Manrique Oviedo
Manrique Oviedo pediu para que  a presidente Laura Chinchilla vete o projeto aprovado.

O Legislativo da Costa Rica aprovou, na segunda-feira (1º), uma ambígua mudança legislativa que modifica o código de direito familiar e dá margem a uma interpretação que permite o “casamento” homossexual.

Na nova legislação todo casamento para a ser reconhecido desde que não haja “discriminação contrária à dignidade humana”. Muitos deputados entrevistados não sabem dizer ao certo o que exatamente aprovaram.

O congressista Manrique Oviedo disse que foi enganado ao votar favorável a mudança da lei e pediu que a presidente Laura Chinchilla não sancione o projeto aprovado para evitar que um “acidente” seja responsável pela legalização do “casamento” homossexual na Costa Rica.

O deputado esquerdista José María Villalta afirmou que os não houve engano na votação, mas que apenas alguns aprovaram o projeto e se não perceberam a formulação do texto foi “pelo simples fato de não ter lido a nova lei” e que, sem querer ou não, agora esta nova redação na prática abre “a porta para o reconhecimento dos direitos dos casais do mesmo sexo”.

 

3 COMENTÁRIOS

  1. O ANTI-CRISTO ESTÁ TRABALHANDO E OS CRISTÃOS ESTÃO DORMINDO.
    Acho que os homossexuais devem ter seus direitos como cidadãos, mas não podemos dar a eles direitos que não temos. Como uma minoria pode criar leis prejudicando uma maioria, ignorando o direito dos héteros.
    Tudo isto aponta para a volta de Cristo e os sete anos de pleno reinado do anticristo.

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome