13 de abril

1534: – Em Londres, o ex-chanceler inglês, Tomás Moro, nega-se a assinar a ata que reconhecia Henrique VIII como chefe da Igreja no país, e a aceitar o divórcio do rei de Catarina de Aragão. Por isso foi acusado de alta traição, encarcerado na Torre de Londres, e decapitado um ano mais tarde. Foi canonizado pela Igreja.

1598: – Pelo Edito de Nantes, o rei Henrique IV, reconhece o protestantismo como uma religião, e não como uma heresia, e concede ampla liberdade aos huguenotes, terminando com as Guerras de Religião na França.

1791: – O papa Pio VI condena a Constituição Civil do Clero, cismática, exigida pelos revolucionários a todo o clero e religiosos.

1829: – No Reino Unido, o Parlamento dá liberdade de culto e associação aos católicos.

1831: – o Imperador do Brasil, Dom Pedro I, depois de ter assinado sua abdicação ao trono brasileiro, embarca em uma fragata inglesa para a Europa.

1870: – Cria-se em Nova York o Metropolitan Museum of Art.

1943: – Durante a II Guerra Mundial, descobre-se em Katyn, na URSS, uma fossa com os cadáveres de 4 mil oficiais poloneses executados friamente pelos russos. Faziam parte dos prisioneiros tomados em 1939.

1945: – Em Gardelegen, na Alemanha, as tropas nazistas matam mais de mil políticos e prisioneiros de guerra.

1950: – Invasão e confisco massivo dos conventos na Checoslováquia.

1975: – Começa uma cruenta guerra civil no Líbano entre cristãos e muçulmanos, que durará 15 anos, com intervenções de Israel e da Síria, segundo seus interesses na zona.

1982: – Comunicado TFP argentina sobre a crise das Malvinas: “La independencia de la Argentina católica ante la efectividad de la soberanía en un territorio insular”.

1983: – A TFP do Chile publica a “Carta abierta a los obispos ignotos”, pedindo que o Episcopado pare de favorecer a subversão.
– Em Chicago, Harold Washington é eleito o primeiro prefeito negro da história americana.

Em 2013, o mundo surpreendeu-se quando Papa Francisco I anunciou a criação de um conselho de nove cardeais, batizado de C9 pelos vaticanistas.

1986: – O papa João Paulo II visita a Sinagoga de Roma, fato que se verificou pela primeira vez na História.

2003: – Os mariners americanos entram em Tikrit, último reduto do regime de Sadam Husein.

2013: – Francisco I anuncia criação de Conselho de Cardeais que participará no exercício do Papado. Introdução da democracia na Igreja.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here