Democracia e Namoro

DemocraciaEm meio ao caos do mundo moderno, cada vez mais se nota uma tendência a “legitimar” situações ilegítimas, designando-as com palavras de uso corrente. A palavra como que “escorrega” de seu sentido original e passa a significar outra coisa.

É o que se passa, por exemplo, com as palavras “democracia” e “namoro”.

Em nome da “democracia” pedem-se hoje as coisas mais absurdas. Basta lembrar a tal campanha pela “democratização da terra”. A gente vai ver o que eles querem, e nota que se trata de uma Reforma Agrária socialista, na qual a propriedade privada fica totalmente estropiada, se não arrasada. Chamar a isso de “democratização da terra” ajuda a dourar a pílula para que possa ser melhor engolida sem assustar.

Fala-se muito em “democratizar” a mídia, “democratizar” a internet etc. Analisando as propostas nesse sentido, chega-se à conclusão de que a tal “democratização” é pura e simplesmente um controle governamental, para que os meios de comunicação sirvam aos interesses ideológicos da esquerda no Poder.

Como se vê, em nome da “democracia”, vale tudo!

Começa também a “valer tudo” para o emprego da palavra “namoro”! Até há pouco “namoro” era um primeiro relacionamento afetivo entre pessoas de sexo diferente, para se conhecerem melhor com vistas a um engajamento mais sério, no noivado, e por fim o casamento.

Hoje em dia, não. O termo “namoro” vai sendo empregado para designar um relacionamento já diretamente sexual, incluídos o concubinato, o adultério e até a homossexualidade! Tudo é namoro!

Isso nos faz lembrar uma declaração feita anos atrás à revista “Atenção”, pelo propagandeado líder sem-terra, João Pedro Stédile, que até já foi convidado para um simpósio no Vaticano, com passagem paga! Declarou ele formalmente que “a maioria das freiras que foi morar em acampamento [dos sem-terra] acabou arrumando namorado”.

Razão tinha o saudoso Prof. Plinio Corrêa de Oliveira ao insistir em que as palavras fossem usadas com clareza e precisão!

 

7 COMENTÁRIOS

  1. Permitam-me retornar ao que a muito já questionei mas até hoje não tive resposta deste belo site: QUAL FOI A RESPOSTA DO VATICANO À CARTA FILIAL DE DOM BERTRAND? NÃO RESPONDERAM? SE ASSIM PROCEDERAM, EU INSISTIRIA REENVIANDO QUANTAS VEZES FOSSE NECESSÁRIO ATÉ QUE UMA RESPOSTA VIESSE, SEJA QUAL FOSSE.
    Pelo que tenho lido SS Papa Francisco responde ás mais simples cartas que lhe chegam, e esta não foi uma simples carta.
    Novamente fico no aguardo de uma resposta.
    Atenciosamente
    Manoel Neto

     
  2. o lamentável é que através da criação do bolsa família e outras benesses o atual governo já parte de qualquer eleição com mais de 1/3 dos votos.
    como contrapormos a essa corrente socialista cujo final deverá ser triste para todos?
    nos resignarmos já temos feito, para contestarmos não temos vozes pois a imprensa não repercuti como desejado por influencia do governo que ameaça retirada de vultuosas verbas publicitarias, assim como ameaçaram o STB devido opinoes expressas pelo nobre jornalista Raquel Sherazad

     
  3. E simples !! devemos continuar nossos princípios sadios e antigos que nos foram ensinados desde a origem da palavra Familia e manter firmemente os princípios sagrados que vem de DEUS nosso Senhor, seu Filho Único :Jesus e sua Sagrada Mãe : Virgem Maria.
    As “patadas” que essa corja de hereges estão repartindo a torta e direita para como em um “passe de mágica” apagar e subverter o inicio mesmo do mundo já não tem limites, portanto resta a nós inteligentes e pensantes ignorar suas recalcadas pretensões.
    Deus Salve ,Jesus nos guie e Nossa Senhora continue a nos mostrar o caminho.!!

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome