Campinas: Na última sessão do semestre, vereadores aprovam em 1ª discussão emenda anti-Ideologia de Gênero

image_large

Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Campinas

Em uma sessão marcada por manifestações ardorosas a favor e contra a Ideologia de Gênero, os vereadores de Campinas aprovaram na noite desta segunda (29), em primeira discussão, o projeto de emenda à Lei Orgânica do Município de autoria do vereador Campos Filho que vetando qualquer proposição legislativa que tenha por objeto a regulamentação de políticas de ensino e similares que tendam a aplicar a ideologia de gênero. Ao todo 25 vereadores votaram a favor da emenda – o presidente Rafa Zimbaldi (PP) entre eles, já que, por se tratar de emenda à LOM são necessários 2/3 do total de parlamentares e nestes casos o presidente vota. Cinco vereadores foram contrários – Paulo Bufalo (PSOL), Gustavo Petta (PC do B) e os petistas Pedro Tourinho, Angelo Barreto e Carlão – e três estavam ausentes (Thiago Ferrari/PTB, Carmos Luiz/PSC e Artur Orsi/PSDB).

Para se tornar uma emenda efetiva, o projeto precisa ainda ser aprovado em segunda votação, que deve ocorrer apenas após o final do recesso parlamentar.

***

APROVADO. 1ª discussão e votação da proposta de emenda à Lei Orgânica nº 145/15, processo nº 218.888, de autoria do Senhor Campos Filho, que acrescenta parágrafo único ao art. 222 da Lei Orgânica do Município de Campinas. Parecer da Comissão de Constituição e Legalidade, favorável.

O projeto solicita que seja inserido parágrafo único na Lei Orgânica do Município (LOM) vetando qualquer proposição legislativa que tenha por objeto a regulamentação de políticas de ensino, currículo escolar, disciplinas obrigatórias ou mesmo facultativas que tendam a aplicar a Ideologia de Gênero, o termo gênero ou orientação sexual.

Saiba como fazer sua parte!

Envie este artigo para seus amigos e familiares e nos ajude nesta luta em defesa da família! Quanto mais pessoas souberem do fato, mais dificilmente eles conseguirão aplicar este tipo de leis! A força deles está em agir na surdina!

Inscreva-se em nosso site e receba alertas sobre as datas e situação dos projetos em tramitação que visam destruir a família!

Em dois cliques, envie seu protesto contra a Ideologia de Gênero aos vereadores de São Paulo

Vídeo: Ideologia de Gênero implantada até no catecismo para crianças!?

 

3 COMENTÁRIOS

  1. Quem atenta a Escritura não pode falar que é Católico.Até o clero irá para o inferno se adotar princípios civis que atentam contra a Dooutrina, o Evangelho e a Catolicidade. Os Sacerdotes que contrariam os temas trazidos pela Bíblia deveriam ter vergonha na cara e pedir licença para o Papa Francisco o dispensar do exercício sacerdotal. Infelizmente temos muitos sacerdotes que não são os Sacerdotes que queremos pois ferem de punhal o Coração de Jesus e de Maria.Vou rezar por todos àqueles que dentro da Igreja Católica cometem heresias.

     
  2. O que discursa em nome de um grupo que se denomina católico, não o faz pela Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo. Ele pode ser tudo, menos católico.

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome