wir-sind-kirche

O movimento “Nós somos Igreja” defende uma Igreja igualitária e favorece uma concepção liberal da moral: destruição da diferença entre leigos e sacerdotes, abolição do celibato, aceitação de relações sexuais extraconjugais, de novo casamento após o divórcio, compreensão em relação ao aborto e assim por diante.

O movimento “Nós somos Igreja” defende uma Igreja igualitária e favorece uma concepção liberal da moral: destruição da diferença entre leigos e sacerdotes, abolição do celibato, aceitação de relações sexuais extraconjugais, de novo casamento após o divórcio, compreensão em relação ao aborto e assim por diante.