Ambientalistas exibem ideologia marxista, comunista ou socialista em NYC e Oakland

1

Fala e pela natureza. Pensamento pelo comunismo. People’s Climate Rally

Diversos movimentos “verdes” engrossaram as passeatas de 21 de setembro, visando pressionar a reunião de cúpula da ONU para as mudanças climáticas.

A principal passeata “verde” foi a “People’s Climate March”, em New York City, que foi acompanhada por passeatas e concentrações convergentes em outras cidades americanas.

O caráter marcadamente anticapitalista, socialista e até comunista delas deixou espantados os desavisados.

Até “freiras de passeata”, que algumas décadas atrás eram jovens, participaram com roupas civis e grandes sorrisos amarelos.

Um dos mais reveladores eventos foi o “People’s Climate Rally”, realizado em Oakland, Califórnia. No evento de New York, a presença de grupos comunistas foi menos escancarada.

Militantismo socialista ostensivo na People’s Climate Rally, Oakland, California

Em Oakland, contudo, o movimento contra a “mudança do clima” exibiu de modo pleno, incontestável e aberto sua essência comunista, abandonando por completo a fachada de tapeação.

A luta contra a suposta “mudança climática” revelou-se desavergonhadamente o derradeiro disfarce de uma “revolução total” que visa liquidar o sistema político-social e econômico atual, escreveu o site PJMedia, presente no local e cujas fotos reproduzimos.

Vetustos hippies:'mudança de sistema e não mudança climática' Oakland, Califórnia, 23-09-2014
Vetustos hippies: ‘mudança de sistema e não mudança climática’
Oakland, Califórnia, 23-09-2014

A cortina caiu e o ‘novo sistema’ pregado pelos verdes não é senão o velho comunismo, segundo o PJMedia.

O verdadeiro inimigo e o capitalismo, como nos tempos da ex-URSS. People’s Climate Rally, Oakland, California, 23.9.2014
O verdadeiro inimigo e o capitalismo, como nos tempos da ex-URSS. People’s Climate Rally, Oakland, California, 23.9.2014

Ou, segundo alguns dos representantes presentes, um socialismo fiel a Marx que deve guiar uma fase de transição rumo a um utópico regime comunitário.

Nessa utopia ‘verde’ serão eliminados a propriedade privada, a família e os direitos individuais.

A fraseologia comunista foi adaptada e as organizações usam às vezes outros rótulos.

Mas várias delas nem fizeram o esforço de mudá-los, ostentando seus nomes da Guerra Fria, agora que esta foi recomeçada por Putin.

O bicho-papão do ‘aquecimento global’ foi proclamado como um grande meio para, antes de tudo, “destruir o capitalismo”.

As fotografias do “People’s Climate Rally” de Oakland em 21 de setembro de 2014 são mais eloquentes do que as palavras.

Muitos dos grupos marxistas, comunistas e socialistas fotografados foram também promotores oficiais do evento, observou PJMedia.

 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome