Li e meditei a “Mensagem” do Príncipe

17

vaticano

Li e reli a “Reverente e filial mensagem” que o Príncipe brasileiro, D. Bertrand de Orleans e Bragança, enviou ao Papa Francisco.

Confesso que fiquei impressionado. Favoravelmente impressionado. Resolveu-me muitas perplexidades.

O apoio que o Vaticano vem dando a marxistas notórios causa apreensão. E tais marxistas, como Stedile, Grabois e outros, estão fazendo propaganda aberta desse apoio para levar adiante sua política de demolição da atual estrutura socioeconômica, com vista a implantar um socialismo tipo cubano ou soviético. Tudo isso para gáudio do MST, da Via Campesina e outros movimentos antissociais de invasões de terras.

A Mensagem não poderia ser mais respeitosa. Mas também não poderia ser mais objetiva. Apresenta fatos irrefutáveis, documentação abundante, comentários impactantes.

A pergunta final resume o pensamento do autor: Quo Vadis Domine? Para onde vais, Senhor? Sim, para onde Francisco?

A diferença de orientação do Papa Francisco com a doutrina de seus antecessores e com toda a Tradição da Igreja, em matéria de propriedade privada e livre iniciativa é marcante.

Os fatos ocorridos a propósito de um simpósio na Pontifícia Academia de Ciências, do Vaticano, e relatados na Mensagem, falam por si sobre a nova orientação socioeconômica do Vaticano.

Clique aqui e leia a íntegra do documento

Eu estava ainda sob o impacto dessa leitura, que resolve tantas perplexidades que vão se acumulando durante este Pontificado, quando tive uma confirmação impressionante do acerto das palavras de D. Bertrand.

Caiu-me nas mãos uma entrevista do líder máximo do MST, João Pedro Stédile, para o Portal UOL, em 6 de fevereiro, em que ele se alegra por ter participado do Simpósio da Academia de Ciências.

Stédile opõe claramente a visão do Papa Francisco à de seus antecessores: “Vínhamos de dois papados com uma visão conservadora e retrógada, os de João Paulo II e Bento XVI, e para o mundo católico o papa Francisco rompeu com a tradição europeia, e todos os dias dá sinais de mudanças da relação da igreja com a sociedade”.

Depois, passa à ameaça: “Teremos o ‘Ato Político da Reforma Agrária’, uma reforma agrária popular, não só do MST. A classe trabalhadora vai se mobilizar. Temos que nos mobilizarmos já nas ruas desde março”. Ora, para quem conhece o MST sabe que “mobilizar” significa invadir, destruir, arrasar.

Para o ativista, a agroindústria tem “retardado” a reforma agrária administrada pelo PT. Ele cala prudentemente o fato de que a agroindústria é que tem sustentado o Brasil, além de tornar acessível aos pobres o preço dos alimentos. Enquanto os assentamentos de Reforma Agrária, verdadeiras “favelas rurais” na acertada qualificação de Plinio Corrêa de Oliveira, nada produzem.

O leitor que se interessar por esse documento do Príncipe D. Bertrand poderá encontra-lo em http://www.paznocampo.org.br/. Vale a pena ler.

 

17 COMENTÁRIOS

  1. Nilo Sergio,

    Sim, e voce quer dizer exatamente o que ?Pode explicar objetivamente?
    Ninguém esta falando mal da Igreja, mas da ação do homem que hoje ocupa o cargo de papa. então o que voce quer dizer com todo esse seu discurso? Saia de cima do muro e admita que esse papa esta fazendo um estrago na igreja de Deus, porque Deus certamente não apoia esses vandalos do Movimento dos Sem terra, que para mim é movimento dos vadios e aproveitadores e usurpadores.

     
  2. Muitos se dizem católicos e falam mal da nossa Igreja. Como católico fervoroso e praticante, jamais de minha boca sairá uma única palavra contra minha Igreja, nem falarei mal dos padres e muitos menos do nosso queridíssimo Santo Padre o Papa Francisco. Pra mim ela é santa e pecadora. Santa porque vem de Nosso Senhor Jesus Cristo, e pecadora porque é formada por seres humanos, e como humanos estamos sujeitos ao pecado. Que viva para sempre a nossa Igreja, criada pelos santos apóstolos, cujo corpo é Nosso Senhor Jesus Cristo. “Uma das mais sérias e respeitáveis publicações religiosas da Itália, que se edita em Bréscia, sob responsabilidade do natável sacerdote doutor Luigi Villa e do famoso professor Dietrich von Hildebrand, autor de “O Cavalo de Tróia na cidade de Deus”, divulga em seu numero de Junho de 1973 um extraordinário fato, que parece realmente um grande milagre eucarístico. Meus leitores o conhecerão agora e tirarão suas próprias conclusões. Diz a revista “CHIESA VIVA”:
    “No dia 2 de julho de 1970, um padre insuspeito e muito digno, escrevia-nos uma carta contando um fato extraordinário de hóstias consagradas que se levantaram do cibório por si mesmas.
    Num desses últimos domingos, (21 ou 28 de Junho/70), na missa paroquial das 7 horas, na Igreja de Beauceville, no Canadá, o pároco Dom Carlo Eugene Houde, de aproximadamente 50 anos, celebrava a Santa Missa. Avisara que, daquela data em diante, os fiéis tinham permissão de comungar recebendo a Santa Hóstia na mão, segundo determinação do Arcebispo de Quebec. Antes da Missa, havia dito a seus paroquianos palavras mais ou menos assim: “Para evitar complicações e diferenças, todos deveis comungar recebendo a Santa Hóstia na mão.”
    Ao momento da comunhão, o Sacerdote Dom Houde dirigiu-se ao povo, com a âmbula nas mãos, mas antes que tomasse a primeira Hóstia para entregá-la ao comungante, eis que umas 50 particulas consagradas sairam por si mesmas do cibório e, erguendo-se no ar, se dispuseram em semi-circulo em torno do celebrante. Passados alguns instantes, foram caindo lentamente em terra, pousando no pavimento junto ao altar. Dom Houde ficou totalmente surpreendido diante daquela maravilha e quedou-se aterrado e mudo, pálido e imobilizado de espanto.
    Quando se refez da profunda emoção, internamente inspirado disse aos fiéis também atônitos, que se aproximavam para comungar: “Dora em diante, todos comungareis recebendo a Santa Hóstia sobre a língua e nunca sobre a mão, pois o bom Deus se dignou dar-nos um vivo sinal!” E inclinando-se respeitosamente, recolheu as Hóstias dispersas sobre o tapete e distribuiu contritamente a Santa Comunhão. E sempre repetia: “Jamais em minha vida darei a comunhão nas mãos!”
    O Senhor quis mostrar que a comunhão na mão equivale a lançar a Santa Hóstia por terra, porque são incontáveis os fragmentos que caem das mãos dos comungantes e se perdem pelo chão ou se prendem nos vestuários. Eis porque a Igreja sempre exigiu o uso da patena para recolher cuidadosamente as minúsculas partes que contém realmente o Corpo de Cristo. Por isso mesmo, as rubricas prescrevem que o celebraste recolha os fragmentos do corporal e da patena e, depois de os consumir ele próprio, purifique os dedos, para evitar qualquer profanação ou sacrilégio.”. (Chiesa Viva – Junho/73).
    Sendo assim, só posso muito amar minha Igreja.

     
  3. A msg de S.A. é de uma propriedade e lucidez magistrais. Realmente é isso que podemos esperar de pessoa como ele.
    Estar atento aos problemas do país e não ter receios, em se pronunciar para qualquer pessoa seja, até mesmo o Papa.
    São exemplos assim que o país precisa.
    Estou muito orgulhoso dessa atitude.

     
  4. A política do PT fere todos os princípios Cristãos, eu como Católico fico preocupado coma situação atual de Nossa Igreja, hoje os padres se comportam como homens comuns dos quais não tem uma Fé viva, muitos deles preferem serem celebridades do que pregarem o verdadeiro evangelho do qual salva, e isso não é o mais grave, o que acho pior é a posição do Papa, vejo que ele é aberto demais ao mundão, fico me perguntando se São Malaquias não tem razão sobre o fim da Igreja como a conhecemos, não sou de acreditar em profecias, mas essa me chama a atenção, será que a Igreja Católica como a conhecemos não está chegando ao fim, Deus queira que não, porem creio que sim, pelo fato dos sacerdotes não estarem se comportando como deveria, hoje um padre anda de qualquer jeito de bermuda, calça comprida, mas dificilmente vemos um padre de batina, será porque tem vergonha de ser padre? ou será porque eles desejam ser iguais aos outros? hoje os padres bebem e muitos até fumam, dizem que encima do altar é padre e abaixo dele são homens comuns como qualquer outro, fico triste como Católico de ver tal comportamento nos mesmos, pois se não querem serem padres porque vão para o seminário, seria bem melhor que esses homens deixassem a ordem sacerdotal e se casassem a ter que conviver com maus padres sujando o nome da Igreja, eu como Católico no começo achava Bento XVI muito fechado, agora vejo que ele nunca deveria ter deixado de ser Papa.

     
  5. Muito oportuno e sereno esclarecimento por parte de Sua Alteza Imperial. Que a Providencia Divina nos socorra nestes tenebrosos dias de caos e autodemolicao da Santa Igreja, que assistimos estarrecidos.

     
  6. Manoel Ricardo da Rocha Fiuza:
    A súplica que faltava Manoel Ricardo da Rocha Fiuza

    Estávamos assistindo ao Brasil e com ele a América Latina serem arrastados para as profundezasabissais do lamaçal vermelho, de maneira trágica e quase irremediável, sem que se notasse uma oposição eficaz e integral como esta situaçãodramática e aflitivamente exigia.Alardeava-se o perigo da “cubanização” de nossa Pátria aos quatro ventos, o que não deixa de ter um grande mérito. Mas, “Le constat n’est pas le combat”(o constatar não é combater).
    Eis que “cessa tudo o que a antiga musa canta que um valor mais alto se alevanta!”: – a palavra sacral e aguerrida do nossoPríncipe Imperial, Dom Bertrand de Orleáns e Bragança exarada na “Reverente e filial mensagem à sua Santidade o Papa Francisco”. Gesto sábio, providencial e necessário, que certamente concorrerá para barrar a comunistização da Terra de Santa Cruz. Atitude de uma grandeza e alcance, de momento, imponderáveis. Gesto profético que faz lembrar a ação de Moisés abrindo o Mar Vermelho para que o Povo Eleito escapasse de ser chacinado pelas tropas do Faraó. O Brasil e a América Latina se encontram num beco sem saída. Muitas de suas lideranças temporais e espirituais, em vez de conduzir este aprisco predestinado ás verdespastagens, tangem-no para as fauces do lobo, e do lobo vermelhoe sanguinário. Príncipe bendito, que Nossa Senhora da Conceição Aparecida, rainha e padroeira do Brasil lhe proteja e abençoe os passos. Que a Virgem Mãe de Guadalupe, excelsa padroeira de todas as Américas alargue e fecunde sua atuação. E assim venha logo o triunfo do seu Imaculado Coração previsto em Fátima.

     
  7. ALDO LANGBECK CANAVARRO:
    Na guerra da comunicação a esquerda marksista conta com excelentes armas, a sedução das suas propostas, a reforma agrária, promovendo uma produção de alimentos farta e barata, a estatização da economia, uma sociedade sem explorados e exploradores etc… Estas ideias conquistam adeptos, não pelos resultados
    obtidos com suas práticas, mas por aquilo que se espera delas! Como já dizia o falecido Roberto Campos “Eles são ótimos nas propostas e péssimos nos resultados”. O Marksismo agora é uma nova religião, que vem crescendo e ganhando seguidores, seduzidos pela miragem de um mundo melhor, esta onda vai avançando em todas as direções, a Igreja Católica, não poderia ficar de fora, até porque é um segmento importante, face ao seu poder de mobilização de consciência, se tornando um espaço estratégico a ser conquistado, o que já vem acontecendo, já está visível sua contaminação no Brasil, a CNBB está totalmente alinhada com o PT, mas o fenômeno é mundial, e já chegou ao Vaticano, o Estado Maior do Papa já deve estar infiltrado de seguidores desta nova doutrina, daí o surgimento deste convite para o guru da reforma agrária, comparecer a um simpósio católico!A esta altura dos acontecimentos, ele vai ganhar mais um ingrediente para rechear seus discursos: “O Papa está conosco”!!! Esta tendência vai continuar crescendo, até que num futuro, um desses “anjos rebeldes”, seja eleito Papa! É para este final que a igreja caminha! O que responde a pergunta inicial desta matéria:
    “Quo vadis”??? Tão logo um Papa da esquerda seja eleito, vai aqui um palpite
    sobre quais seriam suas mudanças, sua primeira reforma. Autorizar
    o “casamento dos padres”, medida que será aplaudida de pé, elogiada
    no mundo inteiro! Mas seria o fim da Igreja Católica tal como conhecemos hoje, surgiria no seu lugar uma outra instituição, mais voltada para o lucro do que para a fé, por que os padres tendo que sustentar a família, tenderiam a transformar o altar numa fonte de renda! Esse diferencial que a Igreja tem em relação as outras religiões cristãs, iria desaparecer! Surgiria outra coisa em seu lugar, doutrinariamente mais fraca, mas economicamente, possivelmente, mais forte! Podendo usar esta força nas decisões
    políticas!São previsões que só o tempo pode demonstrar serem falsas ou verdadeiras!

     
  8. Ronaldo Ausone Lupinacci:
    Também li e reli a mensagem. Impressionou-me sobretudo a consistência do texto, respeitoso e elegante na forma, como seria de se esperar de um trabalho do Príncipe Dom Bertrand. Mas, também, duro em seu conteúdo, como seria de desejar diante da conduta do Papa Francisco e de outras autoridades eclesiásticas. Penso que o documento deverá ter ampla repercussão, sobretudo no exterior, até porque aqui a mídia, inclusive a da falsa direita, irá sabotá-lo. A mensagem do Príncipe me trouxe à memória uma conferência do Dr. Plínio Corrêa de Oliveira sobre a terceira parte do Segredo de Fátima, proferida nos anos 70 do século passado e publicada no exterior, que pude ler e guardar em meus arquivos. Nela Dr. Plínio prospectou o possível conteúdo das palavras de Nossa Senhora, oculto até hoje pelo Vaticano, e inferiu que bem poderia se referir a um Papa infiel que – diante dos fracassos da estrutura do movimento comunista – estaria levando o povo católico para o mesmo comunismo. Neste contexto Dom Bertrand prestou um grande benefício à opinião pública ao divulgar fatos estarrecedores e analisá-los em profundidade com os subsídios de sua cultura autenticamente católica.

     
  9. Srs.,

    O CRISTIANISMO vem sendo assolado de diversas formas e, no meu entender
    vem se cumprindo tudo o que é relatado no livro do APOCALÍPSE. Deveremos manter nossa fé, e sermos perseverantes até o fim. De nada adiantará a crítica, devemos nos lembrar das palavras do MESTRE; -“Eles tem olhos mas NÃO veem; tem ouvidos mas NÃO ouvem”.

    PAZ E BM À TODOS.

     
  10. Mais um golpe no catolicismo. Isso irá aumentar evasão dos católicos. O povo conhece muito bem os princípios cristãos e divinos. A ovelha procura seu pastor. Quando ao invez de encontrar um pastor encontra um lobo, serão devoradas impiedosamente.

     
  11. Também li e reli a mensagem. Impressionou-me sobretudo a consistência do texto, respeitoso e elegante na forma, como seria de se esperar de um trabalho do Príncipe Dom Bertrand. Mas, também, duro em seu conteúdo, como seria de desejar diante da conduta do Papa Francisco e de outras autoridades eclesiásticas. Penso que o documento deverá ter ampla repercussão, sobretudo no exterior, até porque aqui a mídia, inclusive a da falsa direita, irá sabotá-lo. A mensagem do Príncipe me trouxe à memória uma conferência do Dr. Plínio Corrêa de Oliveira sobre a terceira parte do Segredo de Fátima, proferida nos anos 70 do século passado e publicada no exterior, que pude ler e guardar em meus arquivos. Nela Dr. Plínio prospectou o possível conteúdo das palavras de Nossa Senhora, oculto até hoje pelo Vaticano, e inferiu que bem poderia se referir a um Papa infiel que – diante dos fracassos da estrutura do movimento comunista – estaria levando o povo católico para o mesmo comunismo. Neste contexto Dom Bertrand prestou um grande benefício à opinião pública ao divulgar fatos estarrecedores e analisá-los em profundidade com os subsídios de sua cultura autenticamente católica.

     
  12. Na guerra da comunicação a esquerda marksista conta com excelentes armas, a sedução das suas propostas, a reforma agrária, promovendo uma produção de alimentos farta e barata, a estatização da economia, uma sociedade sem explorados e exploradores etc…
    Estas ideias conquistam adeptos, não pelos resultados
    obtidos com suas práticas, mas por aquilo que se espera delas! Como já dizia o falecido Roberto Campos “Eles são ótimos nas propostas e péssimos nos resultados”. O Marksismo agora é uma nova religião, que vem crescendo e ganhando seguidores, seduzidos pela miragem de um mundo melhor, esta onda vai avançando em todas as direções, a Igreja Católica, não poderia ficar de fora, até porque é um segmento importante, face ao seu poder de mobilização de consciência, se tornando um espaço estratégico a ser conquistado, o que já vem acontecendo, já está visível sua contaminação no Brasil, a CNBB está totalmente alinhada com o PT, mas o fenômeno é mundial, e já chegou ao Vaticano, o Estado Maior do Papa já deve estar infiltrado de seguidores desta nova doutrina, daí o surgimento deste convite para o guru da reforma agrária, comparecer a um simpósio católico! A esta altura dos acontecimentos, ele vai ganhar mais um ingrediente para rechear seus discursos: “O Papa está conosco”!!!
    Esta tendência vai continuar crescendo, até que num futuro, um desses “anjos rebeldes”, seja eleito Papa! É para este final que a igreja caminha! O que responde a pergunta inicial desta matéria:
    “Quo vadis”???
    Tão logo um Papa da esquerda seja eleito, vai aqui um palpite
    sobre quais seriam suas mudanças, sua primeira reforma. Autorizar
    o “casamento dos padres”, medida que será aplaudida de pé, elogiada
    no mundo inteiro! Mas seria o fim da Igreja Católica tal como conhecemos hoje, surgiria no seu lugar uma outra instituição, mais voltada para o lucro do que para a fé, por que os padres tendo que sustentar a família, tenderiam a transformar o altar numa fonte de renda! Esse diferencial que a Igreja tem em relação as outras religiões cristãs, iria desaparecer! Surgiria outra coisa em seu lugar, doutrinariamente mais fraca, mas economicamente, possivelmente, mais forte! Podendo usar esta força nas decisões
    políticas!
    São previsões que só o tempo pode demonstrar serem falsas ou verdadeiras!

     
  13. Retrógrados ?…para a cabeça desse sujeito é normal falar desse jeito, apátrida bem conhecido com a ilusão de querer transformar o Brasil em um grande arrozal vigiados pelos “guardiões” do kremlim enfim um apostata dando “cátedra” de como ficar submisso as veleidades dos bolcheviques !!

     
  14. Queria parabenizar D. Bertrand de Orleans e Bragança pela oportuna, respeitosa e necessária mensagem ao Papa Francisco a respeito do apoio que recentemente deu ao Stedile — conhecidamente um incentivador das invasões de terra no Brasil Que proveito a esquerda católica está colhendo de tão inusitado apoio vindo de Roma. Queira a Virgem Aparecida iluminar o Vaticano e abrir os olhos dos católicos brasileiros para essa nova investida da esquerda no nosso Brasil. Seguramente essa mensagem vai reforçar a Fé de inumeros brasileiros e ao mesmo tempo dar vigor ao direito de propriedade e à livre iniciativa em nosso Pais. Machado-Costa

     
  15. A súplica que faltava
    Manoel Ricardo da Rocha Fiuza

    Estávamos assistindo ao Brasil e com ele a América Latina serem arrastados para as profundezas abissais do lamaçal vermelho, de maneira trágica e quase irremediável, sem que se notasse uma oposição eficaz e integral como esta situação dramática e aflitivamente exigia. Alardeava-se o perigo da “cubanização” de nossa Pátria aos quatro ventos, o que não deixa de ter um grande mérito. Mas, “Le constat n’est pas le combat”(o constatar não é combater).
    Eis que “cessa tudo o que a antiga musa canta que um valor mais alto se alevanta!”: – a palavra sacral e aguerrida do nosso Príncipe Imperial, Dom Bertrand de Orleáns e Bragança exarada na “Reverente e filial mensagem à sua Santidade o Papa Francisco”. Gesto sábio, providencial e necessário, que certamente concorrerá para barrar a comunistização da Terra de Santa Cruz. Atitude de uma grandeza e alcance, de momento, imponderáveis. Gesto profético que faz lembrar a ação de Moisés abrindo o Mar Vermelho para que o Povo Eleito escapasse de ser chacinado pelas tropas do Faraó. O Brasil e a América Latina se encontram num beco sem saída. Muitas de suas lideranças temporais e espirituais, em vez de conduzir este aprisco predestinado ás verdes pastagens, tangem-no para as fauces do lobo, e do lobo vermelho e sanguinário. Príncipe bendito, que Nossa Senhora da Conceição Aparecida, rainha e padroeira do Brasil lhe proteja e abençoe os passos. Que a Virgem Mãe de Guadalupe, excelsa padroeira de todas as Américas alargue e fecunde sua atuação. E assim venha logo o triunfo do seu Imaculado Coração previsto em Fátima.

     
  16. Fico estarrecido com as palavras grosseiras pouco respeitosas – ao contrário das de SAIR D. Bertrand de Orleans e Bragança – com que Stedile se referiu aos Papas antecessores do atual. Estranho muito que o atual Papa nada fale a respeito dessa irreverência e continue a dar apoio. Leia-se “Stédile opõe claramente a visão do Papa Francisco à de seus antecessores: “Vínhamos de dois papados com uma visão conservadora e RETRÓGRADA, os de João Paulo II e Bento XVI, e para o mundo católico o papa Francisco rompeu com a tradição europeia, e todos os dias dá sinais de mudanças da relação da igreja com a sociedade”.”

     
  17. “Quo Vadis, Dómine ?” foi a pergunta de São Pedro a Nosso Senhor Jesus Cristo que, em visão, respondeu a São Pedro: “Volto para Roma para ser novamente crucificado”. São Pedro fugia de Roma, já convulsionada pela perseguição de Nero contra os cristãos.
    Imediatamente, São Pedro retornou sobre os seus passos na direção de Roma, e lá, também como Nosso Senhor foi crucificado, e a seu pedido, com a cabeça para baixo, porque se considerava indigno de ser crucificado tal como Nosso Senhor.
    Resta saber se o papa Francisco terá a humildade de São Pedro, e retomar o ensino tradicional da Santa Madre Igreja sobre o Decálogo.
    Rezo para isso aconteça.
    As consequências serão tremendas, como foi para São Pedro.

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome