José Graziano apresenta projeto para homens se alimentarem com insetos em lugar de carne

José Graziano da Silva, diretor da FAO, elogiou proposta
José Graziano da Silva, diretor da FAO, elogiou proposta

A organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO) propôs reformar a gastronomia mundial para reduzir a poluição.

Segundo a proposta tratar-se-ia de comer insetos como besouros. gafanhotos e formigas em vez de carne bovina e porcina, porque o gado é tido esdruxulamente de “aquecedor do planeta”.

Num relatório de 200 páginas divulgado em Roma, a FAO defendeu que comer insetos beneficia o meio ambiente enquanto o gado consome vegetais e ração demais.

O diretor do organismo, o brasileiro José Graziano da Silva, ex-ministro extraordinário de Segurança Alimentar e Combate à Fome no gabinete do presidente Lula e ex-responsável do Programa Fome Zero, disse que para combater a fome no mundo grilos e formigas são “essenciais”.

Prato de insetos em Laos
Prato de insetos em Laos

Mas, acrescentou, deveriam ser “mais integrados com as políticas de segurança alimentar e com o uso da terra”, obviamente com reforma agrária e ambientalismo.

O trabalho foi realizado com a colaboração da Universidade de Wageningen, na Holanda.

Ele foi apresentado em Roma durante a Conferência Internacional sobre as florestas para a segurança alimentar e nutrição, informou a Folha de S.Paulo.

O documento elogia os insetos por se alimentarem de “resíduos, lixo humano, compostagem e chorume animal”.

Ministro do Gabão Gabriel Tchango no lançamento de
Ministro do Gabão Gabriel Tchango no lançamento de

“Os insetos estão em todo lugar e se reproduzem rapidamente”, elogia a FAO, acrescentando que eles deixam “pequena pegada ambiental”.

O Programa de Insetos Comestíveis agora lançado também examina o potencial alimentar de aranhas e escorpiões, embora não sejam considerados insetos.

A FAO reconhece que muitas pessoas que “podem não gostar da ideia de consumir insetos podem já tê-los ingerido em algum momento na vida, já que muitos são engolidos inadvertidamente”.

Mas isso é um acidente repugnante.

Entretanto, para os militantes do ambientalismo radical propostas como esta preanunciam o futuro.

O futuro de um mundo que renegou a Jesus Cristo, sua Igreja e a Civilização Cristã, acrescentamos nós.

 

8 COMENTÁRIOS

  1. Fica a pergunta: e o que isso tem a ver com igualitarismo e ambientalismo? Pelo menos vai ter menos gente passando fome.

    Até porque, se continuarem se reproduzindo sem controle, vai ser a única alternativa…

     
  2. Otima idéia , se ela é boa, então porque ele não a demonstra em público, porque ele não grava um vídeo dele comendo lesmas, larvas, gafanhotos, formigas, besouros etc(de preferência vivos-que deve ser mais nutritivo não é mesmo?)?
    Cada uma…..

     
  3. Palhaçada!!!!! Comer insetos,quero saber se a família dele já está comendo!!!!Enquanto nos enchem de besteira continuam limpando os cofres públicos.E esta besteira de dizer que isto é para reduzir a poluição só engana quem não está informado. Tudo balela!!!! Vão fazer projetos para o povo do Nordeste sair da seca e da fome que está matando!!!Quer fazer este projeto valer mostre o que estão comendo em casa, quero ver se estão dando insetos para os filhos deles…..é o fim do mundo …….

     
  4. O diretor da FAO, Sr. José Graziano da Silva é brasileiro, foi assessor de Lula e está ligado à atual corrente ideológica que governa o país, portanto deve ser respeitado como sabedor das coisas e expoente nessa matéria, além de indicativo seguro do que é essa instituição. Quando o governo concluir sua agendas de “compensações por injustiças históricas” e “agenda verde” realmente não restarão áreas que possam servir para a produção de alimentos. O que não tiver sido demarcado como área indígena ou quilombola, será reserva legal ou área de preservação permanente. Vacas, suínos e galinhas em algum cantinho, nem pensar porque produzem o perigoso “gás estufa”. Portanto, já vamos pensando em inserir em nosso cardápio e achar maneiras de preparar para torná-los mais palatáveis, aracnídeos, lacraias,insetos,baratas,larvas e vermes em geral !

     
  5. Quando saiu a matéria sobre o nojo, comentei a possibilidade de colocar tal alimentação no cardápio da merenda escolar. É parece que isto vai acontecer, se continuarem insistindo nessa hipótese. De fato estes pagãos, quer a todo custo mudar toda e qualquer tradição, que tenha sido ensinado pelos que creem em Deus, a civilização cristã, e assim por diante… Que eles fação bom proveito destes protos. fico com o que me ensinaram.
    Paz e Bem. Salve Maria!

     
  6. Srs.,

    A minha sugestão é para que o sr. José Graziano da Silva, sirva-se
    a vontade com esses alimentos tão nobres.
    EU ainda entendo que o BRASIL pode e deve ser o CELEIRO DO MUNDO
    haja vista a quantidade de terras cultiváveis, o desenvolvimento
    no agro-negócio, e tecnologias para irrigação (ignoradas na região
    nordeste). FALTA VONTADE POLÍTICA, SERIEDADE NA ADMINISTRAÇÃO E
    AGENTES COMPETENTES para promover não uma simples reforma agrária
    mas, distribuir terras à quem gosta, conhece, trabalha com dignidade
    e seriedade.
    SEMPRE LEMBRANDO QUE COMUNISMO E MISÉRIA ANDAM DE MÃOS DADAS COM A
    PROMISCUIDADE A FOME A DELINQÜÊNCIA, E QUE, AINDA HÁ AVE RARA QUE
    NÃO VOA,
    PAZ E BEM À TODOS DO BEM.

     
  7. Bem, a ideia apoiada pelo tal José Graziano é simplesmente idiota!
    Ele, que tem uma cara de besouro, se der sopa, com tais sugestões estapafúrdias, acaba sendo é comido pelos que seguirem insipientes conselhos. Fala sério!!

     
  8. Uma pérola a mas porem sabendo de que ostra vem faz sentido.
    Sem dúvida que alguns insetos e larvas são ricos em proteínas e outros suprimentos alimentares e que também são muito úteis quando em treinamento de sobrevivência, agora essa posição radical de mandar comer insetos em situação de vida normal quando existem alimentos tradicionais que desde a historia do mundo atenderam as necessidades do ser humano é preparar as pessoas para serem submetidas as vontades desses trogloditas falta agora que lancem outra do manual “dos detentores da humanidade”, que culpa tem o tomate que está pendurado na mata chega o homen e o arrebata hein ?

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome