Hordas aterrorizadas produzem uma explosão nas imigrações

Imigrantes da Síria cruzam afronteira da Hungria. (REUTERS/Laszlo Balogh)
Imigrantes da Síria cruzam afronteira da Hungria. (REUTERS/Laszlo Balogh)

Um fato que vem estarrecendo a opinião pública mundial é a explosão do fenômeno das imigrações para a Europa.

Hordas gigantescas abandonam aterrorizadas a Síria, o Iraque e o norte da África buscando condições de existência possíveis. Chama a atenção como o coro das autoridades acabou se afinando a favor da acolhida dessas centenas de milhares de pessoas.

Em princípio a compaixão europeia demonstrada para com os imigrantes é um ato de humanidade. Nem sempre, porém, tais atos, embora simpáticos, são fruto de uma sensata análise do fenômeno. Análise esta que deve legitimar ou não a posição adotada em razão do mero sentimento.

Perguntas pertinentes

Assim sendo, me parece que algumas perguntas precisam ser respondidas para se ter a inteira objetividade dos fatos:

1) Por que os Presidentes de países europeus, tão interessados em receber os imigrantes, não unem suas forças para fazer cessar a causa da imensa emigração e assim normalizar a situação provocada por algo sumamente injusto? Quanto sofrimento se evitaria com tal atitude.

Contudo não se vêm perguntas sérias sobre o que está produzindo tudo isso. Repito, não seria razoável resolver o problema e favorecer a volta de toda essa gente para suas vidas normais em suas Pátrias? Não vi notícias nesse sentido. Pode ser que existam, mas sem efeito concreto.

Todo imigrante cubano interceptado no mar precisa ser enviado a Cuba novamente, pelo acordo assinado com os EUA em 1994.
Todo imigrante cubano interceptado no mar precisa ser enviado a Cuba novamente, pelo acordo assinado com os EUA em 1994. (Fonte: United States Coast Guard.)

2) Por que esse mesmo interesse, essa mesma compaixão dos mandatários e das mídias pelos imigrantes não existe com relação, por exemplo, aos balseiros que desejam emigrar de Cuba? Estranho.

3) Ademais: Como explicar esse imenso esquema montado para viabilizar a saída de tanta gente do norte da África para a Europa, sem que os chefes desses países obstaculizem o movimento emigratório? Normalmente tais chefes colocam barreiras intransponíveis para reter o povo.

Estranha facilitação para a emigração

Ora tudo se passa como se, salva uma ou outra exceção e por cima dos fatos concretos, os interesses dos mandatários carrascos dos países de onde emigram tais populações fossem os mesmos dos Presidentes dos países que as recebem.

Curiosidade sobre a atitude de alguns imigrantes

Mediterrâneo durante uma travessia entre o continente africano e a costa da Itália.
Mediterrâneo durante uma travessia entre o continente africano e a costa da Itália. (Stringer/Italia/ Reuters)

Chama a atenção a imensa prevalência de imigrantes muçulmanos que, antes de serem recebidos de braços abertos pelos europeus (inclusive por membros da Igreja), cumprindo os preceitos de sua crença, matam os cristãos lançando-os ao mar.

Desconfiguração da Europa

A rapidez da injeção de tanta gente, diferente em raça e religião, na Europa, é de molde a modifica-la inteiramente
A rapidez da injeção de tanta gente, diferente em raça e religião, na Europa, é de molde a modifica-la inteiramente

Quando cessará o imenso fenômeno das imigrações? Não sabemos. O que sabemos é que a rapidez da injeção de tanta gente, diferente em raça e religião, na Europa, ela sim católica em sua grande maioria, é de molde a modifica-la inteiramente.

Dizia Plinio Corrêa de Oliveira, que a Europa é a fisionomia do mundo. Sua fé católica a modelou de tal modo que a tornou a parte mais bela do planeta. Desfigurar a face de alguém é desfigurar o que de mais nobre tem uma pessoa. Desfigurar a Europa é, portanto, desfigurar o mundo. É o que estamos presenciando.

 
COMPARTILHAR
Artigo anteriorIPCO marca presença em seminário pró-vida na Câmara dos Deputados
Próximo artigoArma AR-15 Crusader é fabricada com inscrições de salmos para repelir terroristas muçulmanos
Marcos Luiz Garcia
Conheceu o Professor Plinio Corrêa de Oliveira e tornou-se seu discípulo em 1967, com 14 anos, aderindo à TFP. Atualmente continua ininterruptamente sua atuação contra-revolucionária colaborando de forma integral com o IPCO. Especializou-se em coleta de fundos, ações de mailing e contatos com o público. Escreve artigos para a Agencia Boa Imprensa e é autor do livro Fátima a Grande Esperança divulgado no Brasil, na Argentina, na Colômbia e no Peru. Por fim, orienta e coordena campanhas da Associação Devotos de Fátima.

11 COMENTÁRIOS

  1. NUEVOS DERECHOS HUMANOS ?: LA NO INMIGRACION SALVAJE:

    Toda persona en cuanto poblacion de un Estado tiene el derecho l de que no ingresen al mismo extranjeros sin que el Estado procure que su ingreso no cause detrimentos a sus derechos.
    (Nuevo derecho? no, es una deduccion de sus derechos a la vida, a la salud, a la familia, etc)
    Por eso se puede decir es un derecho humano la no inmigracion de extranjeros sin preservar juridicamente los demas derechos.

