O Arcebispo Primaz do México, Cardeal Norberto Rivera Carrera, respondeu às exigências feitas por uma transexual a respeito da postura da Igreja sobre temas como o aborto, o matrimônio entre pessoas do mesmo sexo e ideologia de gênero.

No dia 29 de julho último, uma “transexual” de nome Diana Sánchez Barrios enviou uma carta ao Cardeal Rivera. Nessa carta, ela elogia as leis de aborto e de uniões homossexuais na capital mexicana e acusa bispos de promover a homofobia e a discriminação contra os homossexuais.

Trechos da resposta do Cardeal Rivera:

“Em primeiro lugar, discordo de você de que as aprovações de algumas leis são para o benefício da população, assassinar um bebê no ventre da sua mãe não é algo bom para a mulher que experimenta este episódio, muito menos para a criança, pois esta seria privada do primeiro de todos os direitos que é o direito à vida”.

Normalmente, ressaltou o Arcebispo Primaz do México, “as mulheres que abortaram procuram o sacramento da reconciliação, para pedir perdão a Nosso Senhor e a elas mesmas e não podemos imaginar a dor e a culpa que carregam, pois acabam ficando conscientes de que o aborto foi um ato terrível no qual assassinaram o seu próprio filho”.

Nesse sentido, “a Igreja não pode aceitar a aprovação de falsos direitos, como aqueles que você enumera através da sua carta, porque vão contra o que diz a Sagrada Escritura, a doutrina da Igreja que surge dela e a fé católica vivida na fidelidade ao projeto de Deus há dois mil anos”.

Após lembrar que o Catecismo da Igreja Católica, publicado em 1993, afirma que se deve evitar “qualquer sinal de discriminação injusta” em relação os homossexuais, também recordou que o mesmo catecismo considera, em seu artigo 2357, que as relações homossexuais são “atos intrinsecamente desordenados, contrários à lei natural e não procedem de uma verdadeira complementariedade afetiva e sexual. Por tanto, não podem receber  aprovação em nenhum caso”.

Fonte: ACI

 

11 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns ao Cardeal Rivera! Este é o papel dos nossos sacerdotes: defender Jesus e Sua Igreja com a Verdade, colocar o povo de Deus no caminho da salvação.

     
  2. Esse transexual quer provocar a igreja de cristo apenas, mas leis aprovadas por quaisquer países a favor a do casamento gay, não tem nenhuma validade dentro das igrejas cristãs, pois os estados são laicos e governos não devem intervir nas ações realizadas dentro de nossos cultos, assim se quiserem ser aceitos vão procurar os seus iguais e deixem todos os que não concordam com seus modos de vida livres para serem o que são CRISTÃOS.

     
  3. COMO AS IDEOLOGIAS MARXISTAS SABEM SUBVERTER!
    Para quem tem a mente repleta de esterco marxista, cujo certo é o errado, atenta quanto possa contra as leis deixadas pelo Senhor Deus, tendo totalmente sua mentalidade transviada para o diabolismo, levantar um questionamento desse teor para o Sr Arcebispo mostra o tamanho da infestação que esse estrume ideológico já lhe causou.
    Não mais raciocina por si esse transsexual, mas tornou-se autômato de ideologias que o detestam – fingem com pericia serem-lhes defensores e os trapaceiam, e depois serão seus algozes – pois nos países comunistas são apenas excelentes materiais destinados a fabricarem sabão!
    São tão simplórios que ainda depositam fé em ideologias alta e comprovadamente genocidas!

     
  4. Aplauso em pé a posição desse Bispo que demonstra que é um verdadeiro Sacerdote segundo Melquisedeque ( Hebreus 5 ( 1-5), pois cumpre fielmente o que foi deixado por JESUS.Nunca devemos nos esquecer que na Igreja Católica segue de forma rígida a Bíblia e não se deve mudar nada. Lembro ainda que a Igreja além de ser fundada por Jesus ela contém todos os predicados de um Estado o que muitos não o têm. Portanto, se essas classes querem mudanças somente o poderá ser feito como já acontece na esfera civil.Quiçá todos os Bispos, Arcebispos, Sacerdotes fossem fiéis ao DONO DE TUDO E DE TODOS-DEUS/JESUS. Conheço somente um o PADRE PAULO RICARDO. Esse sim não envergonha a Igreja. Peço apenas que o CLERO se levante de sua comodidade e mostre aos seus fiéis que são compromissados com a causa de Jesus.

     
  5. O que estamos assistindo é a gestação da ditadura do governo mundial. Sob o pretexto de apoiar os “direitos” das minorias, os governos estão, na verdade, combatendo o direito a opinião. Quem discorda das opiniões doentias desses grupos LGBT, abortistas, etc. é demonizado e taxado de inimigo público. É o que sempre fizeram todas as ditaduras: calar o cidadão de bem e impor a vontade insana do ditador. Demos graças a Deus pelo Cardeal Norberto Rivera Carrera, legítimo defensor da fé Católica.

     
  6. Tal foi a insistência destes LGBT em tentarem impor suas depravações e suas intimidades sexuais aos cidadãos, que realmente passei a me enojar com isto. Não quero saber sobre a sexualidade alheia. Isto é da intimidade. Mas a esquerda resolveu fazer “política” com a sexualidade, impondo goela abaixo que “não podemos discriminar” e nos fazem olhar nas ruas bacanais a céu aberto. Mas os heteros é que são discriminados. Os cristãos são discriminados. Qualquer vestígio de moral e reta intenção é rechaçado por estes LGBT. Assim como Saul Alinsk, esta catrefa LGBT oferta seus passos e nojeiras para Lúcifer, a quem Alinsk dedicou seu livro “Regras para radicias”.

     
  7. Ai daqueles que chamam o Mal de Bem e o Bem de Mal. Grande será a ruína deles. O Cardeal combateu bem os argumentos do transexual. A cada dia que se passa o mundo se divide mais entre aqueles que creem e aqueles em que nada creem. A cada dia assistimos uma polarização entre os que amam o cristianismo e aqueles que visivelmente o odeiam. entre aqueles que veem a Igreja como Mãe e aqueles que a veem como inimiga declarada, criando coragem de expressarem essa posição abertamente.
    Infelizmente nada podemos fazer senão orar para que Deus ilumine a alma dos infiéis. Há muitas pessoas que sem saberem, fazem o trabalho de Satanás, estando livremente, embora conscientemente ou não, a serviço do Príncipe das Trevas. Mas a Igreja nunca será derrotada. Pode mesmo ser perseguida e ficar menor e escondida. Mas nunca será eliminada.
    Oremos.

     
  8. Estamos assistindo a um violento embate entre as forças do bem e do mal em todo o mundo. Não estamos falando aqui de “discriminação” e de “preconceito”, estamos falando da VERDADE, que é JESUS, que também é a LUZ e o CAMINHO, estamos falando de suas palavras e de seus ensinamentos postos de eternidade a eternidade. Não importam falas e protestos, importa a PALAVRA de DEUS e ela é muito clara a respeito do homossexualismo, abominado pelo Senhor. Tomemos nossa parte na luta contra o pai da mentira e sigamos OLHANDO SOMENTE PARA A CRUZ!

     
  9. Faz-me bem conhecer o posicionamento do Cardeal Rivera sobre essa questão candente. É bem exatamente essa a Doutrina e a Moral Católica. E elogiar a coragem deste Cardeal de dizer as coisas como elas são. Eu, como católico, agradeço, e rezo por ele.
    Chamo a atenção, como aliás o texto da notícia o faz, para última frase colocada:
    “E o Papa Francisco não mudou essa doutrina da Igreja”. NEM PODE MUDAR !!!

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome