Conferência: Aedes Aegypti e o Zika Vírus são os vilões da Microcefalia?‏

BITACORA-ZIKA-2

Inscreva-se já, gratuitamente, para a Conferência promovida pelo IPCO

O pernilongo Aedes Aegypti e o Zika Virus são apresentados como os os vilões da Microcefalia.

Uma coisa curiosa é que os Estados Unidos foram, há alguns anos, o País com o maior índice de microcefalia e, no entanto, não havia surto de Aedes Aegypti, nem tampouco de Zika Virus.

Mais recentemente uma equipe internacional fez um estudo do Zika Virus no Suriname. Constatou-se que naquele país, apesar da zika vírus ter tomado uma proporção endêmica, não houve a incidência de Microcefalia.

Entretanto, a mídia internacional insiste, sem provas suficientes, em relacionar o Aedes Aegypti com o Zika Virus e a Microcefalia. Aí surge a pergunta que teima em não calar:

– a quem aproveita o delito?

Aparece a tropa de choque de alguns cientistas que começam a defender o aborto dos bebês com microcefalia. E dão como certo de que a causa é o zika vírus e o pernilongo aedes aegypti.

Daí a busca desenfreada de um caso, pelo menos, que prove que a mãe contraiu o zika Virus e o bebê nascituro está com microcefalia. Se encontrarem esse caso, terão a prova, segundo eles, de que a causa da microcefalia foi o zika vírus e que, portanto, concluem, é necessário abortar todas as crianças em fase de gestação em que a mãe esteja com o zika vírus.

Inscreva-se já, gratuitamente, para a Conferência promovida pelo IPCO

V. me dirá que esta argumentação toda é muito rocambolesca e que não se a pode levar a sério.

Mas os fatos estão aí para provar que essa é a justificativa dos abortistas para legitimar o aborto de microcéfalos – assim como foi feito com os bebês portadores de anencefalia. Mate-se o nacituro, e pronto.

É isto exatamente que é contestado, do ponto de vista científico, pela Dra. Elizabeth Kipmann, ginecologista e obstetra e pelo Dr. Paulo Leão, que se opõem a uma corrente forte de juristas que defendem a descriminalização do aborto de bebês em fase de gestação, portadores de microcefalia. Venha assistir a conferência desses dois especialistas.

V. não pode ficar indiferente a essa nova investida dos abortistas contra a vida. Esses bebês, portadores de microcefalia, têm que ser defendidos. E todos nós devemos proteger a vida desses bebês no ventre materno.

Data: 28 de abril de 2016
Horário: 19:00 hs
Local: Clube Homs (Av. Paulista, 735)

Como sempre a participação é gratuita, mas a inscrição é obrigatória.

Clique aqui no link abaixo e faça já sua inscrição:

zika.guerra.ipco.org.br

 

1 COMENTÁRIO

  1. A Vida deve ser defendida com todo o empenho, por isso mesmo estas conferências do IPCO são sempre muito esclarecedoras, pois tratam de temas sempre actuais !
    em Jesus e Maria
    João Paulo Esteves

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome