“É engraçado, o Facebook banca de rede social, mas na prática estamos nos desconectando”

A cadeia de TV CNN, edição em espanhol, convidou seus leitores a contar por que estão saindo do Facebook. O caderno feminino do jornal “Clarin”, de Buenos Aires, resumiu as cinco principais respostas:

1. Perda de comunicação com parentes e amigos reais

“Nós sacrificamos a conversação trocando-a pela mera conexão. Em casa, as famílias podem estar reunidas, mas cada um fica mandando mensagens e lendo e-mails. Os executivos mandam mensagens durante reuniões da diretoria. Mandamos mensagens, fazemos compras além de entrar no Facebook durante as aulas e quando saímos com alguém”, resumiu a psicóloga Sherry Turkle.

“É engraçado, o Facebook banca de rede social, mas na prática estamos nos desconectando”, respondeu outra pessoa à CNN. “Se você passa o tempo vendo fotos de “amigos de amigos” que nem conhece, quiçá você poderia pensar em passar um momento com alguém mais próximo, chamar a sua irmã, voltar a ter contato com as pessoas que, sim, são importantes”.

2. “Amizades” irreais, ou na realidade falsas

“Você poderia pensar em passar um momento com alguém mais próximo, chamar a sua irmã, voltar a ter contato com as pessoas que sim são importantes”
“Você poderia pensar em passar um momento com alguém mais próximo, chamar a sua irmã, voltar a ter contato com as pessoas que sim são importantes”

Segundo a CNN, “os usuários que mais tempo passam no site acreditam constantemente que seus amigos do Facebook são mais felizes do que eles”. Resultado: correm atrás de uma ilusão de felicidade que nunca conseguem atingir.

3. Perda da privacidade

“O Facebook mudou com frequência suas configurações de privacidade no passado e continuará a fazê-lo, sempre em detrimento da privacidade”, comentou outro dos consultados pela CNN.

4. Perda de tempo

“É facílimo perder uma hora no Facebook… É útil perder todo esse tempo?” – foi outra das explicações da saída de Facebook, segundo a CNN.

5. Ameaças à imagem pessoal ou profissional 

Pessoas que julgam não participar das redes sociais, nem mesmo no Facebook, na realidade aparecem nos buscadores com fotos, comentários e dados pessoais subidos por amigos, companheiros ou conhecidos. Isto pode ser muito prejudicial em circunstâncias impensadas.

 

7 COMENTÁRIOS

  1. Recentemente, passei um fim de semana na casa de meus sogros e ha via uma adolescente convidada, que foi logo apresentada à sobrinha de minha esposa, também adolescente.

    Após todo um incentivo para as duas emplacarem uma amizada (real), pois não é que nos surpreendemos, depois, ao vê-las, sentadas lado a lado, separadas por cerca de um metro, adivinhem … Cada uma com o seu netbook “conectadas” no facebook, i.e., completamente alheias à presença uma da outra!

    Resumiu muito bem o Fernando Lima: é uma renúncia à realidade em favor de um pseudo mundo deserto de calor humano.

     
  2. “Na verdade renuncia-se à realidade e entra-se no mundo virtual, onde o que mais falta é o calor humano.”

    DISSESTE TUDO, MEU CARO FERNANDO!!! É a pura realidade vivida mormente pela juventude do mundo inteiro!!! I N F E L I Z M E N T E o contato humano está dando lugar para estas redes sociais, que distanciam a todos de uma aproximação “tête-à-tête”, deslustrando nossas amizades mais aconchegantes!!!

     
  3. Facebook é a paródia da felicidade nesta vida. Na verdade renuncia-se à realidade e entra-se no mundo virtual onde o que mais falta é o calor humano.

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome