02 DE SETEMBRO

1792: – Durante a diabólica Revolução Francesa têm início os chamados “Massacres de Setembro”, que se estenderam do dia 2 até 7 de setembro, quando a plebe revolucionária assaltou as prisões onde se encontravam muitos eclesiásticos e pessoas de bem, massacrando-as. Foram três bispos e mais de 200 religiosos acusados de serem monarquistas. Essa matança foi perpetrada não apenas em Paris, mas igualmente em outras cidades do país, e culminou com a prisão do rei, Luís XVI.

1822: – Nesse dia, a princesa Maria Leopoldina, reunida com o Conselho de Estado, assinou o decreto da Independência do Brasil.

1918: – Seguindo o mesmo esquema da Revolução Francesa, Lenine, num esforço para eliminar “contra-revolucionários” que pertenciam às antigas classes dominantes e assegurar o domínio da Revolução Comunista, decreta na Rússia o Terror Vermelho, ou exterminações em massa, implementando assim a ditadura do proletariado.

1945: – O comunista Ho Chi Minh declara a independência do Vietnã, que se transforma em mais um país comunista no Extremo Oriente. Esse ditador morre neste mesmo dia no ano de 1969.

1962: – A Rússia comunista começa o envio de mísseis à Cuba.

1970: – O Parlamento da Índia anula os privilégios dos 279 marajás e os iguala ao resto dos cidadãos.

D. Pedro II parece contemplar o trágico incêndio que consumiu seu Palácio, porém, o dir-se-ia que o monarca lamenta o Brasil que abandonou suas raízes cristãs.

2018: – Um incêndio de grandes proporções atingiu os três andares do histórico prédio do Museu Nacional do Brasil, na Quinta da Boa Vista. Antiga residência oficial dos Imperadores, o edifício foi extremamente danificado com rachaduras, desabamento de sua cobertura, além de lajes internas. Estima-se que 80% do acervo localizado no museu tenha se perdido no acidente.

Deixe uma resposta