Um sinal dos tempos: a balbúrdia dos sexos

20
Shulamith Firestone
Shulamith Firestone

Se o leitor espera, neste tópico, um requisitório contra o homossexualismo – muito merecido aliás – prepare-se para encontrar algo que desce ainda mais abaixo.

Vai encontrar logo de início certo “pirão” dos sexos, no sentido de que o homem seja menos, ou nada masculino, e a mulher, menos, ou nada feminina. Mas este ainda é o princípio da conversa.

Mais radical, a feminista Shulamith Firestone assim se exprime:

Assim como a meta final da revolução socialista era não só acabar com o privilégio próprio da classe econômica, mas também com a própria distinção entre as classes econômicas, a meta definitiva da revolução feminista deve ser igualmente – diversamente do primeiro movimento feminista – não simplesmente acabar com o privilégio masculino, mas com a própria distinção de sexos: as diferenças genitais entre os seres humanos já não importariam culturalmente”[1].

É claro que para essa nova onda revolucionária a realidade da natureza incomoda, estorva, e portanto deve desaparecer. Mas como se arranjam os caudatários dessa corrente, para obliterar diferença tão óbvia? Veja esta tentativa: O ser humano nasce sexualmente neutro e, a seguir, a influência social faz dele homem ou mulher!

Os seguidores desta corrente percebem que a natureza pediria outra coisa. Mas isto não os inibe: é preciso ir contra a natureza! “O ‘natural’ não é necessariamente um valor ‘humano’. A humanidade já começou a ultrapassar a natureza; já não podemos justificar a continuação de um sistema discriminatório de classes por sexos tomando como base suas origens na Natureza”[2].

Portanto – comenta Dale O’Leary – os que tratam as mulheres com respeito estão tão errados quanto os que as desrespeitam. As duas atitudes marcam a existência de uma diferença. Essa diferença, embora seja natural, deve ser anulada ou ignorada. Ora, respeito é, justamente, o reconhecimento da existência de algo desigual ou diverso. Dentro de um “pirão” não há, nem pode haver, respeito.

É uma tática pós-moderna fragmentar/para fundir. A fim de fundir os dois sexos em um só pirão, essa nova corrente os fragmenta em cinco:

Rebecca J. Cook, docente de Direito na Universidade de Toronto e redatora da contribuição oficial da ONU na IV Conferência das Nações Unidas, realizada em Pequim em 1995, afirma que “os sexos já não são dois, mas cinco”, e portanto não se deveria falar de homem e mulher, mas de “mulheres heterossexuais, mulheres homossexuais, homens heterossexuais, homens homossexuais e bissexuais”. Assim, as diferenças quase desaparecem.

Essa catadupa de aberrações ainda não é aceita pela sociedade, mas indica o caminho do futuro. Ela leva necessariamente a novas aberrações, e o leitor talvez já adivinhe em que direção estas vão: a tentativa de desvincular o sexo da procriação. Só assim se estabeleceria uma verdadeira igualdade entre homem e mulher:

A igualdade feminista radical significa não simplesmente igualdade diante da lei, nem mesmo satisfação de necessidades básicas, mas antes que as mulheres – tal como os homens – não tenham que dar à luz”[3].

Quando se conseguir isto, ocorrerá “a destruição da família biológica” e surgirão “mulheres e homens novos, diferentes dos que existiram anteriormente”[4].

Para a instituição internacional anti-vida “Catholics (sic) for a Free Choice”[5], a destruição da família será fato extremamente alvissareiro.

As “feministas de gênero” consideram que, quando a mulher cuida de seus filhos no lar e o esposo trabalha fora de casa, as responsabilidades são diferentes, e portanto não igualitárias. Veem esta ‘desigualdade’ no lar como causa de ‘desigualdade’ na vida pública, já que a mulher, cujo interesse primário é o lar, nem sempre tem tempo e energia para dedicar-se à vida pública.

Vê-se que, para os propulsores do “gênero”, as responsabilidades da mulher na família são supostamente inimigas da realização da mulher.  Como fazer para resolver de vez este problema? Com novas técnicas reprodutivas:

Em sociedades mais imaginativas, a reprodução biológica poderia assegurar-se com outras técnicas”[6]. Cada qual pode imaginar algum novo tipo de fertilização “in vitro” ou de clonagem, feita por uma repartição competente.

Os futurólogos têm-se debruçado com especial empenho sobre esse assunto. Assim, Antônio Polito escreve, sobre o Século XXI:

Deve-se esperar, sobretudo, a separação definitiva entre sexo e procriação, isto é, a mais extraordinária mudança na história da evolução humana. Carl Djerassi, um dos pais da “pílula”, prevê que a indústria farmacêutica concluirá o estudo do controle da natalidade e preocupar-se-á de encontrar meios de aumentá-la, sobretudo nos países desenvolvidos.[7]

Além de tudo isto, que não é pouco, fala-se cada vez mais em sexo com animais.

Tudo neste tópico remete para uma pergunta: pode o relógio funcionar contra as regras que lhe pôs o relojoeiro? Ou a criatura proceder contra as normas estabelecidas por seu Criador?[8]

Nosso Senhor recomendava que se prestasse atenção aos “sinais dos tempos”. O certo é que dificilmente poder-se-ia imaginar algo de mais radicalmente igualitário do que essa tendência de igualar os sexos, em sentido tão literal e tão ao arrepio da própria natureza.

 


[1] Shulamith Firestone, The Dialectic of Sex, Bantam Books, New York, 1970, p. 12, grifos nossos,

.[2] Shulamith Firestone, ibid. grifos nossos .

[3] Alison Jagger, Political Philosophies of Women’s Liberation, Feminism and Philosophy, Littlefield, Adams & Co., Totowa, New Jersey, 1977, p. 14.

[4] ibid.

[5] Católicas pelo direito de escolher.

[6] Heidi Harmann, The Unhappy Marriage of Marxism and Feminism, Women and Revolution, South End Press, Boston, 1981, p. 16.

[7] “La Repubblica”, sexta-feira, 5 de novembro de 1999.

[8] Muitos dados deste tópico foram extraídos de um documentadíssimo relatório da Conferência Episcopal Peruana, intitulado “La  ideología de género, sus peligros y alcances”[8].

 

20 COMENTÁRIOS

  1. “Será que quando o filho do Homem voltar na sua Glória com seu anjos encontrará fé sobre a terra?” Eis uma pergunta que não me canso de fazer. Quanto a vocês eu não sei, mas eu e minha casa serviremos ao Senhor Jesus. E como vigias que anseiam a aurora anseiamos pela volta do Senhor Jesus! A Paz de Jesus e o Amor de Maria a todos!

     
  2. Essa linha , ou doutrina de pensamento atual, patrocinado pela ONU e outros organismos, está caminhando a passos largos. Não pensem que isso é ficção científica!!! É a realidade que estamos vivendo com todos os ataques que os cristãos estão sendo vítimas pelo mundo afora sem que os direitos humanos mundial tome qualquer providência. São cristãos sendo torturados no Oriente e nós sendo bombardeados com toda essa MÍDIA GAYzista forçando o jovem a engolir a homossexualidade nas novelas como se fosse normal. Agora, vendo essa desvairada querer anular as diferenças entre homem e mulher, fazendo parte da ONU ainda, faz com que todos as sirenes toquem ao mesmo tempo, pois o projeto de DEUS está sendo atacado em todas as frentes.E nós, assistindo a tudo isso silenciosamente , ou não…triste será para as novas gerações que não terão os fundamentos cristãos para nortear o seu mundo e a sua vida.

     
  3. TUDO DO JEITO QUE O NOVO DONO DOS MUNDOS senhor deus homem QUER!
    Para não dizer Satanás com seu orgulho e soberba colocou-os sob suas rédeas!
    É a sodomia, nefando pecado que assustadoramente se propaga à medida que as pessoas se afastam de Deus e se apegam às doutrinas niilistas como as de origem pagãs, como as orientais, as esotéricas, ou ideologias marxistas, as social-comunistas.
    Se algum país, como a Russia, restringe algum tipo de ações opostas – – como não dar direitos iguais aos homossexuais ou para que cesse o propaganda dessa verdadeira praga, insurgem-se, sem citar no escândalo, gravíssimo pecado perpetrado contra as mentes juvenis, ainda em formação.
    E curioso é que ataquem russos ou muçulmanos se opondo explicitamente contra esse tipo de práticas, chegando a um ponto tal de relativismo de tacharem restrições a esses procedimentos como se fossem tabus.
    A Russia impõe vetos ao homossexualismo e anexos em seu território, não por ser tão cristã como pareceria – a Igreja Ortodoxa é um emaranhado de seitas como as protestantes, e onde se firmou surgiu o comunismo – mas seria mais estratégia, por causa da estabilidade interna proporcionada pela família conforme Deus instituiu, apesar de fora do país os representantes do patriarca Cirilo, ex agente da KGB, uma das facções da Igreja Ortodoxa dizer em contrario…
    Quanto aos muçulmanos, é um ponto de vista da doutrina do deus Alah de Maomé – não é o nosso Senhor Deus de Israel – pois em cada religião fora do cristianismo o deus deles tem lá as suas preferencias…

     
  4. Está mais que óbvio que essa mulher, a Shulamith Firestone, é uma mulher doente. A doença dela vem da frustração de nunca ter provado o amor criado por Deus entre um homem e uma mulher normais, e gozado das delícias desse relacionamento sadio. Sua vidinha amarga e rancorosa faz com que ela lute com unhas e dentes contra todos aqueles que gozam suas vidas em conformidade com o estabelecido por Deus. Como ela não consegue atingir as pessoas ela tenta destruir o padrão. Arde aqui na terra e, se não se converter desse seu caminho destrutivo, vai arder mais ainda no inferno por toda a eternidade.

     
  5. Sem dúvida nenhuma, é um sinal, mais um, dos tempos. As loucuras vão-se acumulando e chagará o “basta” consequente.
    A matéria deste mail é profundamente triste, não pelo eles dizem, poruqe nós sabemos que existem muito loucos vaidosos, ávidos de se mostrarem. Mas pela profunda vacuidade do seu cérebro. Será que o têm?

     
  6. infelizmente já está tudo planejando arquitetado por uma minoria de fanáticos, a serviço das trevas para destruir o plano de Deus, só que não irão conseguir, Deus está no controle de tudo, somente respeita a liberdade de cada individuo,vai acontecer exatamente como com a torre de babel gn 11, O senhor destruirá todo poder que se levantar contra os seus escolhidos , quem viver verá, Ele virá e não tardará, aquele que perseverar ate o fim será salvo! Salve maria!

     
  7. Se as pesquisas feitas na reprodução de animais se aplicarem à espécie humana, não vai levar muito tempo para os úteros das mulheres se tornem desnecessários. É uma viagem para a animalidade. O mundo, criado por Deus como lugar para o Homem, sua Criatura maior, deixará de existir porque este Homem escolheu encerrar sua existência. Espero atingir minha Salvação em Deus antes que essas coisas aconteçam.

     
  8. EM RESUMO, pode-se dizer que nessa INVERSÃO TOTAL DE VALORES, há quem
    esteja ganhando e muito via MÍDIA, e ganhando inúmeras ALMAS metafisicamente, ou seja, os servidores do maldito-chifrudo e seus “discípulos” estão dando na raça humana por 10 a zero.
    Cabe lembrar que no livro APOCALÍPSE, todas essas “coisas” já estão
    descritas, portanto cumprem-se profecias e além dessas a PALAVRA DE
    DEUS.

    SEMPRE LEMBRANDO QUE COMUNISMO E MISÉRIA ANDAM DE MÃOS DADAS PROVOCANDO
    A INVERSÃO DE VALORES, A DESTRUIÇÃO DAS FAMÍLIAS E DA SANTA IGREJA, E
    MAIS, QUE AINDA HÁ AVE RARA QUE NÃO VOA,
    PAZ E BEM À TODOS.

     
  9. A Rosa Maria Comin Casagrande tem plena razão quando diz que “Esta corrente de ideias é simplesmente ridícula, afirmar isso dai é algo que é contra a natureza do ser humano, homem é homem, mulher é mulher e ponto final. É negar a criação de DEUS ! Isso é puro ateísmo, é querer a anarquia total…” Parabéns Rosa Maria, gostaria que toda humanidade tivesse este pensamento, ai, não estaríamos tão preocupados porque não existiria ateísmo, todos estavam amando o Deus todo poderoso, nosso criador.

     
  10. A maior tristeza é saber que esse tipo de corrente e ideologia ganha cada vez mais força no mundo todo! É incrível ver, como as coisas ruins podem se unir de forma a criar uma tendência que as pessoas passivamente vão aceitando e achando “natural”. Se esses não são os sinais dos tempos, ou melhor, do fim dos tempos, não sei o que será então!

     
  11. Nunca e nem jamais haverá tempo como esse. Já estamos na ante-sala do apocalipse, esses são os adoradores da Besta. Esta é a plenitude dos gentios de que Jesus falou.

     
  12. ilze:
    Eu quero saber quando vão começar a colocar camisa de força de uma vez por todas nessa gente mentalmente perturbada. Se foram chocados, são mal resolvidos, se não tem noção de quem são, de onde vieram e pra onde vão, o problema é única e exclusivamente deles. Querer enfiar o mundo nesse embrolho é um pouco demais, não?
    Parece que o mundo perdeu a capacidade de reconhecer o doente mental e os loucos estão soltos ditando regras de vida pra todos. Dá um tempo, né?… Até a minha paciência tem limites.

     
  13. Percebam como a cara de pau dessa gente (???) não conhece limites. Quando é conveniente, divinizam a natureza para demonizar o homem como “o terrível algoz do meio ambiente”, o “destruidor do verde sagrado”. Mas dependendo dos interesses em jogo, ignoram essa mesma natureza que tanto defendem. Quando ela é inconveniente, como no caso do comportamento sexual, passa a ser irrelevante e deve ser ignorada e “superada”.

    O mesmo se passa com essa excrecência chamada “ideologia de gênero”, pois esses psicopatas dizem que “gays nascem gays”, mas o comportamento heterossexual é “induzido socialmente”. Ora, se o comportamento sexual é determinado pelas regras sociais, não deveria haver gays, pois ninguém ensina seus filhos a serem assim, certo? Só aí já é possível perceber o tamanho da canalhice dessa escória.

    No fim das contas, toda essa retórica, todo o eufemismo, jogo de palavras e rótulos fabricados (“homofóbico”, “preconceituoso” e etc.) não passam de estratégias para dissolver a moral judaico cristã, para desconstruir todos os valores que ainda resistem, para que se instaure o caos. A partir daí, se farão necessárias medidas drásticas para restaurar a ordem, e é nesse momento que o Estado se imporá de vez através da força e da coerção. Estará assim implantado o comunismo, e consequentemente o poder na mão dos poucos que comandarão o “partidão” vermelho. Tudo não passa de uma grande busca por poder.

     
  14. Eu quero saber quando vão começar a colocar camisa de força de uma vez por todas nessa gente mentalmente perturbada. Se foram chocados, são mal resolvidos, se não tem noção de quem são, de onde vieram e pra onde vão, o problema é única e exclusivamente deles. Querer enfiar o mundo nesse embrolho e um pouco demais, não?
    Parece que o mundo perdeu a capacidade de reconhecer o doente mental e os loucos estão soltos ditando regras de vida pra todos. Dá um tempo, né?… Até a minha paciência tem limites.

     
  15. Esta corrente de idéias é simplesmente ridicula, afirmar isso dai é algo que é contra a natureza do ser humano, homen é homen, mulher é mulher e ponto. É negar a criação de DEUS ! Isso é puro ateísmo, é querer a anarquia total…

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome