Novelas: a “educação” de sua família feita por uma rede de televisão

Está provado que as novelas moldam a moral brasileira

Veja no fim da reportagem como fazer um protesto contra a novela das 21 hs, prevista para estrear no fim do semestre, que abordará a  bissexualidade.

Muitos brasileiros já sabem pelo menos o nome da recente novela das 21hs. E não foi preciso completar a frase com “da globo”, para que o leitor pensasse: “Salve Jorge” (coitado de São Jorge).

A Rede Globo, historicamente a maior produtora de novelas diárias da televisão brasileira, tem índices altíssimos de audiência nos horários correspondentes a tais novelas, de modo especial aquelas que atingem um grande público e fazem mais sucesso, como a penúltima história das 21hs, “Avenida Brasil” em que, só para lembrar, a vilã imoral e perversa aparecia como uma católica ativa para disfarçar sua real personalidade.

Justamente pela hegemonia da Rede Globo na produção de telenovelas, ela tem um papel fundamental nas questões abordadas sutilmente nas tramas que, aos poucos, começam a integrar tendências, mentalidade e comportamento dos brasileiros. Vale ressaltar o papel de Dias Gomes, auto-declarado militante de esquerda, que em seu livro “Apenas um subversivo” afirmou várias vezes sua intenção de escrever tramas que disseminassem ideais que são abertamente anti-cristãos. Vejam só o que ele escreveu a respeito de suas novelas:

“Iniciava Verão Vermelho, ambientada na Bahia, entre coronéis,
jagunços, capoeiristas e poetas populares,  e abordando tema até
então tabu entre nós, o divórcio – p. 258″
Verão Vermelho foi exibida em 1969.

“”Iniciei Assim na Terra como no Céu, uma critica bem
humorada ao estilo de vida ipanemense, com seus boas-vidas
e seus cafajestes, e também abordando outro tema polêmico,
o celibato dos padres”

-p.258 – Esta novela foi ao ar em 1970

‘Eu prometo’, (de 1984) com a ajuda de uma jovem escritora em início
de carreira, Glória Perez “-
p. 319 – Podemos perceber com quem
Glória Perez aprendeu a escrever novelas…

Essas considerações não são especulações, ou pré-conceitos daqueles que não se interessam pelas histórias retratadas nas telenovelas há mais de 40 anos. Mas sim resultados de uma pesquisa coordenada por um economista do Banco Interamericano de Desenvolvimento, Alberto Chong, que demonstra a capacidade das telenovelas em interferir diretamente em questões morais fundamentais da família, no caso específico desta pesquisa: fertilidade e divórcio.

Já em 1970 a Globo investia fortemente em tratar de temas diretamente anti-cristãos, como foi o caso de “Malu Mulher”, que abordava divórcio, baixo índice de fertilidade e aborto.

“Percebemos que, quando a protagonista de uma novela era divorciada ou não era casada, a taxa de divórcio aumentava, em média, 0,1 ponto porcentual.”

O seriado “Malu Mulher”, que também está nas tramas analisadas pela pesquisa, é um exemplo claro da pretensão dos roteiros em moldar a opinião pública. Malu, personagem principal vivida por Regina Duarte, era uma socióloga divorciada que vive “os dramas” da mulher moderna. Segundo a própria descrição da rede Globo: “O seriado discutia as relações entre homem e mulher; as dificuldades da vida conjugal e da vida profissional; a educação dos filhos; e o conflito de gerações, questões até então inéditas na televisão brasileira. O seriado debatia ainda a condição da mulher emancipada que, diante de uma liberdade recém-conquistada, queria assumir responsabilidades sem precisar se submeter à figura do marido.”

E vejam só quais temas já apareciam na telinha da Globo, em 1970, numa época em que a sociedade brasileira estava muito mais pronta para se defender dos ataques da esquerda e do relativismo que crescia acentuadamente desde maio de 68:

(…) Na segunda temporada, Malu reaparece mais madura e ajustada. Tem um emprego fixo em um instituto de pesquisa, um carro em bom estado, as prestações do apartamento quitadas e uma empregada. Ela começa, então, a pensar em recomeçar sua vida afetiva. O seriado continua falando de temas considerados tabus na época, como virgindade, orgasmo e aborto.”
Fonte: http://memoriaglobo.globo.com/Memoriaglobo/0,27723,GYN0-5273-249902,00.html

Será tudo uma simples coincidência?

Pesquisas demonstram como novelas moldam a sociedade brasileira.

Foram realizados dois estudos com base em 115 novelas exibidas às 19hs e às 20hs, pela Rede Globo, entre 1965 e 1999, sendo a primeira “Rosinha do Sobrado” e a última “Vila Madalena”.

Os estudos: Novelas e fertilidade: evidências do Brasil (2008) e Televisão e divórcio: evidências de novelas brasileiras (2009), indicam que o índice de fertilidade diminuiu drasticamente de 1970 até 2000 em locais onde o sinal da emissora chegava sem problemas: “a taxa total de fecundidade foi de 6,3 em 1960, 5,8 em 1970, 4,4 em 1980, 2,9 em 1991 e 2,3 em 2000”  uma queda de mais de 50% em 40 anos, sendo que esses números continuam caindo, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Fonte: http://www.ibge.gov.br/

Esses números, como demonstra a pesquisa, convergem com a insistência dos autores em criar histórias nas quais as protagonistas são mulheres bem sucedidas, pois são independentes, podem trabalhar e, por isso, não querem ser mães, não se prendem a sua casa e ao “companheiro”. Esse tipo de personagem aparece constantemente nas novelas da rede globo.

Na recente novela das 18hs, “Lado a Lado”, o divórcio era um dos temas chaves da trama.

Desse modo, segundo o censo de 2010, “a taxa de fecundidade (número médio de filhos que teria uma mulher ao final do seu período fértil) caiu de 6,16 em 1940 para 1,90 em 2010, portanto, abaixo do nível de reposição, que é de 2,10 filhos por mulher.” Isso significa que, atualmente, e cada vez mais rápido, a quantidade de crianças que nasce não é suficiente para manter a população estável.
Fonte: http://www.ibge.gov.br/

Além disso, nos lugares onde se captava o sinal da emissora, aumentava o número de divórcios. Menos filhos, mais separações: eis a ideia de família que se constrói a partir das novelas.

Em uma entrevista a Época, Alberto Chong, quando questionado sobre a influência das novelas em relação ao aumento do número de divórcios, respondeu: “Estima-se que as taxas aumentaram de 3,3 em cada cem casamentos em 1984 para 17,7 em 2002, mais do que em qualquer outro país latino-americano […] Nosso estudo avança na hipótese de que os valores da televisão, mais precisamente das novelas, contribuíram de fato para esse aumento, principalmente a partir do momento em que no Brasil há um alcance desse tipo de programa como em nenhum outro país. A novela é, de longe, a maior atração da TV e é veiculada pela Rede Globo, que tem mantido um domínio quase absoluto do setor por cerca de três décadas. Percebemos que, quando a protagonista de uma novela era divorciada ou não era casada, a taxa de divórcio aumentava, em média, 0,1 ponto porcentual.”
Fonte: http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI26593-15295,00-ALBERTO+CHONG+AS+TELENOVELAS+MOLDARAM+O+BRASIL.html

A ofensa direta aos cristãos e a aceitação do público

Isso sem contar as novelas que abordam temas de âmbitos gerais e religiosos para não parecerem totalmente antagônicas e deturpadoras como foi o caso de “América”, em que se mostravam imagens de Nossa Senhora Aparecida e Nossa Senhora de Guadalupe ao mesmo tempo em que uma personagem da novela, evangélica, era uma promíscua disfarçada. Além disso, abordava-se, mais uma vez, um casal homossexual que gerou polêmica e curiosidade do povo sobre a possibilidade de um primeiro beijo no horário nobre.

Em América, de Glória Perez, Nossa Senhora Aparecida aparecia em muitas cenas, ao mesmo tempo em que a novela abordava temas anti-cristãos.

“Provado pelos dois estudos e pelos olhos de qualquer cidadão que observe os vínculos de uma noveleira de plantão, não há dúvidas de que as novelas cumprem papel exclusivo na construção da mentalidade do povo brasileiro.”

As novelas moldam a moralidade, geram tendências sociais e nada está errado? Será que ninguém parou para pensar que tanto os autores quanto o canal da televisão podem abordar temáticas morais do modo como eles bem entenderem?

Os autores se servem de realidades particulares e cotidianas para sensibilizar o público e depois, quando veem boa aceitação das histórias, direcionam as ações das personagens para o que querem que seja aceito, seja bem visto, polemizado e comentado pelo público geral.”

A implantação do ideais homossexuais através das novelas

Passemos, então, para uma análise dessa realidade. Além da fertilidade e do divórcio abordados na pesquisa do Banco Interamericano, outro assunto está em destaque, cada vez mais acentuadamente, nas novelas da Globo: o homossexualismo. E não é de hoje.

Desde a década de 90, em novelas como “Suave Veneno” e “Torre de Babel” o tema é explorado sutil e constantemente pelos autores que perdem, a cada nova roupagem, os limites e a ousadia nas cenas.

Nova agressão moral já está para sair

E, para este ano de 2013, a nova novela do horário nobre, com previsão para estrear no fim do semestre, irá falar sobre a história de dois homens que vivem como um “casal” e que tem uma filha, num triângulo amoroso em que um deles se apaixona por uma mulher, segundo a imprensa diária. Walcyr Carrasco, o autor dessa novela, estaria buscando explorar o tema da bissexualidade que é pouco tratado em novelas. (Como se fosse um comportamento moral exemplar e fundamental e não mais uma conduta imoral. Para ele deve essa conduta ser absolvida pelo povo, do mesmo modo como fizeram com a fertilidade, o divórcio, o homossexualismo, a poligamia…)

Essa constatação é reconhecida também por líderes do movimento LGBT, como salientou o próprio deputado federal Jean Williams: Nós entendemos que a telenovela faz parte das práticas de significação e dos sistemas simbólicos por meio dos quais os sentidos são produzidos e os sujeitos são posicionados, ou melhor, entendemos que a telenovela é representação, e como toda representação, ela não apenas reproduz a realidade, mas também a produz, isto é, desencadeia (re)ações entre os telespectadores. Por isso, não a descartamos.”
Fonte: http://www.diplomatique.org.br/artigo.php?id=1326

É interessante, contudo, notar que as novelas exploram características fundamentais da sensibilidade humana, apelam para aspectos nos quais os homens se envolvem naturalmente, tais como: justiça, amor e liberdade.

Assim, é muito mais fácil conquistar o interesse e a curiosidade do telespectador com as tramas. Entretanto, os autores sabem direitinho como perverter esses valores humanos, transformando-os em justificativas para legitimar o liberalismo (i)moral que reaparece em todos os personagens principais: “o importante é ser feliz e ninguém pode julgar os seus atos”. Desde que o personagem não maltrate os outros, nem os animais e nem ligue para bens materiais, pode fazer tudo que quiser.

Daí, consequentemente, a personagem que influencia milhares de pessoas pode passar por cima de si mesmo, de sua integridade, daquilo que seus pais lhe ensinaram, e da sua própria consciência do que é certo ou errado. Trocando em miúdos: a perversão total da ideia de família.

E, é claro, aqueles que buscam defender os verdadeiros valores e princípios morais e éticos, são os vilões hipócritas e frustados que reportam aos outros sua infelicidade (tenho certeza que até aqui o leitor já pode identificar dezenas de personagens das novelas que se lembra ao longo de sua vida).

Quer um exemplo? Quais personagens que se posicionaram contra a união homossexual foram mocinhos nas tramas?  Nenhum. São sempre os vilões preconceituosos que não admitem a felicidade alheia ou pessoas desinformadas que, aos poucos, são conquistadas pelas personagens e passam a aceitar a história de “amor” e “superação” do “casal”. Sempre a mesma coisa…

Ao mesmo tempo, o padre babão e interesseiro, o seminarista homossexual que tem medo de se assumir, a beata fofoqueira e a religiosa pervertida que são constantemente retratados, sempre ridicularizados, são meramente o “retrato da sociedade” e não há nada de preconceituoso, claro que não!

“Mulheres apaixonadas”, 2003, Estela seduzia Padre Pedro e no fim da trama os dois ficaram juntos.

Quem são, na realidade, os preconceituosos?

Neste caso, nenhum autor muito atento às minorias, aos direitos e às liberdades humanas está preocupado, não é? Seria interessante saber se esses autores que tanto falam sobre religiosos conhecem, de verdade, as obras de religiosos, os trabalhos de comunidades inteiras e a vida de devoção de milhares de pessoas…
Em relação a esses insultos à religião, principalmente ao cristianismo, aponta, sutilmente, Chong: “Há, de forma recorrente, a crítica à religião, ao machismo e ao consumo de luxo e a ideia de que a riqueza e o poder não trazem felicidade. A família está no centro dessas transformações.”

Se fosse recorrente uma crítica ao homossexualismo, ao ateísmo e ao desarmamento, com certeza, todos estariam muito preocupados com os direitos humanos e cobririam as novelas de críticas.

Personagens Católicas que apareciam como frustadas e hipócritas. “Gabriela” – 2012.

Vale lembrar, contudo, que o autor da próxima trama das 21h que abordará o tema da bissexualidade, se declara católico. Foi ele quem escreveu “A Padroeira”, em 2001, mas também “Alma Gêmea” em que a história principal se baseava em torno do espiritismo. Não hesita em colocar padres corruptos em suas tramas nem em tratar de questões que vão diretamente contra a Igreja Católica.

A subversão

Os autores se servem de realidades particulares e cotidianas para sensibilizar o público e depois, quando veem boa aceitação das histórias, direcionam as ações das personagens para o que querem que seja aceito, seja bem visto, polemizado e comentado pelo público geral. Foi exatamente assim, por exemplo, que se deu a divulgação maciça da ideia de “homofobia” aberta e direta entre a população, como reconheceu o deputado Jean Williams:

 

“No que diz respeito à representação de homossexuais mais próxima da realidade dos fatos e a serviços prestados à cidadania LGBT, Insensato coração é a melhor novela já exibida pela Globo. Foi ela que sustentou, na esfera pública, a denúncia dos crimes de ódio contra homossexuais.”
Fonte:http://www.diplomatique.org.br/artigo.php?id=1326.

Rodrigo e Hugo, em “Insensato Coração”, eram um “casal” e se tornaram ícones da causa homossexual, aparecendo, inclusive, no comercial do “Disque Direitos Humanos” do Governo Federal, na rede Globo.

E assim, há mais de 40 anos, os autores das novelas conseguem criar novas tendências, divulgar outras já existentes e moldar a moralidade, a opinião e o comportamento de milhões de brasileiros, diariamente.E claro, quanto aos telespectadores, quando perguntados sobre as influências das novelas em suas vidas, geralmente consideram que não seguem novelas e não dão importância ao que elas tratam, que sabem que é ficção. Mas, enquanto isso, reproduzem fielmente tendências e ideias divulgadas pelas histórias atuais, sistematicamente.

“O Clone”, 2001, de Glória Perez bateu recordes de audiência e insinuava o antagonismo entre ciência e religião.

Foi o que aconteceu, por exemplo, com a novela “O Clone”, de Glória Perez, que estreou em 2001 e abordava uma história de amor entre uma mulçumana e um brasileiro. O protagonista, Lucas, foi alvo de um experimentou científico que deu certo e foi clonado. O debate principal da trama era em torno da ciência e da religião e do relativismo cultural, que não coincidentemente, ganhou impulso no início do século XXI.

A novela teve grande repercussão, sendo exibida em outros países,  e a cultura oriental amplamente difundida no Brasil.

Trata-se, pois, de mais um elemento fundamental na revolução cultural que se estabeleceu em todo o mundo, que devagar e constantemente, entra no seio de cada família e destrói por dentro aquilo que deveria ser a principal defesa de um verdadeiro cidadão de bem.

Se você não quer que sua família seja diretamente agredida, se você não aceita que os interesses de um grupo que não representa a família brasileira sejam continuadamente repetidos e aceitos passivamente por pessoas que zelam pelos verdadeiros valores familiares, você não pode se prestar a este papel.

Por mais que a situação seja grave e que a manipulação de tendências morais seja cada vez maior por meio de novelas, ainda há tempo de manifestarmos nossa total resistência a essa nova trama da Globo, que tem previsão para estrear no final de maio.

Veja aqui o que você pode fazer:

Demonstre sua indignação a essa proposta.

A mensagem é simples e rápida, não deixe de enviar. São 2 minutos do seu tempo que podem proteger gerações inteiras contra esses atentados diretos à moral do povo brasileiro.

1- Copie a mensagem abaixo:

“Quero que a nova novela das 21h, da rede Globo, de Walcyr Carrasco, não exiba um casal homossexual como uma família e o tema da bissexualidade. Isso é uma afronta direta ao povo e a família brasileira e minha família não aceitará essa imoralidade dentro de nossa casa. Já adiantamos total boicote à novela, caso insistam com essas personagens.”

2- Cole a mensagem e envie à Rede Globo de televisão, através do botão abaixo:

3 -Ou ligue para o atendimento da Rede Globo: 400-22-884 e faça seu protesto.

Não deixe de cuidar do futuro de nosso país. Pois há muito tempo as famílias cristãs já deixaram de defender seus reais interesses e vemos hoje o que isso resultou. As pesquisas, a longo prazo, mostram o quanto as novelas influenciam comportamentos e isso está acontecendo cada vez mais abertamente, sendo usada para a deturpação da família.

Não deixe de enviar seu protesto.

Referências:

1- Soap Operas an Fertility: Evidence from Brazil

2- Television and Divorce: Evidence from Brazilian Novelas

 

39 COMENTÁRIOS

  1. V E FAMILIA FORA À ZONA BOEMIA HOJE, NÃO?
    Facil: bastar clicar e assistir junto com a familia uma das novelas, como da Globo, cujas mensagens repassadas a seus cativos fieis em seus cultos diarios, uma religião subversiva do diabo, cujas metas estão enumeradas abaixo:
    As mensagens por detrás dessas pestes em formas de novelas que se arrastam por meses são: transformar as pessoas em politicamente corretas das esquerdas, daí apoiarem abortos, homicidios, divorcio, destruição das familias para alienação e relativização da sociedade, traições, roubos, marxismo, chantagens, adulterios, gayzismo, glbtismo, ideologia de gênero, lutas de classes-odios recíprocos, eugenia, pedofilia, incesto, superstições-magia negra-umbandismo-espiritismo-satanismo e particularmente um desprezo especial pela Igreja católica e discriminando sua doutrina.
    A Rede Globo e outras com novelas, BBBs, A Fazenda da Record , do “bispo” E Macedo apoiador do aborto, videos pornòs e seriados similares, não passam de REDES DE PERVERSÃO E SUBVERSÃO INFANTO-JUVENIL, particularmente da infancia e juventude que em geral, mal instruídas pelas familias sobre os perigos ocultos por detrás desses sórdidos programas subversivos das tvs, acabam sendo cooptadas por esses mafiosos e conspiradores a serviço do diabo – eles o representam na terra, por meio de seus atores e atrizes bem pagos para desempenharem-lhes o papel frente aos incautos!
    As mensagens por detrás dessas deturpações em formas de novelas cativantes dos sentidos são da mesma forma que o diabo aparece em forma de ano de luz para enganar os sentidos!
    QUER DAR UM PRESENTE ÓTIMO TAMBÉM À GLOBO E DEMAIS?
    Boicote as novelas e afins e tirarão dos ar por falta de audiencia, nada melhor, pois varios programas já foram retirados de cena por baixa audiencia – depende de v e sua consciencia- ; acrescente junto com os protestos acima sugeridos!
    E que explodam ou mudem de programação, pois no momento estão bem pagos pelos comunistas para deturparem a sociedade, por isso promovem propositadamente esses programas alienantes – e como o ídolo deles é deus-dinheiro, dobram-se frente a ele!!

     
  2. Nunca vi tanta ignorância e preconceito junto. Tenho dó e peço que um dia Deus possa perdoar cada um de vocês por discriminar o ser humano, é muita falta do que fazer da parte dos senhores. Vejo que são todos bem educados e instruídos pelo modo como escrevem, mas ao mesmo tempo preferia ler palavras escritas erradas do que ler essas porcarias que escreveram tanto nesse artigo quanto nos comentários. Pois bem, não vou tentar mudar o jeito que pensam pois a vida vai fazer isso por mim, não vai demorar até que apareça um homossexual em suas famílias e queria ver, juro que queria, ver como lidariam ao falar de uma pessoa na qual amam com tanto nojo. Novamente só pra lembrar: sinto dó. Nojo também. Um dia vão descobrir o que é amar e ser amado, ai então vão aceitar de que qualquer forma de amor, é valida. É AMOR. Desejo muito amor de VERDADE.

     
  3. As novelas sao acontecimentos da vida Real nao adianta”tapar o sol com a peneira” ate casamentos homo ja foi legalizado…A televisao apenas cumpre com o papel de andar junto com os fatos!!! Entao vamos la de acordo com as Pesquisas(Publico)…Pra começar Naum vamos sub jugar a Inteligencia da Paloma Afinal ela e medica,pode ate ser que no dado momento ela esteja confusa foi tudo muito intesso pra ela…mais contudo esta bela mulher deveria começar a fazer uma alta analise de tudo…onde teve o bebe…como foi…o Bruno perdeu a mulher o filho estava abalado mais nao teria como ser ele…mas contudo houve o crime da registração;ja o pai biologico deveria ter mais em clemento!!!Agora Felix…Adoroooo Tem humor negro incrivel apesar de “mau “…vai acabar com a Aline Porque ele venera a mae mostrando que ali sim tem amor…Personagem charmoso vai atrair a todos ainda mais com Edite que completa tudo e fica comico porque nao tem como se livrar…A sogra deveria fazer uma plastica mal sucedida…A mae Diva deve ser esta super mae amiga, fiel ,dedicada,charmosa…contudo…ela com sua desconfiança deveria se posicionar nos negocios da familia pois e medica e socia do marido que poderia sentir ciumes dela o nucluo poderia por adiradores da bela mae;Porque ele a trai mais ama a esposa e nao quer seu orgulho de homem ferido…Aline continua dissimulada e recebendo o que quer como uma amante sedutora. obs;felix e ambicioso malvado mais da errado quando faz o mal fica muito interessante…E seu filho meu Deus colocou um ator tudo haver ali ta com quem felix nao deveria substimar…Atilio e tete jogada de Mestre… tata nem se fala otimaaaaa Seu afer fez um par gostoso de assistir…A Patty tem que ajudar a mae ela e uma mulher bem sucedida indepedente,ela ficou traumatizada com os homens apenas…Em Relaçao amilionaria e os enfatizar mais os papeis…. amor a vida…nosso amor das 21 hs….

     
  4. “Quero que a nova novela das 21h, da rede Globo, de Walcyr Carrasco, não exiba um casal homossexual como uma família e o tema da bissexualidade. Isso é uma afronta direta ao povo e a família brasileira e minha família não aceitará essa imoralidade dentro de nossa casa. Já adiantamos total boicote à novela, caso insistam com essas personagens.”

     
  5. Senhores, enviei meu protesto conforme o sugerido contra a exibição do casal homossexual e do tema bissexualismo. Todavia primeiramente não foi possível fazê-lo sem antes cadastrar-me no site de sugestões da Globo, fornecendo meus dados pessoais, inclusive o CPF. Também quero salientar que não foi possível colar o texto sugerido, portanto foi necessário copiá-lo em folha e redigi-lo no espaço indicado para sugestões. Devido a isto expressei também com minhas palavras este repúdio a insistência desta insensata imoralidade promovida pela Rede Globo. Que Deus nos abençoe e nos livre do mal, a nós e nossas famílias.

     
  6. Há muito tempo não assisto este tipo de programa da rede globo, e outros programas televisivos( por exemplo BBB ), penso que estes programas não acrescenta nada de útil para a vida de qualquer cidadão que se prese como ser humano. já sei que é do conhecimento da maioria da polução brasileira, mas como somos um povo que tudo neste país é um faz de conta não é de me assustar que tal pesquisa traga numeros alarmantes quanto ao desserviço prestados por essa emissora. Vale lembrar campanhas tendenciosas para eleições, cujo interesse se não for vantagem para tal emissora ela não apoia, ela quer colocar garganta abaixo tudo aquilo que possa degradar a polução brasileira, mas deste mal já estou vacinado. Possamos nós todos unidos um dia dar basta nesta imoralidade que chega aos nossos lares. Ainda existe esperança, só precismos acordar. Então acorda povo brasileiro!!!!!

     
  7. Há muito não vejo novelas, e muitas outros programas da rede Globo acho que a mesma presta um desserviço á sociedade em geral. Temos que aprender a educar nossos filhos a praticar coisas mais sadias e bem mais sólidas que irão poder fazer a serem penssoas pensadoras e não meros expectadores de novelas. Precisamos aprender e educar a sociedade em geral para as coisas que nos engrandecem e não aquelas que nos aviltam.

     
  8. Há uma trama muito sutil visando minar a família. Há mesmo uma campanha orquestrada visando tirar a autoridade dos pais e professores. Só mesmo fé, oração e muito senso crítico para resistir a tamanha investida.

     
  9. É mais que evidente o empenho dessa malfadada emprêsa em solapar a família e, por consequência, o futuro da nação. É a linha de frente da guerra revolucionária. Não assistimos novela em casa e ignorava totalmente tais enredos escabrosos, o que não significa que estou alienado quanto aos fatos, apenas considero dejetos indignos até de uma latrina quanto mais de meu interesse. Se é novela da Globo é lixo, dela só assisto o noticiário e assim mesmo não tanto para me inteirar dos acontecimentos mas da peçonha que essa serpente sinuosa e asquerosa está distilando em seu noticiário. Parabens pela iniciativa, darei o meu recado a essa sataniza.

     
  10. E não é somente com novelas que essa emissora de Tv atua contra os bons costumes,mas tambem com programas humoristicos,haja visto ser aquela ” Zorra Total”, uma imundíce a serviço do mal.Rezemos ao ESPIRITO SANTO,para que livre as nossas famílias dessa cilada do malìgno.O SENHOR ESTÁ CONOSCO,E NÃO TEMEREMOS O QUE PODE FAZER O HOMEM.

     
  11. Desde a sua fundação lá se vão 48 anos de subversão da moralidade sem algum pudor e sempre ao serviço do poder político do momento:
    Espontaneidade fabricada
    ESCRITO POR FABIO BLANCO | 14 MARÇO 2013

    Um cidadão comum, moralmente conservador, sofre atualmente, a pressão ininterrupta de ter sua posição contestada e reprovada por uma falsa opinião pública fabricada nas salas dos engenheiros sociais.
    É notório que as técnicas de manipulação psicológica das massas estão bem avançadas. Lançando mão das experiências de Pavlov, das intuições de Milton Erickson e de outras experiências desenvolvidas por experts no comportamento humano, institutos travestidos de beneficentes arrancaram a Psicologia dos laboratórios e clínicas e a conduziram para os centros de estudo, onde o objetivo tem sido desenvolver métodos de controle e direcionamento coletivos, aplicando-os desavergonhadamente na população.
    Obviamente, o indivíduo ordinário, normalmente alheio às questões desse nível, sequer faz ideia de que seus gostos e escolhas podem não ser tão livres quanto ele imagina. É provável que seja mesmo completamente dirigido e sequer desconfie que isso aconteça.
    Se observarmos, por exemplo, a mudança de opinião que vem ocorrendo na sociedade, em relação a comportamentos que antes eram tidos universalmente como reprováveis, como é o caso do homossexualismo, do divórcio, do aborto etc., é difícil acreditar que tais mudanças aconteceram espontaneamente, e não como reações provocadas por um meticuloso trabalho de engenharia social.
    Ilustrativamente, o exemplo dos estudos de Leon Festinger mostram uma das formas possíveis dessa manipulação. Em suas experiências, o professor concluiu que uma pessoa, ao fazer uma escolha, se expõe aos elementos cognitivos contrários a essa escolha, os quais, dependendo de sua relevância, podem causar maior ou menor pressão psicológica, o que ele denomina dissonância cognitiva, e reclamam invariavelmente por alívio. Para diminuir essa pressão, o indivíduo buscará elementos cognitivos apropriados que corroborem sua opção e, assim, diminuindo a força dos dados contrários, diminua consequentemente a dissonância.
    Compreendendo o resultado desses estudos e observando o comportamento da sociedade, considerando, também, a constância da propaganda em favor das bandeiras libertinas, a qual todas as pessoas têm sido expostas há vários anos, não é difícil imaginar a intensidade da dissonância provocada, já que a convicção original da imoralidade dessas condutas situa-se exatamente na posição contrária do que é divulgado ininterruptamente pelos meios de comunicação em massa. A opção por uma posição moralmente conservadora é confrontada, ininterruptamente, com a ideia de que essa posição é errada, passível inclusive de reprimenda. Um cidadão comum, moralmente conservador, sofre todo o tempo, em nossa sociedade contemporânea, a pressão de ter sua posição contestada e reprovada por uma falsa opinião pública fabricada nas salas dos engenheiros sociais.
    O Sr. Festinger, porém, foi além em suas experiências e ainda detectou algo mais interessante. Quando alguém é exposto, por meio de ameaças ou promessas, à imperiosidade de publicamente acatar uma ideia, o que ele chama de condescendência forçada, mantendo, no entanto, uma opinião privada que seja conflitante com a declaração pública, isso gera invariavelmente também uma dissonância, que, obviamente, reclama por solução. Ocorre que, concluiu o pesquisador – e aqui está o dado surpreendente -, forçar um indivíduo a argumentar abertamente em favor de uma opinião contribuirá, muitas vezes, não para que a dissonância se torne mais forte, mas para que haja uma mudança da opinião privada em favor dessa mesma opinião pública, como forma de aliviar a pressão existente.
    Assim, não é difícil entender a manipulação que está sendo empreendida na sociedade contemporânea. Obrigando a pessoa que originalmente defendia uma posição conservadora em relação aos temas morais, por meio de ameaças, como o de receber o estigma de intolerante, “homofóbico”, retrógrado e até criminoso, a publicamente acatar a ideia da normalidade e até dignidade de tais condutas, a engenharia social aplicada impõe sobre ela uma pressão psicológica que clama por alívio. Porém, ao impeli-la a agir constantemente em favor dessa condescendência forçada, a solução encontrada pela pessoa, muitas vezes, não será o conflito aberto contra aquilo que está contra suas convicções íntimas, mas, pelo contrário, como a experiência descrita demonstrou, sua adesão àquilo que lhe era contrário. Forçá-la a não criticar condutas tidas por ela como reprováveis, fazendo com que seja obrigada a, quando instada a falar sobre os tema, sempre ter que fazer ressalvas que diminuem a crítica, quando não invertem-na para um elogio, como vimos, pode conduzi-la a acatar exatamente a ideia que antes criticava.
    Por isso, quando observamos a sociedade aderindo, em massa, à aprovação de todo o tipo de conduta que antes era tida simplesmente por imoral e reprovável, sabemos que isso não se dá porque essa mesma sociedade, por meio da reflexão, do debate e da razão chegou a essa conclusão, mas, unicamente, porque foi conduzida, como um gado pelo pasto, pelos peões comprometidos com a criação de uma sociedade segundo suas próprias dementes utopias.

     
  12. O Espírito Santo está sempre em ação. Note que o já estimado Papa Francisco (e não – ainda – Francisco I como diz a mídia) já deu seu recado à imprensa: é alguém que não dá entrevistas e quem quiser saber a real posição dele terá que fazê-lo através das suas homilias.

    Patricia :

    Acho que o IPCO poderia pensar em outro tipo de protesto, além deste.
    Eu não vou me cadastrar no site dessa “gente” e qualquer que seja o tema, jamais assistirei a esse festival de idiotices chamado novela.

    De qualquer forma, os que procuram ser cristãos autênticos e defender os valores morais de sua família, não deveriam deixar esse tipo de programação entrar em suas casas.

    Estejamos atentos pois o que fazem os filmes de Holywood a não ser ir “aos poucos”, ou nem tanto aos poucos!, deturpando os verdadeiros valores cristãos e a família, pregando o hedonismo, vendendo uma imagem deturpada da sexualidade, mostrando modos de vida que totalmente ignoram a existência de Deus, sempre enfraquecendo a imagem do homem e exaltando o comportamento de mulheres com características do movimento feminista, etc……………… E tudo isso já vem sendo pregado desde a os filmes rotulados infantis.

    Que o Espírito Santo nos ilumine!!!!!!!!!!!!

     
  13. Fiz o meu protesto e vamos conseguir calar a voz das emissoras que insistem nas telenovelas, da mesma forma que tem muitos que assistem estas sujeiras, é cada vez mais crescente o número de pessoas que se conscientizam.
    A ação do Espírito Santo é eterna, não vamos nos abater!!!

     
  14. @Clarice
    Totalmente apoiada D. CLARISSE, porque, nos cadastrarmos nesse ANTRUM prostituição, despreso pelo respeito ao próximo, as crianças, aos mistério dos próximos, disseminação do crime, da desumanidade, abonação de toda degradação social, inclusive do uso indiscriminado de Drogas… Tenho Dito… e , também aguardo outro caminho, seja, porque a ESSE LIXO que chamam de Globo é apenas uma concessão pública, que pode ser cassada pelo governo, seja porq cabe ao POVÃO acordar de seu cinema mental de idiotice e cultura podre, para em pro de si daqueles a que amam, agirem e se posicionarem… Porq o Governo somos nós… apenas temos que reconhecer nossa forças e tomarmos atitude abandonando a passividade ignóbil a que estamos submetidos privilegiando os que nos destroem e nos corrompem… Levino .’.

     
  15. Para um estudo aprofundado das origens dessa poderosa e teneborsa rede de comunicação social no Brasil, sugiro que tentem assistir ao documentário televisivo britânico, produzido por Simon Hartog exibido em 1993, intitulado Beyond Citizen Kane (“Muito Além do Cidadão Kane”).

     
  16. Tenho nojo da programação televisiva quase em geral,salvo alguns programas religiosos e católicos, durmo cedo com meus filhos depois de nossas orações, são 13 anos que não perco meu sono com “bbb…” e tem alguns anos em que percebi que novelas só pregam sexo, violência, homossexualismo, assassinatos, roubo,aborto,infidelidades, perversão em todos os sentidos, e não é só a globo não.MINHA AUDIÊNCIA NÃO TEM.

     
  17. FIZ O CADASTRO NA GLOBO, ENVIEI O MEU PROTESTO, SERÁ QUE ELES VÃO CONSIDERAR? NÃO SERIA MELHOR OUYTRA FORMA DE PROTESTO? EXEMPLO:” UMA PETIÇÃO E ENVIO A UM DEPUTADO OU SENADOR, UM ABAIXO ASSINADO, OU COISA PARECIDA. COMO FAÇO PARA ENVIAR A OUTROS AMIGOS?

     
  18. @Patricia

    @Patricia
    Faço suas palavras as minhas Patricia, perfeita sua resposta, tb sou dessa opinião, a globo faz novelas e bbb e outrass porcarias pq tem publico, tem imbecis que assistem. Mas como vc, sou pessoa instruida e culta, esses programinhas de macaca de auditorio não me prendem, nem vejo esse canal ha muito tempo, pra isso temos tv a cabo e outras emissoras muito interessante pra ver.

     
  19. Acho que o IPCO poderia pensar em outro tipo de protesto, além deste.
    Eu não vou me cadastrar no site dessa “gente” e qualquer que seja o tema, jamais assistirei a esse festival de idiotices chamado novela.

    De qualquer forma, os que procuram ser cristãos autênticos e defender os valores morais de sua família, não deveriam deixar esse tipo de programação entrar em suas casas.

    Estejamos atentos pois o que fazem os filmes de Holywood a não ser ir “aos poucos”, ou nem tanto aos poucos!, deturpando os verdadeiros valores cristãos e a família, pregando o hedonismo, vendendo uma imagem deturpada da sexualidade, mostrando modos de vida que totalmente ignoram a existência de Deus, sempre enfraquecendo a imagem do homem e exaltando o comportamento de mulheres com características do movimento feminista, etc……………… E tudo isso já vem sendo pregado desde a os filmes rotulados infantis.

    Que o Espírito Santo nos ilumine!!!!!!!!!!!!

     
  20. É só ver a imensa quantidade de garotas, a exemplo da famigerada Bruna Marquezine, que iniciam crianças nesse mundo, e depois se transformam em meros objetos sexuais.
    Felizmente faz anos já que não vejo nenhuma delas,e nem mesmo tenho televisão em casa. Se todos os católicos deixassem de ver essas imundices, eles teriam que rever seus conceitos. Mas o pessoal vai para o inferno passivamente e obedece aos ditames da programação em tudo.

     
  21. Pois é, não me agrada ficar cadastrada na rede globo; penso que o IPCO poderia buscar outra forma independente de agir neste caso. Um abaixo-assinado contra todas essas aberrações em novelas, em qualquer emissora, por exemplo, não daria para encaminhar ao Ministerio das Comunicações? A algum Deputado ou Senador?

    fica a sugestão.

     
  22. A cultura têm muito a ver com a televisão,pais cristãos,desde cedo deve ensinar os deveres aos filhos,oração,para que no crescimento sejam fortes baluartes contra o ensino leviano que o País ensina e mostra, carregando as crianças, jovens,familias a degradação social e cristã.Os bancos vasios nas Igrejas em horário das Santas Missas, é o horário das novelas favoritas,fazem opção para o divertimento libertinoso deichando Jesus para trás.Isto é imperdoavel nos tempos que estamos vivendo com tantos cataclismas,não rezamos o suficiente para aplacar a ira de Deus,quando vier, inocentes estarão no meio dos tiranos que mancham as telas levando maus exemplos a familia,porque tantos divorcios,abortos,homossessualismo,lesbianismo, pedófilos,e outros tantos que a mancha vermelha suga todos, que Deus tenha Piedade do Mundo.

     
  23. Foi-lhe dado, também, comunicar espírito à imagem da Fera, de modo que essa imagem se pusesse a falar e fizesse com que fosse morto todo aquele que não se prostrasse diante dela.
    Como não tinha TV no tempo de São João, não poderia ele apresentar a visão no livro do Apocalipse, o exemplo mais classico a ser mostrado eram as imagens dos deuses pagãos.
    Adorar = boca fechada. É exatamente o que fazem nos dias de hoje diante de uma TV.
    De fato, deram a uma pedra de silício um espírito, apesar de não ter boca, fala e doutrina cada pessoa, e pela desinformação decorrente do ato de renunciar a assistir, para sociadade que vive e nutre dos conhecimentos que este meio de comunicação traz para esta morta intelectualmente. Parece loucura, exageiro, ou forçando uma interpretação do texto Sagrado de minha parte? Digo que não! Todo mundo fica horas e horas diante de uma TV, e ai de quem puxar uma conversar, ou tecer algum comentário. Como diz o nordestino: Ochêêm bichim, cala essa bôca, num ta vendo que quero escutar a novela?
    Cabra da peste, se não calar eu te rasgo na pexêra!
    Para não dizer, daqueles que vão a Missa, e se um padre piedoso, demora um pouco mais, reclamam que esta demorando, enquanto passam longo temopo comento pelos olhos o veneno que lhes são inoculados gota a gota por aqueles que estão a serviso do mal, escondendo sua maldade sob as mascaras de virtudes.
    Se tivessem a coragem de um simples gesto de amor a Deus, ao proximo e a si mesmo, as coisas não estariam do jeito que estão! Apertar um siplis botão de desligar, seria o suficiente, para mudar as coisas. Se em cada lar desliguassem as TVs, teria-mos um povo menos manipulado.
    Se aqueles tem por primeiro a obrigaçao de oriente o rebenho de Deus o esclarecesse, do risco que correm, pode ter certeza, seriam perseguos e morto, pelos detentores dos meios de comunicação. Basta que os Bispos e padres tenham a coragem de o fazer, para ver se isto não acontace.
    Não tenho TV e não quero ter. Mas se não é possivel, que pelomenos saibam usa-lo sabiamente, para que não venhão a cometer uma idolatria, adorando, ficando de bôca fexada diante desta imagem da fera. Instrumente de Satanás para desviar do verdadeiro caminho do Senhor, os pobres seres humanos, manipulados como ovelhas sem pastor, os conduzindo ao matadouro.
    Sejamos espertos como a serpente, mas simplis como as pombas.
    Salva Maria!

     
  24. O lamentável que um artigo como este – para mim, é mais um estudo do que um artigo – tenha chegado até nós com uns cinquenta anos de atraso… se eu pudesse, eu o imprimiria, mandaria emoldurar e pregar em cada parede de cada casa, em cada parede de cada sala de aula deste pobre país. E se eu pudesse desinventar alguma coisa neste mundo, eu desinventaria a televisão e o futebol. Sem falar no carnaval.

     
  25. … e como diz o velho ditado, “antes tarde do que nunca”. Esse protesto contra a rede
    “plim-plim” de televisão chega com quase 06 décadas, (60 anos) de atraso. É pena que
    tenha demorado tanto!!! Cabe ainda dizer que, não são somente as novelas que essa
    tv leva às casas de brasileiros que moldam a moral do povo. Há que se considerar seus
    telejornais, seus editoriais,SEMPRE PARCIAIS, formando uma opinião política equivocada
    e seus programas humorísticos denegrindo a imagem de pessoas mais simples. Deve-se
    salientar também a aberração televisiva que é o B.B.B,, onde ensina-se a “eliminar” o
    “semelhante”, através de fofocas, conchavos, ou, o mais baixo relacionamento “socio-
    político”. EU NÃO ASSISTO E NEM TENHO TELEVISÃO HÁ MUITOS ANOS, sempre recomendo
    as pessoas que façam o mesmo, pois, salvaguarda-se a saúde visual, melhora-se o nível
    social, pensa-se muito melhor; ANTES TARDE DO QUE NUNCA.
    PAZ E BEM À TODOS.

     
  26. Não foi tão facil assim fazer o cadastro na globo e não deu certo ao colar a mensagem, tive de reescrever. Mas não desanimem, a UNIÃO FAZ A FORÇA!! Meu protesto está feito.

     
  27. Junior :

    Sugiro que o IPCO se junte a Rede Record para que pelo menos consiga tirar o tema da homossexualidade da novela, pois a emissora record está promovendo um boicote a dita novela da Globo. Pelo menos neste momento a Record servirá de alguma coisa.

    A Record não passa de uma Recópia da Globo, falsa profeta do Edir Macedo e o SBT é lixo da LBGT…

    Sugiro boicotar assitindo bons filmes ou documentários ou passar mais tempo com Deus e com a família

     
  28. Ainda bem que minha esposa deixou de assistir novelas da Rede Podre, ficou indignadíssima quando uma personagem da Avenida Brasil espancou o próprio pai, incentivando a violência familiar.

    Também ela deturpa os militares:

    “Demonstrações de deslealdade, desequilíbrio, petulância e falta de ação de comando, dão aos expectadores a ideia que o nosso Exército é aquele saco de gatos a que ficou reduzido o brioso e tradicional Regimento Andrade Neves” –

    http://noticiario-evangelico.blogspot.com.br/2012/11/novela-salve-jorge-causa-mal-estar.html

    “Um dos grandes beneficiados pela Revolução foi o senhor Roberto Marinho, das Organizações Globo, por isso nos apoiou nos vinte anos em que ela durou; depois, nos deu as costas…” Tenente-Coronel Aviador Juarez de Deus Gomes da Silva – História Oral do Exército/1964, Tomo 10, pg. 415.

    Além da desinformação esquerdista promovida nas últimas décadas, a Rede Globo se esmera na destruição dos padrões éticos do povo brasileiro. Isto pode ser comprovado em (suas novelas, onde impera o erotismo e a ética da malandragem.)

    http://www.midiasemmascara.org/mediawatch/outros/13787-rede-esgoto-de-televisao.html

    A Globo é extremamente dissimulada. A quem essa Rede Podre serve?

    O vosso pai é o diabo, e quereis realizar o desejo do vosso pai. Desde o começo ele é assassino e nunca esteve com a verdade, porque nele não existe verdade. Quando ele profere a mentira fala do que é dele, porque ele é mentiroso e pai da mentira. (São João 8, 44)

     
  29. Achei boa esta forma de protesto. Também fiz o protesto. Que alias,´pega todos teus dados pessoais, pelo menos eles vão saber quem sou eu.

    Acho que o protesto já deveria ter iniciado desde a decada de 70, quando o povo Brasileiro estava recentemente se familiarizando com a novela, pois sabendo da Farça, já poderia ter boicotado a Rede Globo desde já. Mas infelizmente o povo se acomodou muito, pensando que nada iria acontecer. Alias, daria para ter se juntado a pessoas contra a rede globo na época, que aí pelo menos teria dado uma lição na emissora.

    Digo que pode ser que não surta muito efeito, pois o povo brasileiro está praticamente grudado com a Globo, mas não acho que deixe de ser válido o protesto. Mas promover um boicote a emissora seria pelo menos uma solução mediana para a emissora mudar.

    Sugiro que o IPCO se junte a Rede Record para que pelo menos consiga tirar o tema da homossexualidade da novela, pois a emissora record está promovendo um boicote a dita novela da Globo. Pelo menos neste momento a Record servirá de alguma coisa.

    Vamos fazer, caso a globo insista no caso de insistir no erro, promover um boicote geral, a ponto que a audiencia dela despenque, a ponto de dar grandes prejuizos financeiros na produção da novela, para que a emissora se de conta que errou.

    Vamos rezar para que os produtores da novela e a equipe da Rede Globo mudem de ideia e verem que destruir a familia não compensa.

     
  30. Walcyr Carrasco autor de um livro subversivo Meus dois pais Agradeço que os membros do Instituto Plínio Coelho de Oliveira lutam contra a mais imoral, satânica de todas as redes de comunicação brasileira, Globo, justamente por ser totalmente dissimulada, um dos maiores falsos profetas do anticristo, o modernismo. Já mandei minha mensagem com a do IPCO, mas duvido que atendam:

    Vão lendo e verão para quem a Globo e outras emissoras servem:

    http://carneironegro.blogspot.com.br/2011/07/o-globo-ocular-do-brasil.html

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome