Natural de Aquila, na Campânia, no século II, Vitorino e seu irmão Severino eram bem ricos, mas venderam seu patrimônio, distribuindo o produto pelos pobres. Vitorino retirou-se depois para o deserto, onde levava vida de contemplação e penitência. Sua virtude e santidade logo conhecidas, começou ele a resplandecer com milagres, curando enfermos de todas as moléstias, ressuscitando os mortos, e expelindo os demônios. Morto o bispo de Aquila, o povo aclamou Vitorino para sucedê-lo. Foi então ordenado sacerdote, e governou sua diocese com muita sabedoria, dando exemplo de vida santa e milagrosa. Por ordem do imperador Nerva, por sua fidelidade a Cristo foi pendurado de cabeça para baixo sobre águas mefíticas e sulfurosas, entregando sua alma a Deus no terceiro dia, pelo que consta na tradição, no dia 5 de setembro do ano 100.

Gostaria de receber as atualizações em seu email?

Basta digitar o seu endereço de email abaixo e clicar em “Assinar”.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome