Matt Birk, jogador central do Baltimore Ravens, clube que acaba de ganhar o famoso Super Bowl (Super-Taça) do futebol americano, recusou-se a participar da habitual recepção concedida aos vencedores pelo presidente dos EUA, na Casa Branca.

Matt disse que seus princípios a favor da vida o impediam de encontrar-se com o presidente Obama, noticiou o “The Huffington Post”.

Católico e pai de seis crianças, Matt declarou à rádio KFAN-AM, de Minnesota, ter “grande respeito pela função da Presidência”, mas que “há cerca de cinco ou seis semanas, nosso presidente fez uma alocução na qual disse ‘Deus abençoe a Planned Parenthood’”.

E acrescentou: “A Planned Parenthood pratica por volta de 330 mil abortos por ano. Eu sou católico, sou militante do movimento Pela Vida e sinto que não posso brincar com isso. Eu não posso endossar de modo algum… Pedir a Deus que abençoe uma entidade que está exterminando 330 mil vidas por ano? Eu decidi não comparecer”.

Matt também participa ativamente do movimento pelo matrimônio tradicional e contra o “casamento” homossexual. Esse movimento trabalha para incluir nas Constituições estaduais o princípio de que o casamento é só entre homem e mulher.

Não é a primeira vez que um jogador famoso recusa convite da Casa Branca pelo fato de discordar da linha esquerdista do presidente Obama, informou o “Huffington Post”.

No ano passado, foi o caso do goleiro Tim Thomas, do Boston Bruins, time de hóquei no gelo que ocupa a segunda posição nos dos EUA com mais campeonatos nacionais ganhos, inclusive o de 2012.

Tim recusou o convite do presidente Obama para uma recepção na Casa Branca por julgar que o governo federal “atingiu um crescimento fora de controle”, em referência às reformas estatizantes do presidente esquerdista.

 

9 COMENTÁRIOS

  1. Está vendo, povo brasileiro que ousa chamar-se pelo sagrado nome “Católico”?

    Isso que o jogador fez denomina-se COERÊNCIA. Sim, sim; não, não!

    Maria rogue por nós; DEUS tenha misericórdia de nós!

     
  2. Fez bem.
    Obama é de longe o mais satânico de todos os presidentes norte-americanos, que já ocuparam a Casa Branca!
    Jamais vi alguém cometer tanta aberração, mesmo professando ser cristão, o que é por si só uma grande mentira de Obama, pois seus atos gritam contra sua cristandade de araque, que denuncia sua verdadeira afeição pelo diabo.
    Quem defende o aborto e políticas pró gays como Obama, deveria ao menos se abster de professar a fé cristã!

     
  3. Quando pensamos que todos se contaminaram e se entregaram ao sistema, vemos notícias excelentes assim, que nos encorajam e nos mostram que ainda há muitos, que não se dobraram diante de satã.

     
  4. Por que não temos tais exemplos aqui no Brasil?
    Gente famosa só para depreciar os valores cristãos e familiares…. que pena….

    Parabéns pelo artigo!
    em Jesus e Maria

     
  5. nossos astros meu amigo,.,.,.eles beijam uma camisa de futebol dizendo q ama akele time,.isso para agradar uma porrada de gente
    num país onde as pessoas oram a DEUS para q seus times ganhem, ou que pelo menos consigam empatar e alcançar mais um pontinho na tabela,.,.,.num país de pessoas assim,não da pra esperar muito de nossos “astros”

    falta ombridade nos homens de hoje,.e culhões para lutarem por aquilo que acreditam.,,.

    eles tem vergonha de DEUS….

     
  6. Parabéns aos ilustres jogadores, por manifestarem explicitamente suas posições contraria às posições direcionadas pelo governo Obama, nos orgulha pois demonstra que o poder não compra a consciência de verdadeiros cristãos

     
  7. E onde estão nossos “astros”? do lado dos comunas e com interesses pessoais em levar vantagem em tudo….Nossos eleitos ainda piores, são as raposas no galinheiro.

     
  8. Que ótima e animadora notícia!

    Porque para ser católico é preciso bem mais do que se dizer cristão..
    ..parabéns ao IPCO pela matéria! :D

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome