Em Brasília, nova Marcha contra o Aborto

3

No último dia 4 de novembro, mais de 5 mil pessoas participaram da sétima edição da Marcha Nacional da Cidadania pela Vida – contra o Aborto, na Capital Federal. Saindo das cercanias da Torre de TV, os participantes dirigiram-se pelo Eixo Monumental rumo ao Congresso Nacional portando bandeiras e cartazes, nos quais era unânime a oposição radical a todas as formas de aborto.

Quinze voluntários do Instituto Plinio Correa de Oliveira marcaram presença com seus estandartes e trajes dourados. Uma pequena fanfarra de trompetes, pífaros, percussão e gaita de foles fazia o séquito da Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima portada em um andor. Impressionou a atração exercida pela Imagem: vários jovens chegaram mesmo a disputar, com os cooperadores, o privilégio de carregá-la!

Uma imensa faixa, desfraldada por militantes pró-aborto (certamente também pró invasões de terras, pró destruição da família, pró drogas, pró agitação social…) em um viaduto sob o qual passava a multidão, defendia a despenalização do aborto, sob o falacioso argumento da defesa das mulheres
Uma imensa faixa, desfraldada por uma minoria de militantes pró-aborto em um viaduto sob o qual passava a multidão, defendia a despenalização do aborto, sob o falacioso argumento da defesa das mulheres.

Nos cerca de 3 quilômetros percorridos, não foram raras as manifestações de apoio dos transeuntes, tanto pedestres quanto motoristas. Não faltaram tampouco as manifestações de ódio, mas estas, raras, e nada espontâneas. Uma imensa faixa, desfraldada por militantes pró-aborto (certamente também pró invasões de terras, pró destruição da família, pró drogas, pró agitação social…) em um viaduto sob o qual passava a multidão, defendia a despenalização do aborto, sob o falacioso argumento da defesa das mulheres. Fato que comprova o caráter orquestrado de tal pífia contra-manifestação: os voluntários do IPCO – todos eles caravanistas experimentados – foram invectivados por slogans exatamente iguais aos que costumam ouvir de norte a sul do Brasil…

A Marcha terminou, como de costume, junto ao Congresso Nacional. Nos momentos finais, o sol escaldante da largada transformou-se em uma tempestade torrencial, com ventos fortes que chegaram a podar o arvoredo das cercanias. Fato sintomático: nem assim decresceu o ânimo dos participantes!

Queira a Santíssima Virgem estender a todo o Brasil essas graças de determinação frente ao mal. Que a Terra de Santa Cruz se erga do letargo a que foi induzida, e possa saudar a restauração da Civilização Cristã!

 

3 COMENTÁRIOS

  1. Certamente, como aqui nos EUA, o numero tende a crescer. Comecou em 1974 com poucos, hoje a March for Life no mes de janeiro ja reune anualmente varias centenas de milhares.

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome