27 DE JANEIRO

1077: – O Imperador Henrique IV fica três dias na neve diante do castelo de Canossa, suplicando ao papa São Gregório VII, que anulasse sua sentença de excomunhão. O Santo a levanta sob certas condições, que Henrique rapidamente violou.

1763: – O Brasil passa a ser governado por um vice-rei, e sua capital é transferida de São Salvador da Bahia, para São Sebastião do Rio de Janeiro.

1915: – Realiza-se o primeiro bombardeio aéreo da história: aviões franceses atacam fábricas de explosivos alemães nas cidades de Oppau e Ludwigshafen.

1969: – Em Nova York, o Arcebispo Vermelho, D. Helder Câmara, proclama como sendo secundária a luta comunismo versus anticomunismo, e pede a readmissão da China e Cuba nos organismos internacionais.

1970: – O jornal “El Siglo”, órgão do PC chileno, ataca a TFP, e defende o Cardeal colaboracionista de Santiago.

Diplomatas assinam acordo de paz em Paris.
Não há honra onde não há verdade nem justiça. Afirmou-se que aquele acordo foi feito sob a égide da justiça. Ora, isso não é verdade.
A justiça exige, num acordo em que se afirma não haver vencedores nem vencidos, uma inteira igualdade entre as partes. Ora a desigualdade, no caso concreto, não podia ser maior. Se os EUA retiram suas tropas do Vietnã do Sul, por que não faz o mesmo a outra parte beligerante? (Plinio Corrêa de Oliveira)

1973: – São assinados, em Paris, os acordos que põem fim à Guerra do Vietnã, ao fim de 12 anos. Ele estabelece a retirada das tropas dos Estados Unidos em 60 dias. Durante essa guerra morreram 58 mil soldados americanos, 300 mil ficaram feridos, e 2.500 foram dados como desaparecidos.

1998: – Lançamento, no Hotel Crillon em Paris – que fica em frente ao local da execução de Luís XVI –, do livro do Prof. De Mattei, “Le croisé du XXème siècle” (O Cruzado do Século XX) – biografia do Prof. Plinio Corrêa de Oliveira.

1999: – O papa João Paulo II, durante sua viagem por várias cidades dos Estados Unidos, condena o aborto e a pena de morte.

2013: – Incêndio em uma discoteca em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, deixa um saldo de 241 mortos e 131 feridos.

Deixe um comentário!