Um novo latifúndio indígena

A Confederação Nacional da Agricultura acaba de pedir o apoio do governo do Maranhão para evitar a ampliação da reserva indígena Governador, localizada a 835 km de São Luís.

A CNA argumentou que o aumento da área previsto nas portarias 677/08 e 1437/10, da FUNAI, afetaria 2 mil propriedades rurais, consolidadas antes da promulgação da Constituição/88.

A reserva de 42 mil hectares – com a expansão prevista nas portarias, passaria para 200 mil hectares – obrigaria a retirada de diversas famílias de produtores rurais que vivem no local.

A governadora Roseana Sarney ficou de incluir o tema na pauta do encontro que ela terá com uma comissão técnica do Ministério da Justiça.

Para o vice-presidente da CNA, Fabio Meirelles Filho, esta questão deve ser resolvida logo, pois muitos produtores estão inseguros para investir em suas terras.

Fonte: www.paznocampo.org.br

 

8 COMENTÁRIOS

  1. Helio, obrigado. Eu como filho de imigrante “não convidado” como afirma o Jado, no comentário dele abaixo, me senti insultado, pois, vi meus pais trabalharem de dia e de noite e não via que eles tivessem tirado nada de ninguém. Vi o sofrimento deles e os relatos dos sofirmentos de meus avós que chegaram sem nada, SEM NADA quero repetir e pior não conheciam a língua, mas constitituiram uma família com patrimonio SEM TER ROUBADO NADA DE NINGUÉM. O sr. Jado reclama que somos “indesejados” porque tiramos coisas deles. Mas eu pergunto ele e os seus que a milhares de anos estavam nestas terras o que fizeram?

    JADO POR QUE VOCÊ OFENDE GRATUITAMENTE OS IMIGRANTES QUE TRABALHAMOS PARA O FORTELECIMENTO DO PAÍS?@Helio Viana

     
  2. Estou enojado com o comentário do Jado, que no seu afã de defender nossos simpáticos índios, não se importa em que eles continuem reduzidos à condição de habitantes de um zoológico para entretenimento de turistas e o beneficiamento de ONGs, ao mesmo tempo em que menospreza e hostiliza todos os imigrantes que vieram ter no Brasil, no momento em que o País necessitava de sua mão-de-obra e aos quais milhões de brasileiros devem a sua existência e bem-estar… do qual certamente o próprio Jado desfruta.

     
  3. Por traz de tudo isso estão aqueles que sabem dos potenciais do subsolo Maranhense,assim como lá na Serra da Raposa,cujo subsolo,contem talvez a maior jazida de Nióbio do planeta e hoje esta sendo roubada de nós os brancos,indios e brasileiros como nação,não há dúvidas de que grande grupos de mercenários estão de olho em mais essa grande injustiça que será cometido contra todos nós os brasileiros,legítimos,nascidos aqui em nossa querida terra Brasil.

     
  4. Sr. Jado,
    Com todo respeito, o seu comentário parece cheio de boas intenções, mas também de ingenuidade.
    O alvo principal dessas iniciativas não demonstra ser a favor dos índios, e sim apenas contra os produtores. A política de isolar os índios em latifúndios, afastando as fronteiras com a civilização, vai contra Nosso Senhor JESUS CRISTO, que ordenou a pregação do Evangelho por todo o mundo e a TODA criatura. Por conseguinte, os próprios índios são prejudicados.

     
  5. É mais do justo que os remanescentes dos povos aqui encontrados tenham sua reserva legal definida em lei e garantida pelos governos! É até pouco! Lembremo-nos do que aconteceu quando imigrantes italianos, alemães, japoneses, etc, – a quem nós nunca convidamos para vir para o Brasil ( a não ser por meia dúzia de latifundiários desonestos e racistas de Minas Gerais e São Paulo) -, fizeram com as terras dos índios do Sul do País! Um genocídio por excelência! Sem contar com o desprezo que nossos avós mestiços (de negros principalmente!) foram submetidos quando foram totalmente alijados do direito natural a essas terras. Entretanto, hoje, essas injustiças podem e deverão ser reparadas com urgência visando sustentar a estabilidade racial no Brasil!

     
  6. Eu penso que os índios deveriam ser integrados ao nosso povo e não serem tratados como espécimes raros com todos os privilégios, o que torna mais estranho nisso tudo é que, geralmente, os que propões essas questões indigenistas são contra todos os privilégios – dos brancos…

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome