O “Velho Índio”, o “Novo Índio” e os Direitos Humanos

Quem não entendeu a diferença entre o “velho índio” e o “novo indio”, nada sabe sobre os indígenas. O “velho índio” corresponde à idéia que fazemos (ou fazíamos) deles. É geralmente um silvícola, um habitante das selvas. É um bárbaro no sentido próprio. É um homem rijo, primitivo, de tanga, queimado pelo sol. Se armado, usa tacape, arco e flecha. Na cabeça, um cocar com penas de várias cores.

Nossa agricultura produtiva e sustentável

Tons de verde: a sustentabilidade da agricultura no Brasil — novo livro do chefe-geral da Embrapa Territorial, Evaristo de Miranda, com versão em português e inglês — teve seu pré-lançamento na Frente Parlamentar da Agropecuária, em Brasília. Além de deputados e senadores que compõem a bancada, prestigiou o evento o ministro Blairo Maggi, da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que confirmou seu embasamento científico: “O Brasil tem a agricultura mais sustentável do mundo, se comparada com a produção que alcança”. E o autor acrescentou:“Em muitos pontos o nosso País é inigualável. O Brasil é‘verde’, produz com sustentabilidade. Qual a dificuldade de enxergar isso?”.

Sínodo da Amazônia Mídia de esquerda quer jogar governo contra Igreja

A mídia de esquerda continua dando provas de seu antipatriotismo. Afoita, como sempre, em explorar declarações ou divergências entre membros do governo — que com frequência...

Sínodo da Amazônia: A Mafia do anel de Tucum?

Depois que, na biografia sobre seu compatriota cardeal Godfried Daneels, os jornalistas belgas Jürgen Mettepenningen e Karim Schelkens revelaram a existência de uma “máfia...

Mais lidos