     
  2. Penso que tudo se resulta no fim desta famigerada UNIÃO EUROPÉIA, que ao impor o fim das FRONTEIRAS NACIONAIS no Continente Europeu através do TRATADI de SCHENGEN transformou a Europa CRISTÃ em alvo fácil do Comunismo e do Terrorismo, pois, o fim destas fronteiras abriu espaço para o NARCOTRÁFICO, IMIGRAÇÃO ISLÂMICA e Passagem em todos os sentidos dos piores elementos em Nossa Sociedade Mundial. Isto se agravou a partir de 1992 com a assinatura deste famigerado tratado entre os Países Membros desta UNIÃO EUROPÉIA. O que necessitamos neste momento é nos solidarizarmos com o Governo Nacionalista da HUNGRIA que contra tudo e contra todos, resiste bravamente a esta invasão infame e deixa isto bem claro até mesmo ao ESTADO do VATICANO, que parecer exercer no momento uma postura de apoio pelo fim do CRISTIANISMO não só no Continente Europeu, mas também no mundo.

     
  3. A Hungria proibiu hoje a entrada de mais imigrantes.
    Com a ajuda do Exército, Budapeste fechou hermeticamente a fronteira com a Sérvia por onde passaram 200.000 pessoas desde o início do ano e já anunciou a intenção de estender a barreira até à Roménia.

    Agora esses imigrantes estão fazendo greve de fome, e muitos dizem que só irão acabar com a greve após permitirem a entrada deles.

    Pelo visto o governo da Hungria está agindo um pouco tarde, e com isso estamos vendo a Europa sendo desfigurada como disse o Sr. Marcos Garcia.

     
  4. Esse fenômeno na minha opinião é apenas uma forma de injetar na Europa milhares de soldados do ISIS, com o intuito simples de formar uma forma de apoio na perspectiva de invasão dos muçulmanos. O Brasil conforme noticiário já recebeu mais de dois mil sírios e sabe lá Deus quanto de grupos terroristas.

     
  5. Claro, que tudo isso é realmente um plano satânico para destruir o CRISTIANISMO EM SUA BASE ATUAL- A EUROPA ATUAL! POR incrível que pareça, quando estive na europa para fazer missões cristãs para pregar para cristianizar muçulmano não deixaram! Isso aconteceu nos anos noventa (90). Já havia um grande interesse por parte dos governos europeus em permitir que uma religião como o Islâmismo prosperasse nos paises europeus em detrimento do próprio Cristianismo que é ainda hoje a religião de base do CONTINENTE. O ISLÂMISMO NÃO TEM PARENTESCO COM O CRISTIANISMO, embora pareça! São plenamente pagãos, e pretendem se vingar dos cristãos logo que tiverem a primeira chace! Isso eles já vêm fazendo pelos paises da Ásia e da África! Os chamados “DONOS DO MUNDO” SÃO SATANISTAS, E ELES PRETENDEM COLOCAR UM GOVERNO MUNDIAL QUE ATENDAM SUAS AMBIÇÕES! INCLUSIVE UMA FIGURA REPRESENTATIVA DE SUA divindade que seja adorada como um Deus. Mas, no entanto é o “anticristo” Os cristãos tem que tomar cuidado! É o diabo!….

     
  6. Simplesmente isso está sendo orquestrado por satanistas ocidentais, com financiamento dos países do golfo, milimetricamente planejado a mais de 20 anos atrás. Kadafi já previa isso, vejam no youtube. Se os cristãos não reagirem com firmeza e força serão extintos muito em breve, e Deus não moverá uma palha para salva-los, pois vivem longe de Deus buscando somente o Dinheiro.

     
  7. Esses imigrantes não se integram a cultura e a religião do país hospedeiro, tão logo passam a ter alguma reprentatividade, mesmo por uma minoria, em torno de 5% da população, já é sufuciente para iniciar um processo de imposição de seus valores culturais e religiosos, a maioria conflitantes com os dos cristãos, a poligamia é permitida, e quanto ao que chamamos de pedofilia eles tem outro conceito a esse respeito, seu dia sagrado é sexta-feira, seu calendário é diferente, seus habitos alimentares proibem o consumo de carne porco e seus derivados, largamente difundidos no ocidente.
    Mas a maior ameaça provem de um processo de separação que sempre ocorre quando
    eles se sentem numericamente fortes para apelar para esta alternativa, e isto é facilitado pelo
    hábito de famílias numerosas que sua religião abre espaço.
    É o que está acontecendo nas Filipinas (católica) onde 76 000 pessoas abandonaram seus lares em consequencia de um conflito orquestrado por separatista muçulmanos, sem falar na Chechênia, história que todos conhecem.
    Ao adotar esta postura omissa em relação a este problema, a Europa está assumindo um grande risco

     
  8. É realmente espantoso como se comporta o mundo em face às incursões de imigrantes ilegais, sobretudo árabes na Europa.
    Se realmente fogem de alguma calamidade em seus países, se são realmente REFUGIADOS, o normal é que busquem guarida em países mais próximos ou mesmo países com cultura mais ou menos parecida com a sua.
    Por que a Europa?
    Em segundo lugar, o normal a um “refugiado” é que tão logo se restabeleça a paz em seu país, regresse para sua vida normal lá. Pergunte aos imigrantes que vão em direção à Europa se sua intenção é regressar à sua terra quando a paz se instalar. Duvido muito!

     
  9. Tudo adrede planejado. Faz parte dos planos elaborados por grupos que dominam o mundo e colocam todos os governantes a seus pés. Seguem ideias de GRAMSCI, KALERGI, HOOTON, HUXLEY, SINÁRQUICO (de SAINT YVES D’LAVEIDRE). É O FIM DA EUROPA CRISTÃ SUBSTITUÍDA POR GRUPOS LIGADOS A OUTRAS RELIGIÕES, PRINCIPALMENTE MUÇULMANOS.

     
  10. Tudo orquestrado, nada por acaso! Os governantes europeus colaborando para acabar com a Europa Cristã. Por que não ajudar também os cubanos que fogem da miséria comunista?

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome