Conservadorismo “saído do armário”

5

15 DE MARCO Brasilia

Reportagem de página inteira do Correio Braziliense de 22 de março noticia o renascer de movimentos de contracultura como oposição à onda conservadora.

Diz a chamada de capa: “Resistência irônica à ditadura, o movimento ressurge em contraponto ao conservadorismo que saiu do armário”. A reportagem se estende relembrando gestos simbólicos de artistas na época do governo militar, no sentido de subverter valores protegidos pelo regime.

A menção a esse “conservadorismo que saiu do armário” dirige-se, senão diretamente às manifestações multitudinárias ocorridas em centenas de cidades pelo Brasil (Foto acima: protesto em Brasília no dia 15 de março pp.), ao menos aos movimentos de opinião que lhes deram origem. Ora, dizer que algo ‘saiu do armário’ é pressupor sua existência em estado latente. Uma latência que poderia ter entre suas causas ou a vergonha, ou a preguiça, ou o “deixa estar para ver como é que fica”. Latência que a náusea provocada pelo atual estado de coisas no Brasil conseguiu vencer.

Esse traje, que se diria fadado às traças e à escuridão do armário, volta à passarela com todo o vigor e brilho, mostrando sua verdadeira face: pacato, amante da ordem, nostálgico dos princípios perenes da civilização cristã – a face do Brasil profundo.

Para contrarrestá-lo, as forças do caos tiram de seus baús mofados alguns trapos e esboçam suas gargalhadas infernais.  Serão elas capazes de calar a voz do Brasil profundo, de empanar o brilho dessa marcha promissora?

 

5 COMENTÁRIOS

  1. Quando se analisa melhor os comentários faz bem a alma.Nestes 4 aqui consignados até então, podemos fazer 4 observações. Um diz que aguarda
    o despertar do Gigante Adormecido – Outro que o povo tem o dever de continuar as manifestações. Um outro não reagiu suficiente a altura do
    termo Conservadores saídos do Armário – Todavia, o quarto comentário
    transcendeu, elevou o tema para as Arcas Sagrada da Nação etc! Bela transcendência digna de admiração!

     
  2. O povo brasileiro tem o dever de continuar a manifestação, visto que se esfriar o movimento, o PT, PMDB e outros partidos que apoiam e comem quietos junto com eles, vangloriar-se-ão dizendo que o povo é fraco e sem consistência e que todo o País está nas mãos deles.

     
  3. Conservadorismo saído do armário? Não. Saído, isto sim, das arcas sagradas da Nação onde estão guardados os melhores tesouros das nossas esperanças e da nossa Fé. Sacrário de nossas tradições cristãs no qual nem as traças e os ladrões conseguem penetrar. Que esta saída seja irreversível e avance pelas ruas e praças para reconquistar o que legitimamente e de direito é patrimônio comum do Brasil, Terra de Santa Cruz!

     
  4. Com honra nós somos o conservadorismo que saiu do armário e foi à rua
    com quanto garbo e esperança para o Brasil Autentico – E a esquerda nem no armário vai ficar, porque seu lugar é o lixo da História.

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome