09 DE JULHO

1962: – Os autores de “Reforma Agrária – Questão de Consciência”, D. Geraldo de Proença Sigaud, S.V.D., Arcebispo de Diamantina, D. Antônio de Castro Mayer, Bispo de Campos, Prof. Plinio Corrêa de Oliveira e o economista Luiz Mendonça de Freitas, dirigem ao Exmo. Sr. Dr. João Goulart, Presidente da República, uma carta aberta sob o título “A Reforma Agrária e o caráter sagrado do direito de propriedade”. O documento advertia João Goulart dos malefícios e das funestas consequências de ordem moral e econômica que a modificação daquele artigo da Constituição poderia trazer para o Brasil.https://www.pliniocorreadeoliveira.info/livros/1960%20-%20ReformaAgrariaQuestConci%C3%AAncia.pdf

1540: – Na Inglaterra, o rei Henrique VIII, como chefe da Igreja Anglicana, anula seu matrimônio com sua quarta mulher, Ana de Cleves que, ao contrário de suas predecessoras, teve morte natural.

1789: – Em Versalhes, nos primórdios da nefanda Revolução Francesa, constitui-se a Assembleia Nacional, como passo prévio para a criação de uma Constituição nacional revolucionária.

1932: – As elites paulistas deflagram a Revolução Constitucionalista contra Getúlio Vargas. Uma aliança entre o Partido Republicano Paulista, derrotado pela Revolução de 30, e o Partido Democrático, lança a campanha pela imediata convocação de uma Assembleia Constituinte, e o fim das intervenções nos Estados. O movimento tem apoio das classes médias e do Mato Grosso. Após quase três meses de intensos combates nos quatro cantos do Estado, o conflito foi encerrado em 2 de outubro de 1932 com a rendição dos paulistas.

Os sorrisos que não disfarçam apenas a simpatia pelas ideias comunistas mas por quem as põe em prática. Foto da primeira visita ao Brasil poucos meses após a Revolução Cubana, da esquerda para direita o vice-presidente João Goulart e o presidente Juscelino Kubitschek e Fidel Castro num dos salões do Palácio Laranjeiras, no Rio.

1962: – Os autores de “Reforma Agrária – Questão de Consciência”, D. Geraldo de Proença Sigaud, S.V.D., Arcebispo de Diamantina, D. Antônio de Castro Mayer, Bispo de Campos, Prof. Plinio Corrêa de Oliveira e o economista Luiz Mendonça de Freitas, dirigem ao Exmo. Sr. Dr. João Goulart, Presidente da República, uma carta aberta sob o título “A Reforma Agrária e o caráter sagrado do direito de propriedade”. O documento advertia João Goulart dos malefícios e das funestas consequências de ordem moral e econômica que a modificação daquele artigo da Constituição poderia trazer para o Brasil.

2000: – Em Roma, 70.000 desfilam durante a semana do Orgulho Homossexual mundial, com espantosas conivências e apoios eclesiásticos.

Deixe um comentário!