10 DE NOVEMBRO

1910:– a Inglaterra, velha aliada de Portugal, reconhece de fato a República Portuguesa.

1937: – É instaurado no Brasil o Estado Novo, por Getúlio Vargas, depois do outorgamento da Constituição brasileira de 1937, a “Polaca”.

1944: – II Guerra Mundial. A Alemanha de Hitler utiliza um novo míssil contra o Reino Unido, o foguete V-2.

1946: – primeira sessão da ONU.

1960: – Lançamento do Best-seller “Reforma Agrária Questão de Consciência”, com anuncio de primeira página nos jornais.

1967: – A sonda norte-americana Surveyor-6 pousa na Lua, no ensaio de um vôo tripulado.

1971: – Fidel Castro inicia rumorosa e intérmina visita ao Chile.

1973: – O secretário de Estado norte-americano Henry Kissinger chega a Pequim para completar o processo de normalização de relações diplomáticas entre os EUA e a China, no que foi considerado uma quebra das barreiras ideológicas.

1982: – É anunciada em Moscou a morte de Leonid Brejnev, secretário-geral do PCUS.

1985: – a TFP colombiana publica o manifesto: “La guerrila: la lúgubre luz de un crimen inmenso”.

1988: – Manifestação da TFP uruguaia frente ao cinema que projeta o filme blasfemo “A última tentação de Cristo”.

1989: – O Muro de Berlim começa a ser derrubado.

2000: – O papa João Paulo II, em S. Pedro concelebra cerimônia ecumênica com o Patriarca Igreja Ortodoxa Armênia, Karekin II, e lhe entrega uma relíquia de S. Gregório Iluminador, patrono da Igreja armênia.

2001: – A Organização Mundial do Comércio aprova a adesão da China.

2006: – a Rússia chega a acordo com os Estados Unidos, no âmbito das negociações bilaterais para a integração na Organização Mundial do Comércio, que duravam há 13 anos. O pacto comercial entre os dois países é assinado a 19 de novembro, no Fórum da APEC, em Hanói.

O Rei Juan Carlos mandou calar o presidente da Venezuela (“¿Por qué no te callas?”)

2007: – A XVII Cúpula Ibero-americana de chefes de Estado e de Governo dedicada à coesão social termina em Santiago do Chile, ensombrada por um incidente entre Hugo Chávez e o rei Juan Carlos de Espanha. O Rei Juan Carlos mandou calar o presidente da Venezuela (“¿Por qué no te callas?”), que voltou a chamar “fascista” ao ex-chefe de governo José Maria Aznar. Isso deu a volta ao mundo.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome