Concórdia social, sim; luta de classes, não!

3
A igreja não exclui ninguém, fazendo a opção por todas classes sociais, nobres ou pobres, como é representado neste quadro “Saindo da Igreja”, do pintor espanhol Raimundo de Madrazo y Garreta(1841-1920). No quadro notam-se pessoas de diversas classes sociais, desde a pobre mulher cega, pedindo esmola sentada junto à porta, até ricas senhoras elegantemente vestidas.
A igreja não exclui ninguém, fazendo a opção por todas classes sociais, nobres ou pobres, como é representado neste quadro “Saindo da Igreja”, do pintor espanhol Raimundo de Madrazo y Garreta(1841-1920). No quadro notam-se pessoas de diversas classes sociais, desde a pobre mulher cega, pedindo esmola sentada junto à porta, até ricas senhoras elegantemente vestidas.

Harmonia entre opção preferencial pelos pobres e opção preferencial por todas as elites 

Movimentos comprometidos com a “esquerda católica”, especialmente os simpáticos à Teologia da Libertação, tentam “exumar” velhos sofismas para interpretar equivocadamente o conceito de “opção preferencial pelos pobres”.

A esse propósito, cabe lembrar que, a pretexto da luta pela proteção dos pobres, o comunismo subjugou diversos países, entre os quais Cuba, que por mais de 50 anos jaz na mais negra miséria. Dessa mesma pobre Cuba, da qual o atual governo brasileiro pretende “importar” seis mil médicos, cuja atuação em nosso território causará a pior das epidemias: a disseminação do vírus das ideias comunistas.

Nobreza-e-Elites-TradicionaisContrariamente à doutrina da Teologia da Libertação, no primeiro capítulo da obra Nobreza e elites tradicionais análogas (1993), Plinio Corrêa de Oliveira escreve: “Na nossa época, na qual tão necessária se tornou a opção preferencial pelos pobres, também se faz indispensável uma opção preferencial pelos nobres, desde que incluídas nesta expressão também outras elites tradicionais expostas ao risco de desaparecimento e dignas de apoio”. [ao lado capa da obra]

A autêntica doutrina católica sempre ensinou a legitimidade da desigualdade entre as classes sociais e a harmonia que deve reinar entre elas, assim como, invariavelmente, condenou a luta de classes. É o que destaca o trecho a seguir, extraído das primeiras páginas de Nobreza e elites tradicionais análogas, explicando o que é propriamente a “opção preferencial”:

“A opção preferencial pelos nobres e a opção preferencial pelos pobres não se excluem, e menos ainda se combatem, segundo ensina João Paulo II: ‘Sim, a Igreja faz sua a opção preferencial pelos pobres. Uma opção preferencial, note-se, não, portanto, uma opção exclusiva ou excludente, porque a mensagem da salvação é destinada a todos’. 

“Essas diversas opções são modos de manifestação do senso da justiça ou da caridade cristã, que só podem irmanar-se no serviço do mesmo Senhor, Jesus Cristo, que foi o modelo dos nobres e modelo dos pobres, segundo nos ensinam com insistência os Romanos Pontífices”. 

Compreendemos, com esse esclarecimento, o quanto equivocado e doutrinariamente falso é o conceito de luta de classes reivindicada pelo marxismo e pregada pela “esquerda católica”, pois a “opção preferencial” não é exclusivista.

Compreendemos também que os intelectuais miserabilistas da “teologia da libertação” não atuam em prol do povo autêntico, nem o entendeu, pois as camadas populares desejam viver em harmonia com as diversas classes sociais e não num clima de “luta de classe”.

Entendeu com sutileza esse tema o carnavalesco Joãozinho Trinta quando, em 1978, afirmou “O povo gosta de luxo. Quem gosta de miséria é intelectual”. É por isso que, se de um lado observa-se a flagrante imoralidade carnavalesca, nota-se também, no carnaval, fantasias de príncipes, princesas, reis e rainhas, com seus coloridos mantos e coroas douradas.

 

3 COMENTÁRIOS

  1. IMAGINEM SÓ: PUTIN RECOMENDA QUE LÍDERES MUNDIAIS SE UNAM PARA A CABAR COM A PERSEGUIÇÃO MUNDIAL AOS CRISTÃOS!
    Vladimir Putin declarou na semana passada que observa com preocupação que em muitas das regiões do mundo, principalmente no Oriente Médio e no norte da África, tensões religiosas estão aumentando, e os direitos das minorias religiosas estão sendo violados, incluindo cristãos e cristãos ortodoxos”.
    Ele aproveitou um evento com líderes cristãos ortodoxos em Moscou e pediu à comunidade internacional para tomar medidas no sentido de preservar os direitos das populações cristãs pelo mundo e evitar a violência que eles sofrem repetidamente em dezenas de nações de forma excludente de cristãos de seus países.
    A reunião foi realizada com líderes de todas as 15 igrejas ortodoxas para celebrar o 1.025º aniversário da adoção oficial do cristianismo pelo Príncipe Vladimin em 988 D.C e os líderes ortodoxos se manifestaram contra o que chamaram de uma crescente supressão secularista das liberdades cristãs nas nações ocidentais como Reino Unido e França, onde o casamento entre pessoas do mesmo sexo foi legalizado e empresários cristãos foram ameaçados com cadeia e forçados a pagar multas por se recusarem a participar de cerimônias de “casamento” homossexual, mesmo aqui no Brasil o panorama não é diferente devido a conluios e (ou) silencio dos hierárquicos que se calam e dos incautos ou alienados eleitores que votam em partidos comunistas.
    A Russia enfrenta grave crise sociológica de aborto, pedofilia, violencia, prostituição infantil, suicidios e uma embriaguez geral sem precedentes etc., sendo ainda os efeitos colaterais até hoje remanescentes do comunismo ainda presentes, apesar de banido do país e severas leis como a recente anti gaizista, e quer agora sob o cristianismo que as próxima gerações não se percam, sejam formadas no cristianismo e se crie um nova e estável sociedade, estando na contramão do marxista EUA de Obama, como o Brasil, Argentina, Bolívia, Venezuela e outros, cada vez mais se afundando e transformando rapidamente os respectivos países em infernos a ceu aberto.
    Só mesmo um santo como S João Bosco para nos alertar do “equus rufus” do Apocalipse, e no Brasil representa todos os partidos comunistas, sem exceção, como PT, PC do B, PSOL, PSTU etc.

     
  2. Teólogos da “Libertação” são arautos da desgraça, da morte, do terrorismo e muito bem treinados segundo as “artes” psicológicas ensinadas pelo Instituto Paulow na Rusia e disseminadas pelo mundo inteiro para “destruir a Igreja Católica desde seus alicerces até o cume” essa infiltração do comunismo é o resultado de toda essa porcaria que circula no mundo.

     
  3. Nosso Senhor Jesus quando veio ao mundo, veio pra todos aqueles que estavam numa vida de pecado, queda, não jamais disse que veio pra salvar somente quem fosse da classe pobre, creio que o evangelho deva iluminar tanto a vida dos pobres quanto dos ricos, pois o Senhor, veio pra todos e não pra um determinada classe, vejo que os lideres da teologia da libertação se acham merecedores da salvação de Deus, e só querem a salvação pra eles, não admitem serem contrariados e nem quem pise nos seus calos, pra eles quem não seguem os princípios da mesma teologia, esta condenado, mas o Senhor, não é o deus do social, até mesmo a Bíblia fala que muitos queriam coroar O Senhor Jesus como rei de Israel, porem quando ele sabia que o povo queria o coroar como rei, saia e ia para o monte, acredito que Jesus queira sim ser Rei, mas do nosso coração e que seu trono é a Cruz e não um trono de ouro como os dos reis dessa terra, o Senhor não veio pra lutar pelas classes, mas pra lutar contra o mal que existe nesse mundo, lutar contra o pecado e a miséria da alma do ser humano.

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome