A cultura da morte ameaça desfazer a Alemanha

Conselho de Ética Alemão emitiu parecer segundo o qual o incesto deve ser considerado “direito fundamental de parentes à autodeterminação sexual”, quer dizer, ao incesto, noticiou o jornal inglês The Telegraph.

O incesto é ilegal na Alemanha. Mas, segundo esse parecer, as leis que o proíbem entre irmãos e irmãs constituem uma intrusão inaceitável, contrária a um suposto “direito à autodeterminação sexual”.

“O Direito Penal não é o meio apropriado para preservar um tabu social”, escreveu com empáfia o Conselho. “O direito fundamental de parentes próximos à autodeterminação sexual deve ser considerado como de maior peso do que a abstrata ideia de proteção da família”, acrescenta sibilinamente.

O Conselho se pronunciou após a ocorrência de um caso de incesto muito explorado pela mídia, como é o método para se introduzir uma perversão moral nas leis dos países.

O jovem Patrick, que vivia com sua irmã, foi condenado a mais de três anos de prisão e obrigado a se separar dela. Ambos, porém, aguardam que a sentença seja derrubada pela Corte Europeia dos Direitos Humanos, de triste fama.

Eles tiveram duas crianças deficientes mentais, reforçando a experiência, reconhecida por todos, da alta probabilidade de nascerem crianças com anormalidades genéticas de casal incestuoso.

Mas o Conselho de Ética menosprezou esse argumento de bom senso, arguindo que também aconteceu de nascerem crianças normais.

O Conselho privilegia os polêmicos Direitos Humanos e aduz que muitos incestuosos vivem secretamente sua relação.

O incesto é ilegal na maioria dos países europeus, com exceção da França, onde Napoleão I aboliu as leis que o proibiam.

“A abolição do crime de incesto será um mau sinal”, disse Elisabeth Winkelmeier-Becker, porta-voz do partido da chanceler Angela Merkel no Parlamento.

“Eliminando o temor do castigo dos atos incestuosos dentro das famílias, agiremos contra a proteção e o desenvolvimento tranquilo das crianças”.

“Um abismo atrai outro abismo” diz o velho adágio latino. A aprovação do “casamento” homossexual abriu o caminho para a aprovação do “casamento” incestuoso. Aprovado este último, amanhã teremos uma perversão ainda mais profunda reclamando seus “direitos”.

Até um dia alguém achar que tem o direito humano de se casar com um ser dos abismos infernais.

 

10 COMENTÁRIOS

  1. O Ocidente irá beber o cálice amargo da ira de Deus que será derramado sem mistura, devido a essas Leis infames que estão sendo implantadas em larga escala, ofendendo a Deus como nunca aconteceu na história humana. Instrumentos são os que não faltam, Rússia, China, Islã entre outros estão a postos para executar. Lembremos das mensagens de Nossa Senhora de Fátima!

     
  2. SATÃ NO COMANDO, COM AS BÊNÇÃOS DE SEUS SEGUIDORES…
    Isso aí não passa de reflexos da apostasia geral, a começar da Alta Hierarquia Católica e segmentos abaixo, salva a 1/2 dúzia de sempre – já que o resto das religiões é relativista – conivente ou silente, ajuntados à mídia vendida ocidental, foi quem aplainou os caminhos para essas pragas entrarem, foram as apostasias ao cristianismo – onde o Senhor Deus é rejeitado, o diabo toma conta, esse caso – e Nossa Senhora de La Salette, em 1846 avisou que, a partir de 1864, Lúcifer e grandes quantidades de legiões diabólicas seriam soltos do inferno, entrando a partir desse tempo numa outra fase todo o mundo.
    Quer ver a cara deles sob outras aparências? Nas corrupções gerais, nos planos diabólicos incestuosos, ligue-se numa das novelas da Globo, BBBs, A Fazenda etc., ou reparem muitas mulheres na rua – nem cito nas praias – tão mal vestidas de assustarem prostitutas nos bordeis!
    E nossos altos religiosos, mesmo os mais baixos, nem vejo tocar nisso de forma veemente; seriam uns medrosos e vacilantes, de – menos a 1/2 de sempre – pelo menos na net e onde frequento ou conheço ao vivo!
    Poderiam ser o chicote que o Senhor Deus usará para castigar o mundo – merecidamente – tendo como pano de fundo as ordens provindas das profundezas da Sinagoga de Satanás!

     
  3. Vemos que os socialistas querem arrastar a Alemanha para o caos social. Direito fundamental de praticar sexo com quem quiser sem responsabilização, contrariando até mesmo a orientação científica acerca das consequências e diminuindo ainda mais o crescimento populacional. Também estimulando ainda mais a prática do aborto. Fortalecendo o crescimento dos ismaelitas indiretamente em detrimento dos alemães. Política do caos, da autodestruição de uma cultura e de um povo em função da satisfação sexual pervertida.

     
  4. Acompanhem a sequencia dos fatos:

    1) começam as campanhas pelo fim da discriminação contra os gays.

    2) depois, vem as campanhas em favor do “casamento gay”, igualando-o ao casamento heterossexual.

    3) “Especialistas” afirmam que ser homossexual é “perfeitamente normal”, e que os héteros é que não o são, pois tal comportamento seria resultado de “condicionamento social”.

    4) Iniciam-se as reivindicações pelo direito de adoção para os “casais” gays.

    5) Agora vai começar a pressão pela normalização do incesto.

    Resultado: “casais” gays vão adotar e abusar das crianças adotadas com respaldo legal.

     
  5. O argumento q autorizaria o “casamento” gay é o mesmo para o “casamento” incestuoso. Esta implicação deve ser mais divulgada no Brasil, onde a população está longe de aceitar o incesto, mas já olha com condescendência para a abominável união homossexual. Se a única regra é o “amor” (leia-se concupiscência) as uniões sexuais poderiam ocorrer, também, entre irmão e irmã, professor e criança, homem e animal, e todas as permutações concebíveis na mente do pecador impenitente.

     
  6. Sempre que alguém argumenta que a promoção e a apologia do homossexualismo levará a outros tipos de perversão, como a normalização da pedofilia, os idiotas úteis politicamente corretos se “indignam”, e escarnecem de quem pensa assim.

    Pois aí está mais uma prova de que isso é verdade. Todos os limites estão sendo ultrapassados, todos os valores morais e as regras que sustentam um mínimo de convivência civilizada são taxados de “tabus”, o que, subliminarmente, significa que seriam regras “ultrapassadas” e que só “atrapalhariam” a vida em sociedade. Nada mais enganoso.

    A reengenharia social está avançando a todo vapor. Como disse uma vez meu falecido avô, eu ainda verei coisas terríveis no futuro…

     
  7. Nos estamos vivendo num mundo de ninguem so Politicos é que fazem o que que e nos faz engolir garganta abaixo,não sabemos o que mais pode se fazer para acabar com o conceirto de familia, tá mito dificil.

     
  8. Realmente um abismo atrai outro abismo, vimos isto no Brasil
    onde a aprovação de quotas raciais, nas universidades abriu caminho para quotas raciais nos concursos públicos, futuramente, teremos quotas raciais no
    Senado e na Câmara.
    Mas talvez seja este o propósito final do projeto! Deteriorar o tecido social, reformular a moral vigente, facilitando a implantação do socialismo, dentro de um organismo debilitado, incapaz de reagir! Em resumo “o quanto pior melhor”
    Pensei que este cenário só existisse do lado de baixo do equador!
    Mas pelo que está acontecendo na Alemanha, o fenômeno é mundial!

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome