27 DE DEZEMBRO

Na bula “Exsurge Domine”, de 1520, o Papa Leão X condenou os erros de Lutero, o promotor do espírito de dúvida e da contestação da primeira grande Revolução do Ocidente

1788: – O rei Luís XVI da França, aceita dobrar o número de representantes do Terceiro Estado (o primeiro era o clero; o segundo, a nobreza; e o terceiro, o povo) nos Estados Gerais, igualando-o em número aos deputados da nobreza e do clero somados. Nessa política de ceder para não perder, o infeliz rei perderá a cabeça.

1789: – Numa outra prova de fraqueza diante dos revolucionários, o rei Luís XVI convoca os Estados Gerais, toque de Finados da realeza.

1984: – Após visita do papa João Paulo II a um templo luterano de Roma, o Prof. Plinio Corrêa de Oliveira publica na Folha de São Paulo o artigo “Lutero: não e não!”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here