a população sobre temas em discussão no Legislativo.

    Na justificativa do PL, é lembrada a tragédia ocorrida na escola de Realengo, no Rio de Janeiro, quando um ex-estudante matou 11 alunos e suicidou-se, no início de abril. Logo após o crime, algumas notícias vincularam o assassino ao fundamentalismo islâmico, o que depois foi desmentido. Segundo a proposta, o caso demonstrou a necessidade de “promover a cultura da paz” e combater preconceitos.

    Tramitação
    O projeto ainda será distribuído para as comissões técnicas da Câmara.
    Íntegra da proposta:

    PL-1780/2011

    Reportagem – Carol Siqueira
    Edição – Daniella Cronemberger

    A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura ‘Agência Câmara de Notícias’

    * A questão é inédita. Vamos pensar em um modo de pressionar a Câmara para que não aprove esse projeto de lei. Ademais, a questão de que a ligação de Wellington Menezes com fundamentalistas islâmicos foi “desmentida” não é verdadeira; basta ver a carta de sua morte e suas preferências para ver que o assassino se comportava como um extremista islâmico, o que foi debatido neste blogue na época.

    Além disso, não se pode ensinar o islamismo a pretexto de “cultura”, pois se nem o cristianismo ou catolicismo pode ser ensinado, sob o pretexto de “estado de laico”, o que dirá de “cultura islâmica”. O brasileiro deve valorizar a sua cultura, e não a de povos estrangeiros. Outrossim, a saída para o fundamentalismo islâmico é combatê-lo, e não ensinar a “cultura islâmica”, como se o islamismo e o fundamentalismo islâmico fossem coisas totalmente diferentes.
    Texto do blog Mente Conservadora

     
  3. É lamentavel sa be que os lobos estão por ai a solta, buscando quem os possam tragar;
    gostaria de poder con firmar presença, estou impossibiliado de partcikpar deste evento,
    em virtude de estar adoentado de mais no momento.
    e como diz o companheiro do perfil açima, agradeceria se for possivel uma copia da
    palestra. mencionada.

     
  4. Assunto muito importante, gostaria muito, mas mauito mesmo de estar lá, mas tenho um impedimento de saúde com a esposa, gostaria de recebr uma cópia se for possivel. Um abraço.

     
  5. Obrigado por mais este esclarecimento. São dados alarmantes e preocupantes, mais ao mesmo tempo, fico tranquilo e sereno, pois JESUS disse:”Serás perseguido e morto ao defender meu nome”, tenham paciência, eu venci o Mundo”. Se for para o bem de CRISTO e para uma vida feliz futura para meus filhos e seus filhos, estou pronto. Faço das palavras de Paulo as minhas:”Combati o bom combate, terminei a corrida, guardei a fé, está reservada para mim a coroa da justiça”. Vamos ficar vigilantes e orantes, JESUS virá, temos que estar pronto. Quando ele chegar com seu corpo glorioso, e levar seus escolhidos, aí veremos quem realmente é o vencedor desta batalha.Tomem cuidado: Muitos são chamados, poucos serão escolhidos.

     
  6. A Cristofobia é uma aversão ao Cristianismo; o que seria uma tentativa de eliminar os sinais públicos de fé.
    É importante alertar os fiéis para aquelas pessoas que desejam reconstruir uma sociedade de uma forma que excluiria o Cristianismo.
    Muitos desejam, hoje, construir uma sociedade que exclua a “moral” e reduza todo juízo ao que é “legal”.
    Nós, cristãos, temos que nos moblizar; de nos juntar à luta, e se posicionar de forma firme e biblicamente.
    temos que fazer respeitar nossas convicções religiosas.

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome