CÂMARA DOS DEPUTADOS – DETAQ

Sem supervisão
Sessão: 146.1.55.O Hora: 14h20 Fase: BC
Orador: MISAEL VARELLA Data: 10/06/2015

 

MISAEL VARELLA

O SR. MISAEL VARELLA (DEM-MG. Pronuncia o seguinte discurso.) – Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, sabemos que a juventude de hoje será o amanhã do Brasil e do mundo. A redução da maioridade penal, ora em pauta, representa apenas o primeiro passo para salvarmos toda uma geração da criminalidade. Com efeito, o Estatuto da Criança e do Adolescente acabou por transformar parte significativa de nossa juventude em bucha de canhão de bandos criminosos.

A meu ver, o mais importante nesta matéria são ações preventivas, como o fortalecimento da família, pois a educação vem do berço. Nesse sentido, uma súplica de fieis católicos do mundo inteiro – materializada num abaixo assinado a ser dirigido ao Papa Francisco I – vem repercutindo na imprensa nacional e internacional.

Recente despacho da France Press noticia que –mais de 225.000 pessoas, incluindo quatro cardeais e 22 bispos, já assinaram esta petição em defesa da família. O abaixo assinado, em forma de petição, que vem sendo estimulado pelo cardeal americano Raymond Leo Burke, foi idealizado em janeiro de 2015. tendo em vista o Sínodo (reunião de bispos) sobre a família, a se realizar no mês de outubro próximo, no Vaticano.

Aqui no Brasil, o Instituto Plinio Corrêa de Oliveira tem colaborado para o bom êxito dessa filial súplica.

Pelo texto do documento, pode-se notar a preocupação manifesta de seus signatários: “Tendo em vista o Sínodo sobre a Família de outubro de 2015, dirigimo-nos filialmente a Vossa Santidade, para Lhe manifestar as nossas apreensões e esperanças sobre o futuro da família.

Nossas apreensões se devem ao fato de virmos assistindo há décadas a uma revolução sexual promovida por uma aliança de poderosas organizações, forças políticas e meios de comunicação, a qual atenta passo a passo contra a própria existência da família como célula básica da sociedade.

Desde a chamada Revolução de 68, sofremos uma imposição gradual e sistemática de costumes morais contrários à Lei natural e divina, tão implacável que torna hoje possível, por exemplo, ensinar em muitos lugares a aberrante teoria do gênero, a partir da mais tenra infância”.

Sr. Presidente, o nosso empenho em aprovarmos a PEC da redução da maioridade penal visa não apenas a redução da criminalidade entre nós, mas sobretudo pretendemos salvaguardar a instituição da família, fundamento da sociedade de hoje e de amanhã.

Tenho dito.

423
***
DownloadPDFfilial

(*) OBS: Se preferir o arquivo PDF sem o logotipo do IPCO, clique aqui.

 

7 COMENTÁRIOS

  1. Deputado Misael Varella, sua atitude corajosa atesta seu perfil de verdadeiro REPRESENTANTE da grande maioria das famílias brasileiras. Elas desejam o resgate dos valores e das tradições que foram perdidos no tempo. Perdas essas que resultaram no desaparecimento da ética, da moral e no altíssimo grau de violência espalhada pelo país. Conte com nosso apoio, acompanhamos seu trabalho de perto. Estamos cansados de impunidade.

     
  2. Ao Exmo. Sr. Deputado Federal Misael Varella, as nossas orações, os nossos agradecimentos, os nossos mais elevados tributos de respeito. Esperamos que o IPCO mantenha-se firme na luta, junto ao Ilustre Parlamentar, pela preservação da família instituída pela união matrimonial de um homem com uma mulher, de onde virão filhos ou não; o que não anula a base instituída da família pelo união do casal, segundo a Lei Divina.

    JOSÉ PLÍNIO DE OLIVEIRA
    (Serrinha – Bahia)

     
  3. Sr. Deputado siga enfrente, tens a minha adimiração e a de milhões de brasileiro que amam as suas familias e não querem ve-las destruidas por essa cambada de pederastas e comunistas

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome