14 DE SETEMBRO

– 1523: morre Adriano VI, ano e meio depois de ter sido nomeado, sendo o último Papa não italiano até João Paulo II.

Ilustração “Aceitação da Constituição francesa de 1791”

– 1791: o rei da França, Luís XVI, aceita a Constituição revolucionária que lhe é apresentada. Esta foi a primeira lei maior da França, resultado direto da Revolução de 1789, incorporada na Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão, dentro do princípio constitucionalista de se impor limites ao poder real.

– 1812: Napoleão entra em Moscou. A cidade é incendiada pelos russos.

– 1930: o Partido Nacional-Sindicalista, na base do Nacional Socialismo de Adolf Hitler, passa a ser, nas eleições gerais, o segundo maior movimento político alemão.

– 1964: dá-se a abertura da terceira sessão do Concílio Vaticano II.

– 1965: dá-se a abertura da sessão final desse Concílio, que termina no dia 8 de dezembro desse mesmo ano, sendo Papa Paulo VI.

– 2008: dez grandes bancos mundiais anunciam, em Nova Iorque, ter criado um fundo de 70 mil milhões de dólares (48,7 mil milhões de euros) para ajudar a acalmar os mercados financeiros dos Estados Unidos durante essa crise.

Procurador Daltan Dalagnol explica: Lula é o chefe

– 2016: o Ministério Público Federal aponta Lula como “comandante máximo” da corrupção da Petrobrás. O juiz Moro acolhe a denúncia e Lula vira réu no dia 20 desse mês.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome