Diminuir gradativamente o patrimônio de quem teve tanto trabalho para construí-lo

5

Recebemos de um leitor deste site uma importante mensagem.

Se você concorda com ele, deixe seu comentário. Se não concorda, deixe também.

Fale Conosco – Subject: Imposto sobre grandes fortunas

Boa noite! Sou um leitor assíduo desse site e, venho através dessa mensagem, mostrar o abuso dos parlamentares ao querer aprovar uma lei que tenta diminuir gradativamente o patrimônio de quem teve tanto trabalho para construi-lo. Não possuo tamanho patrimônio, mas sei como é difícil para adquirir qualquer bem no Brasil.

Acredito que a revisão das alíquotas do IR e diminuição do imposto sobre consumo seriam mais adequadas e beneficiariam os mais pobres se comparada com essa lei.

Peço, encarecidamente, que divulguem esse abuso, e se possível, me ajudasse nessa causa com uma carta contra, pois, agora, ele apenas valeria para quem tem patrimônio acima de R$2milhões, porém quem garante que mais tarde eles não diminuam a faixa para R$500mil de patrimônio.

Comento: Ninguém garante que eles não diminuam a faixa para ainda menos. Pois eles vão fazendo gradualmente o que na URSS foi feito de uma vez!

 

5 COMENTÁRIOS

  1. Por todos os motivos que este site tem mostrado o socialismo que está na raiz de medidas injustas como a de taxar abusivamente fortunas para estabelecer a igualdade de riqueza é claramente um roubo e parecer ser a especialidade de tais parlamentares.

     
  2. É bom lembrar aqui o que ensina o Papa Leão XIII: “A propriedade particular não seja esgotada por um excesso de encargos e de impostos. Não é das leis humanas mas da natureza que emana o direito de propriedade individual; a autoridade pública (…) trabalha contra a justiça e contra a humanidade quando, sob o nome de impostos, sobrecarrega desmedidamente os bens dos particulares” (Encíclica Rerum Novarum).

    Essa mentalidade socialista que está sendo implantada pelo PT, esses gastos públicos monstruosos que é uma bomba-relógio contra o País, levam a cercear os direitos das pessoas e controlar todos os seus movimentos através de uma burocracia minuciosa, antinatural, desumana, descolada da realidade e desprovida de bondade. Os socialistas vivem parlapateando e se imiscuindo em todos os assuntos, tentando controlar e regulamentar tudo. Resultado: não toleram, na sua mistica igualitária, que haja desigualdade de fortunas nem patrimônio familiar adquirido honestamente e com esforço.

    E aqui lembro de novo outro Papa, o Papa Pio XI: “Rejeitar ou atenuar o direito de propriedade privada ou individual, leva rapidamente ao coletivismo, ou pelo menos à necessidade de admitir-lhe os princípios” (Encíclica Quadragesimo Anno).

     
  3. A esquerda de qualquer lugar do mundo usa a mesma estrategia, partem do principio que uma mentira contada por muito tempo acaba sendo verdade, e o mal se dessiminado em doses homeopaticas não sera sentido, e quando falam em socializar algum patrimonio refrem ao seu patrimonio não ao deles, tambem falam mal do capitalismo, mas quando tem que conseguir uma cidadania eles não vão a cuba, mas a italia e outros paizes capitalistas, como e o o caso do Lula e D marisa, e nossa esquerda no brasil é feroz, devastadora, pior que em doses homeopaticas o povo sofrido não percebeu ainda, e gritam aqueles chavoes, antes não era assim, estamos cegos…..ganhamos mal, temos a pior distribuição de renda, estamos sem empregos, e falamos que nunca esteve tana fartura….fartura de que? so se for de miseria de desmando, de corrupção, de gente querendo se eternizar no poder……

     
  4. Em bom senso como mero contribuinte de 4 décadas no Brasil , uma breve observação do caso em tela::

    A matéria tributária deve observar em primeiro plano o carater isonomico constitucional de sua aplicação ref.a tributação de grandes fortunas e patrimonios e secundariamente suas origens em geral advindas de aplicações financeiras no mercado de capitais de carater em geral especulativo, atraves de de capital de origem duvidosa advinda de atividades não declaradas.

    Afinal em bom senso não existem “arvores de dinheiros” em lugar algum, que se conheça.

    E deve ser tópico de relevante análise na tao esperada REFORMA FISCAL pelos poderes legitimos envolvidos e não tornar-se matéria de fundo politico ,que por outro lado mantem a divida interna aquecida com a alta de juros (taxa SELIC) no Brasi pelo CMN, como modo de financiar “ad eternum” a gastança sem limites do poder executivo em mordomias dos ditos representantes do povo no Congresso Nacional etc..

    Esta é a real cerne da matéria e não sua politização em prol de minorias dominantes do poder politico temporal, sob egide dita “socialista” em nome da tao decantada “democracia”

     
  5. Esses impostos são expoliatórios. Alias, não é para enriquecer o Estado ou dar aos pobres que ele é feito: é só para expoliar.
    Nos EEUU ficou comprovado, na época de Reagan, que a diminuição dos impostos aumentam a arrecadação, pelo aumento da circulação da riqueza.
    O estado distribui mal o que arrecada. A riqueza dos mais ricos fazem que eles gastem mais e daí uma difusão da riqueza de particular para particular, que não tem as despesas de passar pelo Estado

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome