15 DE DEZEMBRO

Cardeal D. Carlos Carmelo de Vasconcelos Motta

1792: – Na França, durante a satânica Revolução Francesa, o rei Luís XVI, prisioneiro dos revolucionários, redige seu testamento na torre do Templo, de onde sairia para o cadafalso.

1961: – O cardeal Carlos Carmelo de Vasconcelos Motta, de São Paulo, em entrevista à famosa revista progressista francesa, Informations Catholiques Internationales, ataca o livro “Reforma Agrária – Questão de Consciência”.

1973: – A Associação Americana de Psiquiatria deixa de considerar a homossexualidade uma enfermidade.

1 COMENTÁRIO

  1. Quando se trata da Instalação Inquisitorial em Portugal, o nosso pensamento se inclina logo para o Padre Gabriel Malagrida, de Saudosa Memória e vítima das manipulações espúrias da “Santa Inquisição”, orquestradas pelo marquês de Pombal. É impossível ler-se um processo dito jurídico tão sórdido, tão eivado de erros e intenções maléficas, e levianas quanto o que condenou à morte o Padre Malagrida. Talvez somente tenha similar na justiça do Brasil. Também na era da Inquisição, o Padre Antonio Vieira escapou da condenação à morte por muito pouco. Nós, baianos do Sertão, temos uma dívida perpétua para com a Memória do Padre Gabriel Malagrida. Ele trabalhou por muito tempo na então Missão Jesuíta de Água Fria, aqui próximo de Serrinha, e adentrou pelo Sertão afora; falava todas as Línguas Indígenas do nosso Sertão e dedicou-se aos nossos ancestrais silvícolas com esmerada bondade e devotada generosidade. Trabalhou em Inhambupe, Tucano, Pambu e onde quer que houvessem almas a serem Evangelizadas. É muito provável que tenha trabalhado na Missão Jesuíta de Massacará – uma das mais antigas da América Latina, hoje no território do município de Euclides da Cunha e Reserva Indígena Kaimbé. DEUS SALVE A MEMÓRIA DO PADRE GABRIEL MALAGRIDA!!!

Deixe uma resposta