Elefanta defende filhote contra bando de hienas

Após árduo combate, elefanta conseguiu afugentar as hienas e salvou seu bebê de apenas alguns dias de idade. Na foto, à frente, as duas hienas tentam distrair a atenção da mãe, enquanto o filhote aparece sendo mordido por detrás por uma hiena e, ao fundo à direita, outras feras avançam para atacá-lo. (Foto de Jayesh Mehta). O que fazem os médicos abortistas do CFM?

A página principal da “BBC/Brasil” do dia 5 de aril último (http://www.bbc.co.uk/portuguese/) apresentou uma foto impressionante e sua comovedora história. Em Botsuana (África), um fotógrafo americano (Jayesh Mehta) flagrou uma elefanta defendendo o filhote  atacado por mais de uma dezena de hienas [foto cima].

O fotógrafo não comenta, mas, vendo a cena, para mim o pensamento foi imediato: “Mãe é mãe! Até no mundo animal, uma fêmea faz de tudo para salvar sua cria; corre qualquer risco; até dá sua vida para proteger seu filhote”. E um colega, que também viu a mesma evocativa foto, disse: “O que certas ‘mães’ não fazem por seus filhos…”. Acrescentei: “O ser humano quando decaí, afastando-se da moral, pratica horrores inimagináveis, como no caso da prática abortiva em que se mata o próprio bebê. Isso constitui uma degradação tal que rebaixa o ser humano a um ente inferior ao animal, assemelha-se a hienas. Daí os traumas de uma mãe após ter praticado um aborto”.

Esta foto, ao mesmo tempo que me fez lembrar da beleza do heroísmo de uma mãe quando defende seus filhos, recordou-me também dos médicos abortistas do Conselho Federal de Medicina… (vide notícia do post anterior) Não lembra o bando de hienas da foto acima? — Leia a referida notícia da BBC (abaixo) e julgue.

Fotógrafo flagra elefanta defendendo filhote contra hienas

Fonte:http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2013/04/130404_elefanta_hienas_bg.shtml
Um fotógrafo captou o momento em que uma elefanta parte para cima de um bando de hienas que estavam atacando seu filhote.

As cenas foram registradas pelo fotógrafo americano Jayesh Mehta, de 47 anos, na região de Savuti, no Parque Nacional de Chobe, em Botsuana.

Jayesh conta como fez as imagens: “Ouvimos elefantes gritando em desespero. Ao deixarmos a pista e irmos para o mato, seguindo os sons, encontramos um grupo de 12 a 14 hienas perseguindo uma manada de cerca de oito elefantes”.

A manada, de acordo com o fotógrafo, contava com duas fêmeas adultas, alguns elefantes adolescentes e um filhote de apenas alguns dias de idade. “As hienas estavam tentando chegar até o filhote, que, à altura em que lá chegamos, já havia sido ferido”.

Mehta conta que o filhote estava bem próximo de sua mãe e que outros elefantes tentaram permanecer o mais perto possível do filhote.

“Eles precisavam descansar regularmente, para seguir protegendo o bebê. E, a cada ocasião, formavam um círculo em torno do filhote”, afirma.

“Durante a perseguição, as hienas continuaram a arranhar o bebê, ferindo-o até seriamente, especialmente no seu traseiro”, relata. [na foto do início, nota-se uma hiena mordendo-o por detrás].

Ao final do embate, a elefanta e seu filhote levaram a melhor. [como se nota na foto ao lado].

O fotógrafo se disse impressionado em ver como as hienas vinham de todos os lados, de modo a irritar os elefantes maiores e distraí-los.

O embate entre os elefantes e as hienas durou cerca de uma hora. Depois de muita perseguição, os elefantes acabaram conseguindo escapar.

“Foi provavelmente uma das mais empolgantes experiências (que já vivi), à qual as fotos não são capazes de fazer justiça”, disse o fotógrafo.

 

6 COMENTÁRIOS

  1. É!!!! Cadê aquele lindo juramento que os medicos fazem no dia de sua fomatura, diante do conselho de ética, para defender a vida? Conversa fiada! Esses assassinos só merecem uma coisa. Cadeia!!!!!!!!!!!!! Pau nele, é o que merecem. Esperem só, um pouquinho mais e eles terão um tanque de fogo para se divertirem eternamente no inferno, que é o lugar deles.
    Que Deus nos proteja.
    Salve Maria

     
  2. Quando li CFM, fazendo correlação não com a elefanta que defendeu seu filhote valentemente, mas fazendo a correlação com as hienas, logo imaginei que CFM fosse Conselho Federal da Morte.
    Medicina é para salvar e não para recomendar a matar um bebe em potencial.
    Esses caras do Conselho Federal da Morte não foram abortados. Eles nasceram antes da resolução do CFM. Escaparam!!!

     
  3. Será que esses abortistas já se colocaram alguma vez na vida no lugar do nascituro. Covardes, porque não chamam alguem do seu tamanho para brigar hein,….

     
  4. Diante da famigerada atitude dos senhores doutores, médicos, signatários do aborto no Conselho Federal de Medicina, só uma palavra me vem à mente:

    Médico, cura a ti mesmo.

    Um bom dia para essas hienas em pele de cordeiro!!!!!

     
  5. Uma elefanta e sua manada defendendo seu menor elemento que não dispunha de todas as forças para se proteger, eis aí um exemplo da lei natural. Enquanto que entre os homens há elementos que se dizem defender a saúde agem contra a vida do mais inocente e indefeso de sua espécie, e com requintes de crueldade. É o aborto incentivado por certa classe de médicos. Seria demais classificá-los como hienas?

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome