Em 2013 a China executou mais pessoas que o resto do mundo

Execucao China

A China aplica a pena de morte em condições aterradoras, por vezes com o objetivo de conseguir órgãos frescos para transplante, ou para eliminar dissidentes.

A insuspeita Amnesty International publicou seu último relatório anual sobre as execuções no mundo. Nele, a China atingiu mais uma vez o sinistro recorde de exceder – e de longe – todo o resto dos países somados no método de extinção “legal” de vidas, informou “Business Insider”.

A máquina judiciária socialista sentenciou à morte milhares de cidadãos em 2013, enquanto no resto do mundo só foi pedida a pena máxima para 778 indiciados – constata o relatório.

Porém, as estatísticas da China ficam complicadas pelo fato de Pequim considerar que as execuções mortais são segredo de Estado.

De fato, ao cruel paganismo milenar, o socialismo acrescentou o extermínio dos dissidentes ideológicos “contra-revolucionários”, ou “de direita”, em nome da Revolução Cultural.

No entanto, a China comunista parece ter limitado o morticínio de opositores reduzindo as cifras recordes de décadas passadas, se é que não houve execuções ocultas.

Execucao publica na ChinaO número de crimes puníveis com a pena capital caiu de 68 a 55 em 2011, embora seja alucinante a facilidade com que esses crimes podem ser atribuídos a quem não os cometeu.

Em janeiro, Human Rights Watch considerou positivo o fato de as punições capitais sob o socialismo chinês “terem sido menos de 4.000 anuais nos últimos anos”. Um resultado “positivo” em relação à média de 10.000 anuais há uma década.

Para Amnesty International, o segundo lugar da tétrica lista, correspondeu à ditadura fanática islâmica do Irã: 369.

Em terceiro lugar, outro país que aplica a lei islâmica à risca: Arábia Saudita com 79 pelo menos.

Depois, um país que cada vez que aplica essa pena, os jornais enchem de vitupérios sem proporção com os acima citados: os EUA com 39.
Hong Lei, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, defendeu que a pena de morte “se baseia principalmente na cultura tradicional e em condições nacionais específicas”.

 

7 COMENTÁRIOS

  1. Um regime que quer se perpetuar, não aceita oposição. Por esta razão os comunistas eliminam seus opositores. Nós brasileiros desejamos um regime deste?
    Solução contra perpetuação de poder é a cada nova eleição, fazermos a mudança de nossos representantes para que os mesmos não criem raízes no poder.

     
  2. É tão bom usufruirmos da liberdade que Deus nos deu! Até mesmo os que vivem continuamente em pecado (rebeldia contra a Lei perfeita de Deus), não são punidos imediatamente, mas apenas no Dia de Juízo.

     
  3. Eles, os comunistas e Islamitas matam sem dó pessoas boas que pensam diferente deles e isso eles não toleram e ao invés de dialogar preferem matar. Não que eu queira defender os Estados Unidos, mas as execuções são aplicadas a bandidos praticamente irrecuperáveis, serial killers, estupradores, e ainda assim eles são julgados e lhes é dado oportunidade de defesa, e se não puderem pagar um advogado o Estado lhes fornece um de graça. Eles teem varios recursos até a ultima hora, a ponto de muitos desses bandidos esticarem por anos a sua execução, alguns com esperança de perdão. Na Chiona, Irã, Iraque, Coreia do Norte, Cuba, e no tráfico de Drogas não tem defesa. SE você é contra a ideia deles, pensa diferente, professa uma fé diferente da deles, é o que basta para ser imediatamente executado. E por aqui, ainda existe muita gente, principa,mete petistas e comunistas que defendem essa gente assassina..

     
  4. Será que na China o numero de assassinatos somados ao numero de executados é maior que o numero de assassinatos de inocentes por bandidos no Brasil? Considerando ainda que a população da China é 6 vezes maior que a brasileira?

     
  5. Os assassinatos de lesa humanidade nunca foram comtemplados quando vierem de países de ideologia comunista, na China segundo o relatório da matéria as execuções por “atacado” são dispostas pelas “autoridades” que não toleram nenhuma oposição ao regime estabelecido pelos açougueiros de plantão.
    Similares atividades foram cometidas em Cuba (porém em menor escala)sob ordens pessoais dos “hermanitos” Castro e seu sicário Che, está amplamente demonstrado que o comunismo e seus “derivados” não toleram opiniões contrarias aos seus ditados, portanto o caminho é a eliminação.

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome