17 DE AGOSTO

O jovem Peter Fechter não é lembrado no triste episódio de seu assassinato pelo regime comunista quando de sua tentativa de fuga do “paraíso” vermelho, por quê?

1645: – Na Batalha de Casa Forte, o exército pernambucano vence as tropas do invasor holandês. Após derrota imposta a eles pelos luso-brasileiros na Batalha das Tabocas, a tropa batava refugiou-se em sua volta ao Recife, no engenho Casa Forte, pertencente a Anna Paes. Lá foi cercada pelos nossos que lhes infringiu severa derrota, que lhes custou 37 mortos, muitos feridos e mais de 300 prisioneiros, além de grande quantidade de armamento, cavalos e víveres.

1940: – Primeiro concerto da Orquestra Sinfônica Brasileira, no Teatro Municipal do Rio de Janeiro, regida por Eugen Szenkar.

1942: – Durante a II Guerra Mundial, um submarino alemão torpedeia os navios brasileiros Araxá e Itagiba.

1962: – Ao tentar cruzar o Muro de Berlim, Peter Fechter, de 18 anos, é morto, tornando-se uma das primeiras vítimas dos guardas de fronteira da Alemanha comunista.

1979: – Fundada a Associação Nacional de Jornais do Brasil, com o objetivo de “defender a liberdade de imprensa”.

1995: – A China comunista detona sua 43ª. bomba nuclear desde 1964, dez vezes mais potente que a de Hiroshima, o que gera uma onda de protestos no Extremo Oriente e no Pacífico.

Deixe uma resposta