Histórica vitória direitista na Hungria

Hungria Viktor OrbanAs direitas obtiveram esmagadora vitória nas eleições legislativas na Hungria. Após o segundo turno, o partido de centro-direita Fidesz [foto] ganhou mais de dois terços das cadeiras do Parlamento, e a extrema-direita anti-União Européia conquistou 47 lugares.

O Partido Socialista — “maquiagem” do antigo Partido Comunista, até agora no poder — ficou com apenas 59 deputados. Para o “Le Monde”, tratou-se de uma “revolução conservadora de alcance inédito”. O partido de centro-direita pode agora apagar os restos de comunismo que ficaram na constituição húngara, desde que aja com sabedoria — virtude cada vez mais rara na Europa laicizada.

 

4 COMENTÁRIOS

  1. A “sabedoria e a virtude é cada vez mais raras na Europa laicizada” (v. fim de artigo).
    Quem escreveu tal não sabe do que fala:
    1. Virtude e sabedoria são conceitos diferentes semântica e filosoficamente falando, nunca sinónimos.
    2. Se a Sabedoria e a Virtude fossem incompatíveis com a Europa laicizada, recordo então que a “Sabedoria” (sophia) e a “Virtude” (areté) são ideais forjados na Grécia democrática e laica (pré-cristã) durante os séculos VI, V e IV a.C., a não ser que o comentarista seja muçulmano xiita e propugne a Xariá…; a ignorância sempre foi atrevida.

     
  2. Engraçado, matérias como essas não são tão divulgadas nem festejadas em nossa imprensa nacional, que gasta quilometros de texto para assuntos como futebol, assaltos, etc. Parabéns ao corpo editorial do site e pela escolha das matérias.

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome