Veto do Pref. Marinho – PT ao artigo “anti-Gênero” do PME de São Bernardo do Campo é derrubado pelos vereadores

Conforme noticiado em nosso site no dia 17 de janeiro, passando por cima da votação ocorrida na Câmara Municipal de São Bernardo do Campo, o Prefeito Luis Marinho – PT vetou o artigo 11 do Plano Municipal de Educação no dia 28 de dezembro. O artigo vetado, proíbe a introdução da “Ideologia de Gênero” nas escolas. Dessa forma o veto deveria passar por nova votação na Câmara Municipal e foi isso o que aconteceu no último dia 2 de março.

Agradecemos aos Srs. vereadores que impediram a imposição desse absurdo a nossas crianças e atenderam aos mais de 2.700 protestos enviados através de nosso site.

Com muita satisfação, comunicamos a todos os nossos leitores a notícia abaixo enviada pelo Ver. Minami – PSDB.

Segue o email recebido:


Hoje na sessão ordinária foi votado o veto do Prefeito ao artigo 11 e paragrafo único da lei 6.447/15 – Plano Municipal de Educação de São Bernardo do Campo, que proíbe a “Ideologia de Gênero” nas escolas.

Vitória das famílias, das comunidades organizadas, Igreja e do povo de São Bernardo do Campo.

O veto foi derrubado e portanto: “fica vedada, em todo o sistema municipal de ensino em São Bernardo do Campo, a implementação de qualquer orientação relacionada à “Ideologia de Gênero” e nem será permitida a aplicação de práticas pedagógicas e confecção de material didático ou publicitário que induza “a pratica ou promova a “Ideologia de Gênero””.

Muito obrigado a todos que nos apoiaram em favor da família brasileira.

Vamos ajudar a promover e melhorar a qualidade de ensino e condições de trabalho dos professores!

Abraço

Ver. Minami – PSDB

 

3 COMENTÁRIOS

  1. OS HIERÁRQUICOS SILENTES EM DENUNCIAREM E/OU CONIVENTES COM O PT E A TL SÃO AS CHOCADEIRAS DE JARARACAS!
    Eis aí a IDEOLOGIA DE GÊNERO, mais uma das jararacas produzidas na ninhada dos ofideos!
    Um desmedido absurdo é um assunto desse e tentativa de uma peste mortal como a peçonhenta IDEOLOGIA DE GÊNERO ser ao menos mencionada, incensada e se tentando implantar, logo num país de tradição católica!
    O pior? As nossas autoridades eclesiástica fiquem emudecidas numa hora dessas, ou estariam coniventes, já que se omitem em a denunciar em bloco, de maneira formal, caso da CNBB, como tanto vemos, num gravíssimo assunto desse e não se manifestassem numa verdadeira cruzada nacional pela defesa da doutrina da Igreja e moralidade!
    Evidente que há algumas reações pontuais, mas não chegam a causar impacto devido à escassez de membros atuantes para retumbarem e impactarem na sociedade!
    … * “Em não poucas Conferências Episcopais, os melhores bispos se tornaram “persona non grata”. Onde estão os apologetas dos nossos dias, que teriam a coragem de anunciar aos homens de maneira clara e compreensível a ameaça do risco de se perder a fé e a salvação?
    Em nossos dias, a voz da maioria dos bispos se assemelha ao silêncio dos cordeiros diante de lobos furiosos, os fiéis são abandonados como ovelhas sem defesa. Cristo foi reconhecido pelos homens como alguém que falava e agia em uníssono, que tinha poder e é este poder que Ele concedeu a Seus apóstolos. No mundo de hoje, os bispos precisam se libertar de todos os laços mundanos e – depois de terem feito penitência – converterem-se novamente a Cristo, para que fortalecidos pelo Espírito Santo possam anunciar Cristo como o único Salvador. Em última análise, deve-se prestar contas a Deus por tudo o que foi feito e por tudo o que não foi feito.
    Não seria supérfluo lembrar aos meus irmãos no episcopado de uma afirmação feita por uma loja maçônica italiana a partir por volta do ano de 1820: “Nosso trabalho é um trabalho de uma centena de anos. Deixemos de lado as pessoas mais velhas e vamos nos concentrar na juventude. Os seminaristas se tornarão sacerdotes com as nossas ideias liberais. Não devemos nos lisonjear com falsas esperanças. Nós não vamos conseguir fazer um Papa franco-maçom. No entanto, bispos liberais, que irão trabalhar na comitiva papal, irão propor a ele, na tarefa de governar a Igreja, pensamentos e idéias que são vantajosas para nós e o Papa irá implementá-las na prática. Esta intenção dos Franco-maçons está sendo implementada cada vez mais e de forma aberta, não só graças aos inimigos declarados da Igreja, mas com a conivência de algumas falsas testemunhas que ocupam altos cargos na Igreja hierárquica. Não é sem razão que o beato Paulo VI disse: “por alguma fresta da Igreja, o espírito de Satanás penetrou no interior da Igreja.
    * trechinhos da “Carta aberta de um arcebispo sobre a crise na Igreja. D Jan Pawel Lenga.

     
  2. Está de PARABÉNS! A Câmara Municipal de São Bernardo do Campo por ter derrubado o veto espúrio do prefeito do município que tentava impor a absurda “ideologia de gênero” nas escolas daquele município paulista. Convém que as autoridades constituídas não comprometidas com o CRIME ORGANIZADO OFICIAL, com o narcotrático, a pedofilia e a exploração homossexual fiquem atetentas quanto a questão da homossexualização forçada das grandes demandas infanto-juvenis do Brasil. Na verdade, a nefasta “ideologia de gênero” é a mais perversa e dissimulada forma de homofobia e expansão da violência endêmica contra aquela minorias sociais que o Estado vem disseminando de forma leviana. Se o Estado tivesse algum interesse em respeitar a chamada “orientação sexual homoissexual”, antes, combateria a corrupção extremada e hedionda que é a principal causa da violência, do ódio e da execraçao da pessoa humana. A bem da verdade, o PT vem tentando contracenar com os “direitos dos gays”, para ofuscar os seus crimes de corrupções e outras demais tragédias que vêm causando ao Povo Brasileiro. Dessa forma, os setgmentos gays vêm servindo – sem saber – de pano de fundo para as articulações maquiavélicas e macabras do PT. O PT tem trabalhado para promover o extermínio sistemático e simbólico das demandas homossexuais, simulando pseudo apoio a essas demandas. Para melhor comprovação, basta considerar a escalada da violência desmedida e crudelíssima contra gays aqui no Nordeste do Brasil. Os crimes de homicídios perpetrados com essas demandas estarrecem e repugnam. Portanto, a “ideologia de gênero” é a forma mais covarde e cruel de disseminação da violência extrema contra aquela parte do público. VENHAM VER AQUI NO NORDESTE!!!

    JOSE PLINIO DE OLIVEIRA
    (Serrinha – Bahia)

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome