Há vários anos a esquerda procura aprovar no Congresso um projeto da senadora Marta Suplicy criminalizando os chamados “homofóbicos” – palavra talismã, difundida pela mídia para designar de modo pejorativo quem não concorda com as práticas homossexuais.

Mas não está fácil conseguir essa aprovação. Por quê? Simplesmente porque os congressistas têm o bom senso de não querer se indispor com a maioria da população brasileira, avessa à agenda homossexual.

A própria Marta Suplicy reconheceu que muito parlamentar “não se posiciona [a favor de seu projeto] por receio de desagradar eleitores” (Agência Estado, 15-5-2012).

Acontece que o lobby homossexual está pouco ligando para o que os brasileiros querem ou não querem. Está no programa deles aprovar leis “anti-homofóbicas” – e não só no Brasil, diga-se de passagem – de qualquer jeito.

E como não estão conseguindo fazê-lo, pelo menos por enquanto, através do Congresso, seus objetivos estão tendo um começo de realização, de modo oblíquo, através do anteprojeto de Código Penal. O mesmo anteprojeto que está servindo de instrumento para estender absurdamente as possibilidades de aborto, agora se volta para criminalizar a homofobia.

Na Folha online (25-5-2012), informa a repórter Nádia Guerlenda: “Comissão aprova criminalização da homofobia no novo Código Penal. A comissão de juristas que discute a reforma do Código Penal no Senado aprovou nesta sexta-feira a proposta que criminaliza o preconceito contra gays, transexuais e transgêneros (…) Quem for acusado dos crimes de preconceito pode ser processado a qualquer tempo e, preso provisoriamente, não pode ser solto após pagar fiança.” A pena prevista “vai de dois a cinco anos de prisão”.

Evidentemente, esse novo “crime” ainda precisa ser aprovado pelo Congresso Nacional, mas será mais fácil à esquerda conseguir sua aprovação dentro do “pacote” do anteprojeto, em meio a centenas de outros dispositivos, do que isoladamente. Como passa-moleque para não chamar a atenção da população não está mal pensado!

Não contentes com isso, no mesmo anteprojeto a homofobia foi também incluída entre as agravantes de crimes: “A comissão de juristas que discute a reforma do Código Penal no Senado aprovou incluir a homofobia, o racismo e outras formas de preconceito como agravantes de crimes de homicídio, lesão corporal e injúria. Segundo o texto, quem matar, bater ou ofender a dignidade de alguém motivado por preconceitos terá uma pena maior do que alguém que agir sem uma razão específica. Em caso de um assassinato provocado por preconceito, a pena prevista para o criminoso ficará entre 12 e 30 anos. O homicídio comum tem pena de 6 a 20 anos.” (Folha de S. Paulo, 25-5-2012). O texto refere-se ainda a outras formas de discriminação, de que não cabe aqui tratar.

Será preciso que todas as forças vivas da Nação se mobilizem para lutar contra a aprovação de medidas tão anti-naturais, e tão contrárias aos princípios religiosos da grande maioria da população.

Se aprovados tais dispositivos, todos estarão sujeitos à férula da nova lei: “O texto determina alguns comportamentos que serão considerados crimes, caso sejam motivados por preconceito. Entre eles estão impedir o acesso de alguém em transporte público, estabelecimento comercial ou instituição de ensino e a recusa de atendimento em restaurante, hotel ou clube. A proposta também criminaliza o ato de impedir o acesso a cargo público ou a uma vaga em empresa privada, e demitir ou exonerar alguém injustificadamente, baseado no preconceito.”

Alertar para o que está vindo sobre a Nação, eis um dever de todo brasileiro de fibra e bons princípios.

 

16 COMENTÁRIOS

  1. Já que não estamos mais na Idade Média e sabemos que as bruxas não existem mais, vamos caçar homossexuais!!!
    Quanta ignorância gente!!! São pessoas que estão lutando para não apanharem na rua, não serem morta por gangues de TROGLODITAS tão homofóbicos quanto essa postagem.
    Deve haver respeito com todo mundo, foi isso que Deus mandou Jesus nos ensinar: “AME AO PRÓXIMO COMO A SI MESMO”!!!!!!!!!!!

    “Quem não concorda com as práticas homossexuais”, não faça sexo com outra pessoa do mesmo sexo. É simples!

    Vão lutar contra a corrupção, roubos, tantos políticos ladrões para a Igreja pegar no pé, mas não, estes dão LUCRO!

     
  2. A ameaça que rodeia a família e a sociedade humana é pior do que o relativismo,pois pressiona para que o certo seja considerado errado,o bem seja mal e a moral ceda lugar à imoralidade.

     
  3. A QUESTÃO HOMOSSEXUAL NAS FORÇAS ARMADAS
    Acompanhe e avalie: Seu filho de 8 anos pede para dormir na casa do amiguinho de classe; você faz algumas perguntas e fica sabendo que os “pais” do coleguinha são pessoas de bem, ambos trabalham, são muito educados e carinhosos com o filho, mas são dois homens, que o adotaram quando criança. VOCÊ PERMITIRIA?
    Agora acompanhe e avalie: Seu filho, com 18 anos, está servindo às Forças Armadas, subordinado à disciplina militar, podendo ser mandado acampamentos, manobras e até para a guerra, sendo obrigado por lei a obedecer irrestritamente seus superiores, que terão o poder de prendê-lo imediatamente, em caso de transgressões ou desobediência; você fica sabendo por um telefonema que, neste momento, ele está no gabinete do comandante da unidade, já há meia hora, estando a lâmpada vermelha, sobre a porta, ACESA (há uma lâmpada vermelha sobre a porta do gabinete de todo comandante de unidade, que significa, quando acesa: entrar somente em caso de incêndio ou ataque, e mesmo assim bater antes): o comandante está escolhendo hoje seu ordenança (soldado designado para cuidar das coisas pessoais do chefe, praticamente o tempo todo, com livre trânsito ATÉ à residência oficial deste). Quanta honra seria se seu filho fosse o escolhido, não?! Pensa você. Só que o interlocutor o alerta:
    O COMANDANTE É HOMOSSEXUAL DECLARADO E SEU FILHO ACABOU DE SER ESCOLHIDO SEU ORDENANÇA.
    COMO VOCÊ REAGIRIA? COMO RECEBERIA ESTA NOTÍCIA?

     
  4. Esse povo fica nessa miltância maldita 24 horas por dia, 7 dias por semana.
    E não é só isso: existe até mesmo uma PEC – Proposta de EMENDA CONSTITUCIONAL – para instituir o gayzismo como algo parecido a uma política de Estado.

    É óbvio que devemos FAZER ALGUMA COISA. IPCO, só nos diga O QUÊ. ESTAMOS A POSTOS!

     
  5. Engraçado a D. Marta Suplicy ser tão ferrenha defensora dos direitos dos homossexuais quando o próprio Clodovil assumidamente gay defendia casamento entre homens e mulheres para formar uma família e que essa senhora empunhava essa bandeira para angariar votos dos hossexuais e que a mesma tem um filho que é gay e ela mesma não admite, incoerencias à parte cada um faz da sua vidsa o que quiser, agora o que não pode é querer obrigar todo mundo a ser gay e quanto a preconceitos e os obesos, e deficientes fisicos e os chamados de branquelos e tantos outros que são discriminados e ninguém liga, todos devem ser iguais perante as leis.

     
  6. NOTÍCIAS DO SITE DO PSOL

    Jean Wyllys e classe jurídica do RJ discutem apoio ao casamento civil igualitário
    17/05/2012
    http://psol50.org.br/blog/2012/05/17/jean-wyllys-e-representantes-da-classe-juridica-do-rj-discutem-apoio-ao-casamento-civil-igualitario/

    Quais são os pilares que sustentam a homofobia no Brasil? São tantos não é verdade?
    * Por Eduardo Nunes
    Eduardo Nunes é ator, licenciado em Teatro pela UFBA e militante LGBT pelo PSOL.
    http://psol50.org.br/blog/2012/05/17/quais-sao-os-pilares-que-sustentam-a-homofobia-no-brasil-sao-tantos-nao-e-verdade/

    COMENTÁRIO DE LEITOR NO SITE DO PSOL (ATENTEM BEM!)
    Antonio Carlos disse:
    18/05/2012 às 9:36

    Eduardo, querido,
    Parabéns pelo texto. Excelente redação, só um questionamento. Estive agora em abril de 2012 no leste europeu e a minha percepção, para minha surpresa, foi que, APESAR DOS ANOS DE SOCIALISMO E DE TER TIDO O ATEÍSMO COMO RELIGIÃO OFICIAL, A HOMOFOBIA, O PRECONCEITO E A DISCRIMINAÇÃO NAQUELES PAÍSES FORAM E SÃO TÃO HEDIONDOS QUANTO AQUI NOS PAÍSES CAPITALISTAS, PROVAVELMENTE PIOR.

     
  7. Vamos organizar um movimento nacional contra essas porcarias que essa comissão imbecil está criando. Para esses pseudo-intelectuais, quanto pior, melhor?

     
  8. Amigos, enquanto apenas lemos tais iniciativas nefastas e desligamos o computador e vamos cuidar de nossos afazeres e/ou descansar, os ativistas trabalham insessantemente até eliminarem totalmente qualquer ameaça de indisposição às pretensões de imporem total inversão de valores, ou seja, contrarios aos bons costumes da familia.
    Precisamos escrever para os senadores pressionando-os para retirarem do projeto proposto por essa famigerada comissão constituida para reformar o código penal

     
  9. Essa comissão desrespeita o povo brasileiro que, em sua grande maioria, e contrario as propostas por ela formuladas. Conforme bem assinaldo acima por um dos comentaristas, descriminariam o aborto, desde que a gestação não tenha ultrapassado doze semanas, e em contrapartida aumentam as penas para crime de maus tratos animais, que poderá resultar numa pena de seis anos de prisão. Agora vejam o absurdo, se eu matar uma galinha sofrerei a mesma pena prevista em caso de eu cometer um homicídio simples, isto e, sem nenhuma qualificadora; se quebrar um ovo de tartaruga sofrerei pena de seis anos, mas se auxiliar no aborto de uma gestante com doze semanas de gravidez nenhuma relevância penal terá. Para estes “iluminados juristas” a vida de um animal possui mais relevância jurídica do que a integridade física e a vida de um ser humano. Que Deus nos proteja deste governo!!!!!

     
  10. Extrai abaixo o texto do artigo e, pelo que li e reli, não mecionaram (aqui) entrarem na Igreja e perturbarem os Padres e pastores sobre casamento religioso deles.

    De quaisquer modos não é nada confiável tais omissões apesa das letras para depois criarem jurisprudencias.

    “O texto determina alguns comportamentos que serão considerados crimes, caso sejam motivados por preconceito. Entre eles estão impedir o acesso de alguém em transporte público, estabelecimento comercial ou instituição de ensino e a recusa de atendimento em restaurante, hotel ou clube. A proposta também criminaliza o ato de impedir o acesso a cargo público ou a uma vaga em empresa privada, e demitir ou exonerar alguém injustificadamente, baseado no preconceito.”

     
  11. O problema é que os psicólogos e psiquiatras estão considerando homossexualismo “normal”;inclusive o Conselho Federal de Psicologia proíbe e pune os profissionais que aceitam tratar gays de seu mal. Esse posicionamento “científico” estimula a aceitação da perversão.

     
  12. autoridades, não podemos permitir que essa aberração seja aprovada, estamos contra não a homoxexualidade cada um é o que escolhe ser, é um direito de cada cidadão, afinal de contas vivemos em democracia. Somos contra oo absurdos propostos nessa ” lei”; atenciosamente.

     
  13. De um lados os “juristas” petistas criminalizam quem não aceita o pecado do homossexualismo e quem supostamente agride a natureza com as bobagens dos crimes ambientais, e por outro lado descriminalizam o aborto, o uso de drogas e o furto. A Lei de Deus é revogada no projeto de código penal e promulgada uma outra lei: a dos demonios.

     
  14. Pessoal, Vamos neste momento voltarmos nossa atenção para que esse novo codigo penal não seja aprovado. É uma novidade, dentro deste mesmo codigo penal, o uso de drogas será legalizado. Alerta. Vamos convencer esses senadores a não aprovar esta lei. Pois vem um conjunto de coisas erradas.

    Que Deus Ilumine nossos governante para que não deixe uma lei como essa ser aprovada.

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome