Fátima e o exemplo de Herzegovina

Gregorio Vivanco Lopes

Assim como a estrela de Belém pairou nos céus do paganismo antigo para indicar aos Reis Magos onde se achava a salvação, assim também a mensagem de Fátima paira sobre o neopaganismo moderno, mostrando aos homens de todos os povos e nações os rumos que deverão tomar os acontecimentos humanos até o triunfo final do Imaculado Coração de Maria.

Em sua recente viagem a Fátima, na homilia que pronunciou em 13 de maio durante a Missa celebrada para 500 mil pessoas na Esplanada do Santuário, Bento XVI teve estas palavras que repercutiram mundialmente: “Possam os sete anos que nos separam do centenário das aparições apressar o anunciado triunfo do Coração Imaculado de Maria para glória da Santíssima Trindade”. Eis o triunfo que devemos desejar com todas as veras da alma.

Mas, ao predizer o triunfo da Virgem, a Mensagem de Fátima nos mostra que ele será alcançado depois de grandes sofrimentos e provações, afastando assim todo e qualquer otimismo estúpido, como o de certas pessoas que acham que a vida é fácil e a vitória se alcança sem esforço.

A fé nos mantém na certeza de que o Imaculado Coração da Virgem Santíssima vai triunfar. Quem triunfará com Ele? A fé e a lógica se unem, nesta incontestável resposta: Aqueles que nas horas amargas permanecerem fiéis; os que não dobrarem o joelho diante das máximas do neopaganismo moderno; os que preferirem a dor às alegrias vãs, a luta à acomodação fácil, a fé ao invés da adoração aos ídolos de horror e maldição que se sucedem no palco deste século.

Palavras ilustram, mas é o exemplo que arrasta, por isso reproduzo para o leitor a narração de um fato admirável, feita por Irmã Emmanuel. Eu a recebi de uma leitora entusiasta de Catolicismo, que a transcreveu da revista Crusade (maio/junho de 2004) da TFP americana. Refere-se a uma pequena cidade dos Bálcans, que durante a dominação comunista resistiu galhardamente à onda de imoralidade propagada pelos corifeus do ateísmo.

“Em nossa cidade croata de 13.000 habitantes, nunca houve divórcio. Como explicar isso? O comunismo está à nossa volta, e as pessoas sofrem cruelmente com as perseguições diárias que enfrentam. Em Herzegovina a cruz representa o maior dos amores, e o crucifixo é o tesouro de cada lar. Quando dois católicos se casam, lhes é dito: ‘Vocês acharam sua cruz. É uma cruz para ser amada, para ser carregada, uma cruz para não ser atirada de lado, mas para ser estimada com carinho’.

Durante a cerimônia, a noiva e o noivo juntam suas mãos, segurando o crucifixo, e depois osculam, não um ao outro, mas a cruz. Caso um queira abandonar o outro, não poderá fazê-lo sem abandonar Jesus Crucificado. O crucifixo é o ponto central do lar”.

 

7 COMENTÁRIOS

  1. Nossa Senhora aparece diariamente na Bósnia Herzegovina desde 1981,dizendo que estas aparições em Medjugorje são as ultimas para a humanidade neste mundo e que são continuação das de Fátima.Esperamos a realização dos 10 segredos e o triunfo de Maria,se Deus quizer até 2017,para o centenários das apariçõe sde Fátima.O sol dança em Medjugorje assim como dançou em Fátima.Já fui testemunha do fato.É uma emoção indescritível:

    http://www.youtube.com/watch?v=udfZjF0yL-8

     
  2. Caros amigos, Paz e Bem!

    2017 – data do centenário das aparições de Fátima – se dará, segundo o santo padre o papa Bento XVI (homilia de 13/05/10 -Fátima), o triunfo o Imaculado Coração de Maria. O triunfo do bem sobre o mal. O fim das guerras, das doenças, da morte. Será o maior presente de Deus para a sua humanidade decaída por causa do pecado pessoal e social. Trata-se de um fato esperado há dois mil anos. É evidente que o foco principal jamais poderia ser a data exata da Segunda Vinda de Jesus (prerrogativa exclusiva de Deus-Pai), mas sempre na preparação (vigilância), pois a qq momento poderemos ser chamados ao encontro amoroso com Deus, onde faremos a prestação de contas (sem máscaras) da nossa vida nesta terra. Penso, ainda, que a Igreja Católica tem a obrigação de noticiar os sinais da iminente vinda de Jesus, pois todos os sinais estão aí (guerras, fome, catástrofes, apostasia…).
    Veja que interessante:
    A contagem regressiva (2017) inicia-se com o retorno dos Judeus à Israel em 1948. Se a gente observar os documentos originais/oficiais que foram assinados pela OTAN naquela época, verá que a criação de Israel aconteceu um ano antes que os judeus começassem a voltar à Terra Prometida, quer dizer a data oficial é 1947. Se você pegar o ano de 1947 e ler o que Jesus disse em Mateus 24:34: “Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas estas coisas aconteçam” e adicionar uma geração (1947+70) conf. informa Salmos 89:10, nós chegamos na data de 2017. Isso não é interessante?
    Por fim, o saudoso papa João Paulo II nos informou que a vinda gloriosa de Jesus se dará no DOMINGO, o dia do Senhor (vide carta apostólica Novo Millenium Iniunte).
    Quem viver, verá!
    Saudações cristãs,
    Renato.

     
  3. Eu não acho que ser católico e se casar é carregar uma cruz… Depende de muitos fatores… Se há amor que gerou o matrimônio, nunca é pena, mas dádiva a união. Não vejo o matrimônio como castigo para os católicos, a não ser que mudem de ideia um dia e queiram se separar… Mas há o recurso da anulação… Mas muito rara…
    O amor verdadeiro nunca se separa, mas juntos, conseguem resolver todas as questões com boa vontade.
    Claro que a fé religiosa ajuda a manter a forçanecessária nas dificuldades… Na minha família não há divórcio também e nós moramos no Brasil…

     
  4. Que beleza!! Só mesmo aceitando a cruz para levar um compromisso tão sério como o casamento. Eu não conhecia que existiam povos com tanto amor a esse símbolo, foi bom ter lido isso, agora fico obrigado a seguir o exemplo.

     
  5. Achei maravilhosa esta mensagem. Estou separada judicialmente do meu marido a 17 anos, e gostaria q no dia do meu casamento houvera esta cerimonia. Muita coisa teria sido evitada, e, hoje minha familia seria mais estruturada. Que muitas pessoas tenham conhecimento de tao maravilhosa cerimonia. Obrigada e agradeco a Deus ter podido le-la!!!

     
  6. Belíssimo exemplo a ser imitado por todos os noivos, em todo mundo.
    Este gesto tem reflexos no casamento de Tobias e Sara ( Tobias 8, 4-6), cujo texto é” “…Levanta-te, Sara, e roguemos a Deus, hoje, amanhã e depois de amanhã. Estaremos unindo a Deus durante essas tres noites. Depois da terceira noite consumaremos nossa união; porque somos filhos dos santos (patriarcas|), e não nos devemos casar como os pagãos que não conhecem a Deus.”
    Levantaram-se, pois, ambos, e oraram juntos fervorosamente para que lhes fosse conservada a vida.
    Vamos pois fazer a exaltação da Santa Cruz, sempre!

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome