18 DE NOVEMBRO

1626: – a Basílica de São Pedro, em Roma, é consagrada.

1814: – morre Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho. Escultor, entalhador e arquiteto mineiro da arte barroca, considerado o maior escultor do período barroco (n. 1730). Por volta dos 40 anos de idade, começa a desenvolver nele uma doença degenerativa nas articulações. Aos poucos foi perdendo os movimentos dos pés e mãos. Passou então a esculpir e entalhar com os punhos.

1830: – O Congresso Nacional belga decreta a independência do país.

1903: – os Estados Unidos e o Panamá assinam um acordo que concede aos primeiros o direito de construção do Canal do Panamá.

1928: – Estréia-se, em Nova Iorque, o primeiro filme animado sonoro “Steamboat Willie”, com Mickey Mouse, de Walt Disney.

1936: – A Alemanha de Hitler e a Itália de Mussolini reconhecem o Governo espanhol do ditador Francisco Franco.

Local do atentado

1969: – o Prof. Plínio Corrêa de Oliveira acende os tocheiros na solene inauguração do oratório de Nossa Senhora da Conceição Vítima dos Terroristas, feito no local onde estourou uma bomba terrorista na Sede da TFP, na Rua Martim Francisco.

1978: – Suicídio coletivo dos 9000 membros do Templo do Povo, em Jonestown, Guiana, por ordem do “reverendo” Jones, líder da seita.

1981: – O presidente norte-americano Ronald Reagan propõe que a NATO renuncie à instalação de novas armas nucleares, em troca do desmantelamento dos mísseis soviéticos S-20, SS-4 e SS-5.

1983: – o Centro Cultural Reconquista, entidade co-irmã da TFP, publica carta ao Presidente português contra o aborto.

1990: – o Papa João Paulo II recebe, pela segunda vez, o líder comunista Mikail Gorbachev.

– João Paulo II atribui à intolerância católica as dificuldades e guerras com outras religiões.

2003: – publicado na Folha de São Paulo o manifesto “CNBB encaminha o País para a luta de classes e a revolução social?” por apoiar o confiscatório Plano Nacional de Reforma Agrária. Sua divulgação nas ruas por membros da TFP superou o milhão de exemplares.

2006: – o primeiro-ministro britânico, Tony Blair, admite pela primeira vez, em entrevista à estação televisiva Al-Jazeera, que a invasão do Iraque por tropas inglesas e norte-americanas foi um desastre.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome