10 DE FEVEREIRO

60: – O apóstolo São Paulo viaja para Roma, mas naufraga em Malta. Lá fica durante três meses, e converte o governador Publio. Embora não se conheça exatamente essa data, a festa é celebrada hoje.

1519: – Partem da ilha de Cuba para o México Hernán Cortés e Pedro de Alvarado com uma expedição de 600 homens sob as ordens de Diego Velásquez de Cuellar, governador de Cuba, para a primeira expedição àquele país.

1542: – Em Londres, a quinta esposa do lúbrico Henrique VIII, Catarina Howard, é confinada na Torre de Londres sob alegação de adultério. Será executada três dias depois.

1763: – Pelo Tratado de Paris, a França entrega o Canadá católico à protestante Inglaterra.

1792: – O príncipe João, futuro D. João VI, assume a regência do Reino, pela deterioração do estado de saúde de D. Maria I.

1798: – O general francês Luís Alexandre Berthier invade Roma. Ele proclamará a república no dia 15 de fevereiro, declarando o fim do poder político da Santa Sé. O papa Pio VI, que recusou-se a se render, foi detido e levado como prisioneiro para a França.

1930: – Na Cidade do Vaticano o cardeal Eugênio Pacelli – futuro Pio XII – assume o cargo de Secretário de Estado.

1944: – Brasil, Portugal e mais cinco nações africanas constituem em Brasília a Comunidade de Língua Portuguesa.

Teologia da Libertação a alma mater do PT. O PT foi fundado por um grupo heterogêneo, formado por militantes de oposição à Ditadura Militar, sindicalistas, intelectuais, artistas e católicos ligados à Teologia da Libertação, no dia 10 de fevereiro de 1980, no Colégio Sion, em São Paulo.

1947: – A União Soviética “incorpora” a si a Estônia, a Letônia e a Lituânia.

1960: – Morre o Cardeal Stepinac, arcebispo de Zagreb, grande símbolo do anticomunismo, que esteve encarcerado pelos comunistas.

1976: – É lançado o semanário português “O Diabo”.

1980: – É fundado em São Paulo o Partido dos Trabalhadores, PT.

2005: – Na Inglaterra o príncipe Charles anuncia seu casamento com a divorciada Camila Parker.

– O Parlamento francês aprova a proposta de lei que retira os símbolos religiosos dos estabelecimentos de ensino, a entrar em vigor no ano letivo seguinte.

Deixe um comentário!