Agronegócio mineiro gerou R$ 160,5 bilhões em 2014

cafe

Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais

O PIB da cadeia agropecuária do estado cresceu 6,13%, em 2014. O resultado refere-se ao desempenho nos primeiros 10 meses, período no qual a renda estimada foi de R$ 160,467 bilhões.

Deste valor, estima-se que R$ 77,567 bilhões (48,34%) resultem da agricultura e R$ 82,9 bilhões (51,66%) da pecuária. Analisando apenas outubro, o crescimento chegou a 0,56%.

Com este desempenho, o PIB do agronegócio de Minas Gerais ampliou sua participação no PIB nacional do setor, chegando a 13,66%.

“Dentro da porteira” as atividades pecuárias registraram resultados positivos, principalmente para bovinocultura de corte e suinocultura, que apresentaram crescimento no faturamento esperado para o ano.

Já as atividades agrícolas apresentaram recuperação, com crescimento de 0,44% no mês, pois produtos agrícolas de grande representatividade na economia mineira tiveram variação positiva na renda, como o café (12,18%) e a soja (1%).

Em outubro, os efeitos da seca ainda foram observados em várias áreas, gerando prejuízos tanto na produtividade como na qualidade de diversos produtos agrícolas. O que se reflete nos resultados acumulados pela atividade básica, que registrou queda de 4,47%.

Em relação à agroindústria, houve queda no mês (-0,33%), pressionada principalmente pelo desempenho negativo do segmento agrícola (-0,7%), diante do crescimento no segmento pecuário (1,32%).

Os dados foram levantados pelo Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da ESALQ/USP, com o apoio financeiro da FAEMG (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais) e da Seapa (Secretaria da Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais).

Fonte Original: FAEMG – Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais

 

2 COMENTÁRIOS

  1. Não precisa a “Administração Pública”, em todos os níveis, intervir em nada. Basta deixar a Agricultura em paz, que, ela naturalmente produzirá.
    Mas, não. Vem a Dilma (com sua ignorância supina em tudo o que ela se mete), vem o PT (uma organização criminosa, segundo Aécio Neves, senador da república), vem a política péssima destes tempos ominosos no qual vivemos, e azeda tudo, apodrece tudo.
    Valha-nos Deus e Nossa Senhora Aparecida !!!

     
  2. Parabenizamos os agricultores de Minas Gerais pelo desempenho no cultivo do café, o que o torna tão valorizado.
    O Espírito Santo também é grande produtor de café, principalmente o conilom. Por que o valor do café no Espírito Santo é tão inferior ao do Estado de Minas Gerais? Os cafeicultores do E.S. já estão desistindo de continuar com a lavoura, pois não compensa o seu trabalho, uma vez que o preço do adubo e mão-de-obra se tornam muito acima do que se arrecada com a venda do café. Estes estão destruindo seus cafezais para plantar eucalípto. Desta forma, se elimina o custo de mão-de-obra e a despesa com adubação. Só o governo é que não está vendo isto!

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome