Não perca por nada esta conferência, anote em sua agenda:

Data: 15 de março de 2012 (quinta-feira)

Local: Club Homs – Av. Paulista, 735 – São Paulo-SP – próximo ao metrô Brigadeiro (há estacionamento no local)

Horário: Recepção 19h00 e início da conferência 19h30

Conferencista:

General de Exército Adhemar da Costa Machado Filho

Atual Comandante Militar do Sudeste, foi Instrutor nas principais Escolas Militares, chefiou o Centro de Comunicação Social do Exército, participou de missões no Exterior e comandou a 5ª Região Militar – 5ª Divisão do Exército.

Faça aqui sua inscrição

O conferencista, Gen. Adhemar da Costa Machado Filho é um exímio orador e vai relatar com total clareza todos os desafios, missões e lutas que o Exército Brasileiro enfrenta nos dias de hoje.

Participe conosco desta noite especial. Convide amigos e familiares para irem com você.

 
COMPARTILHAR
Artigo anteriorUma carta esclarecedora
Próximo artigoBispo diocesano de Assis publica artigo contra a “cultura da morte”
Instituto Plinio Corrêa de Oliveira
O Instituto Plinio Corrêa de Oliveira é uma associação de direito privado, pessoa jurídica de fins não econômicos, nos termos do novo Código Civil. O IPCO foi fundado em 8 de dezembro de 2006 por um grupo de discípulos do saudoso líder católico brasileiro, por iniciativa do Eng° Adolpho Lindenberg, seu primo-irmão e um de seus primeiros seguidores, o qual assumiu a presidência da entidade.

10 COMENTÁRIOS

  1. O Exército Brasileiro quando sofocou a investida desses guerrilheiros traidores e os rechassou agindo com firmesa em defesa da Pátria, deveria, nos 20 anos de governo militar, esclarecer abertamente à sociedade e ao povo em geral por intermédio de jornais, revistas, rádio e televisão, da real intenção dos guerrilheiros e que não se tratava de luta pela democracia e sim que eles lutavam por todos os meios, inclusive desumanos, para implantar uma ditadura comunista no Brasil, apoiados por Cuba e a ex União Soviética. Ao contrário, os guerrilheiros continauram trabalhando na clandestinidade com um servico de persuação aos jóveis universitários, intelectuais e toda sorte para angariar adeptos, principalemte depois da anistia que passaram a ocupar cargos políticos e sempre repetindo uma mentira até que ela se tornasse “verdade”. Assim estão todos aí no poder dando as ordens e alinhavando o comunismo não só no Brasil, como também na América Latina, através do famigerado Foro de São Paulo.

     
  2. Imaginemos que o PCC conseguisse tornar-se senhor absoluto da situação e, por golpes de demagogia e presditigitação, se assenhoreasse do Poder. Uma de suas primeiras medidas seria sem dúvida colocar na cadeia seus principais opositores: os policiais militares, a quem acusariam de torturadores etc. Mutatis mutandis, esta é a situação atual: ex-terroristas que lutaram contra as autoridades constituídas que defendiam o Brasil de seu pior inimigo — o comunismo internacional — se assenhorearam do Poder e querem agora colocar os defensores da Nação no banco dos réus. É A INVERSÃO TOTAL E COMPLETA DE TODOS OS VALORES que eles querem levar às suas últimas consequências, como se já não fossem suficientes apenas estas duas aberrações: o ex-guerrilheiro José Genoíno ser secretário executivo do Ministério da Defesa e o STF equiparar por unanimidade a união homossexual ao casamento.

     
  3. EM RELAÇÃO À COMISSÃO DA VERDADE VERSUS FORÇAS ARMADAS

    1. Nenhum integrante de grupo armado contra o regime militar lutou pela democracia: todos lutaram pela implantação de uma ditadura comunista no Brasil;

    2. Quem lutou legitimamente pela democracia filiou-se ao MDB e defendeu suas ideias na tribuna ou nos jornais;

    3. Os terroristas não praticaram crimes de opinião – praticaram assassinatos, roubos, extorsões, sequestros e “justiçamentos” entre eles: crimes contra vida e a propriedade.

    4. Se o governo militar foi ilegítimo, todos os atos, leis e decretos do período já deveriam ter sido anulados há muito tempo;

    5. As Forças Armadas lutaram contra pessoas fanáticas, ferozes e decididas a transformar o país em uma Cuba;

    6. Se escrevi estas palavras e você as leu, dê graças aos militares – se não fossem eles, eu estaria preso e você estaria lendo somente o Diário Oficial.

     
  4. Pesquisa FGV mostra que as forças armadas ocupam o primeiro lugar entre as instituições mais confiáveis para o brasileiro (70% consideram confiável ou muito confiável). Em segundo lugar vem a Igreja Católica (com 56%). Dom Luiz já comentou e creio que valeria uma postagem do site IPCO. O resultado sumário está na página 26, gráfico 7 do documento abaixo.

    http://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/bitstream/handle/10438/8773/Relat%C3%B3rio%20ICJBrasil%203%C2%BA%20Trimestre%20-%202011.pdf?sequence=1

     
  5. Congratulo-me com o IPCO. Devemos, como brasileiros, nos inteirarmos dos problemas vividos por nossas Forças Armadas destacando o Exército Brasileiro o qual tive a honra de servir.

     
  6. Fico no aguardo que o General Adhemar, nos brinde com uma conferência no Clube Militar do Rio de Janeiro, sobre esse tema tão palpitante e necessário para esclarecimentos de todos, espero ser convidado.

     
  7. Desejo muito sucesso ao Instituto Plinio Corrêa de Oliveira pela brilhante iniciativa. Tive a oportunidade de assistir conferência do General Adhemar sobre o tema e, estou certo, de que o público sairá fortalecido em suas convicções e esperanças no futuro do Brasil. Peço a Nossa Senhora Aparecida que abençoe o Instituto, o palestrante e a todos os que se fizerem presentes.

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome