O despótico “Plano Nacional de Educação” sumamente pernicioso à Família

Hermes Rodrigues Nery

Na audiência no Congresso Nacional, Protesto contra a “Ideologia de Gênero” e o “Plano Nacional de Educação”
Na audiência no Congresso Nacional, Protesto contra a “Ideologia de Gênero” e o “Plano Nacional de Educação”

Os esforços do governo do PT em incluir a ideologia de gênero no Plano Nacional de Educação (PNE), comprova, mais uma vez, a inteira disposição de aplicar todas as diretrizes e metas contidas no Plano Nacional de Direitos Humanos 3, visando utilizar todos os meios e recursos para disseminar a agenda do feminismo radical, assumida pela ONU, para intensificar o processo de desmonte civilizacional, de modo especial os princípios e valores da cultura ocidental, de tradição judaico-cristã.

O governo do PT está comprometido com este processo de corrosão, executando o que ideólogos dos países desenvolvidos gestaram enquanto experimentos de reengenharia social, a partir de muitas formas de manipulação, de modo especial o da linguagem. A revolução em curso, de premissas anarcofeministas, posta em movimento pelas mulheres empoderadas por Dilma Roussef em seu governo, principalmente na Secretaria de Políticas para as Mulheres, sabem que precisam instrumentalizar toda a rede de ensino para seus fins de perversão, fazendo dos professores escravos de uma ideologia, obrigados a ensinar e doutrinar as crianças, desde a mais tenra idade, de que a identidade sexual não pode estar condicionada a um determinismo biológico, pois que é uma construção sócio-cultural, e não pode haver diferenças também nesta dimensão relacional, pois — para elas — as diferenças acentuam lógicas de dominação e poder.

E os professores serão obrigados a concordar com uma ideologia eivada de equívocos, e de efeitos sociais danosos, mas terão de repetir a cartilha igualitária do MEC se quiserem sobreviver. E as escolas particulares que questionarem o conteúdo ideológico imposto, sofrerão sanções. E a forma de fechar o cerco e acuar todos na redoma, será criar e consolidar o Sistema Único de Educação, para garantir a uniformização do pensamento na rede de ensino. Não se admitirá quem destoe do discurso oficial. E o governo do PT continuará dizendo que tudo isso é democracia.
_______________
Nota do site: Insistimos com aqueles que ainda não manifestaram sua posição face à tão perniciosa “Ideologia de Gênero”, que o faça até o dia 2 de abril próximo, pois neste dia será a votação no Congresso Nacional do “Plano Nacional de Educação” (Projeto de Lei 8035/2010). Como manifestar seu protesto a esse execrável “Plano”? Click aqui.

 

4 COMENTÁRIOS

  1. PT saudações, já deu o que tinha que dar, ou seja, robalheira e descasso com a população. Agora cabe a nós eleitores virar este jogo, este ano é um ano eleitoral façamos nossa parte e ponhamos estes sem vergonhas para fora da política. Diga não ao PT e cia.

     
  2. Comenta-se muito de educação sexual, sendo uma constante na pauta dos movimentos sociais e da Igreja que, durante o Concílio Vaticano II, pediu que as crianças e os adolescentes “sejam formados numa educação sexual positiva e prudente, à medida que vão crescendo”. porém, o mundo tenta impor um modelo de educação sexual – especialmente por meio de organismos internacionais, como a ONU e partidos comunistas, como o PT – que é uma distorção, quando não uma completa negação, do autêntico plano de Deus para a sexualidade humana.
    ASSIM, AS IDEOLOGIAS MARXISTAS, ESTÃO POR DETRÁS DA (DES)EDUCAÇÃO SEXUAL NAS ESCOLAS, NO MÍNIMO.
    Noutra trincheira, a Organização Mundial da Saúde (OMS) falaciosamente julga os pais incapazes de assumirem a educação sexual dos seus filhos, daí, para garantir níveis homogêneos(!) de educação, a OMS elaborou o documento de PADRÕES SEXUAIS PARA A EUROPA que institucionaliza a conhecida IDEOLOGIA DO GÊNERO nas escolas e negocia a moral na educação.
    Como toda ideologia, sobrevive de falsas propagandas e subversão, no começo do texto usa uma terminologia capciosa, relativista, ao citar uma educação sexual “holística”, um lindo termo – significa “unitário” – mas dá a entender que isso quer mesmo dizer que a pessoa, por meio de suas vivencias particulares, decidirá que caminhos por si nesse âmbito quererá tomar, nada pré determinado, ou seja, dissimuladamente querem mesmo é a implantação da IDEOLOGIA DO GÊNERO e nenhuma educação sexual nas escolas, já que os pais jamais repassariam uma estulticie dessa a seus filhos.
    Só que, ao defenderem essa pretensa “LIBERDADE”, os ideologistas nunca avisam que os admitentes dessas teorias cairão um dia sob o tacão dos mesmos; isso ficará para depois de caírem nas suas malhas, sendo-lhes o escopo principal montar uma sociedade submissa, capacha, relativista e eles os totalitaristas dominadores, um sutil plano ardiloso.
    A visão modernista pansexualista e erótica individualista da sexualidade busca separar-se da natureza, isto é, da realidade original, já presente não só na questão da diferenciação entre homens e mulheres, mas também na possibilidade da procriação, comprometendo a função natural do homem e mulher, encontrando-se essas aberrações nos anti cristãos e ideologistas filmes, vídeos e programas de tv que têm por fim o desvirtuamento do sexo e da família, traduzindo-se por meios dos BBBs e sexo-novelas, como a “Amor à Vida” da Globo e similares, as ALCOVAS ON LINE!
    Assim, prestigiar os partidos comunistas, como o PT, essencialmente satanistas, é colaborar com a destruição da família e de sobrevivência até da própria sociedade!

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome