11 de abril

1079: – Em Cracóvia, na Polônia, o rei Boleslao II o Temerário, manda executar o bispo Estanislao de Szczeparów, que será canonizado. Como ninguém tinha coragem de obedecer sua ordem, ele mesmo o matou com sua espada.

1805: – É formada uma aliança russo-britânica, à qual se agregam a Áustria e a Prússia, para lutar contra Napoleão Bonaparte.

1814: – Napoleão abdica em Fontainebleau em favor de seu filho de três anos, e posteriormente parte para o exílio na ilha de Elba.

1899: – A Espanha, depois de perder a Guerra Hispano-americana, entrega aos Estados Unidos a ilha de Cuba, Porto Rico e demais possessões nas Índias Ocidentais, e a ilha de Guam entre outras. Recebe em troca 20 milhões de dólares.

1917: – O Brasil rompe relações diplomáticas com a Alemanha depois de esta ter afundado o barco brasileiro, “Paraná” nas costas da França.

1919: – A Sociedade das Nações cria a Organização Internacional do Trabalho.

1929: – A Alemanha nega asilo ao líder comunista, Leão Trotsky.

1945: – São presos na Ucrânia comunista o metropolita Mons. Slipey e outros bispos, que são condenados a trabalhos forçados; vários deles morrem.

1963: – O papa João XXIII publica a Pacem in Terris, a primeira encíclica dirigida também aos não católicos.

1964: – O candidato do consenso, Humberto Castelo Branco, é eleito presidente do Brasil por uma sessão conjunta do Congresso Nacional.

1969: – A TFP chilena publica o manifesto: “En pro de la seriedad doctrinaria”, na iminência de eleições parlamentares.

1970: – No Chile, a TFP publica o manifesto: “Resguardemos para un Chile auténtico el derecho de expresarse”.

Lula o “socialista moderado” e Chavez o radical condutor do socialismo bolivariano do século XXI.

1977: – A TFP venezuelana atacada responde ao Secretário Geral dos bispos venezuelanos: “Tonto, no; útil…?”

1991: – O papa João Paulo II pede aos países ricos que abram as portas às migrações de massa.

2002: – Mais de 200 mil pessoas marcham em Caracas para exigir a renúncia do presidente Hugo Chavez. 19 manifestantes são mortos, e o ministro da Defesa anuncia a renúncia de Chavez pela TV nacional.

2008: – O socialista José Luís Zapatero é investido pela segunda vez presidente da Espanha.

Deixe uma resposta