11 DE DEZEMBRO

1475: – Nasce em Florença Giovanni di Lorenzo de Medici (m. 1521), que se torna o Papa Leão X, o último não sacerdote a ser eleito para o cargo. Ficou conhecido principalmente por ter em seu pontificado se iniciado a pseudo-Reforma protestante, com Martinho Lutero.

1483: – Nascimento do heresiarca Martinho Lutero. “Melhor lhe seria que nunca tivesse nascido” (Mc 14, 21).

A revolta de Lutero no plano eclesiástico passa ao político-social na Revolução Francesa. Sessão de 11 de dezembro de 1792
É Barère quem preside a Convenção Nacional. Ele faz ler o ato enunciativo de acusação que foi redigido sobre a base do “Relatório sobre os crimes imputados à Luís Capeto” de Robert Lindet. Barère procede pessoalmente ao interrogatório de Luís XVI.

1792: – É iniciado, em Paris, durante a diabólica Revolução Francesa, o julgamento do rei deposto Luís XVI, que será condenado “por traição” e guilhotinado.

1826: – Falece no Rio de Janeiro a imperatriz consorte do Brasil, Maria Leopoldina da Áustria (nasceu em 1797) aos 29 anos de idade. Durante oito dias, em 1826, foi também rainha consorte de Portugal.

1981: – O jornal L’Humanité, órgão do Partido Comunista Francês ataca a campanha mundial de difusão da Mensagem contra o socialismo autogestionário de Mitterand. “Absolutamente não há pânico”, declara significativamente a respeito da mesma o porta-voz do Elysée ao International Herald Tribune.

1983: – O papa João Paulo II participa da comemoração do nascimento de Lutero, num templo luterano de Roma.

1990: – Delegação inter-TFPs entrega no Kremlin os microfilmes do abaixo assinado de todas as TFPs pedindo a liberdade da Lituânia.

 

Deixe uma resposta