Semi-enterrada mas íntegra após o furacão Harvey, em Robstown, Texas, agosto 2017

O furacão Harvey, que a partir de 25 de agosto atingiu severamente cidades do Texas e chegou até a Luisiana, foi um dos mais intensos dos últimos anos.

Chegou a ser considerado ‘categoria 4+’, pouco abaixo do máximo, da categoria 5, e produziu rajadas de até 259 km/h.

O precedente furacão dessa magnitude remonta a 2004.

Enquanto escrevemos, a lista dos mortos chegava a 30 e os danos estavam sendo avaliados entre 45 e 75 bilhões de dólares.

E não foram apenas o vento e a chuva que causaram danos, quando o Harvey passou pela costa do Texas.

O fogo também teve sua participação, segundo reportagem da CNN.

A casa antes e depois da calamidade

Disso deu testemunho a família Rojas, da cidade de Robstown, perto de Corpus Christi.

Quando o furacão alcançou a área, a família evacuou suas três casas, construídas em suas propriedades.

Quando ela pôde voltar, viu que as três casas haviam sido consumidas pelo fogo, provavelmente causado por um curto-circuito, sem que nada pudesse ser feito.

Só entulho e cinzas.

Mas entre os restos calcinados de uma de suas casas, os membros da família perceberam com surpresa, semienterrada, uma estátua intacta e ereta de Nossa Senhora de Guadalupe.

“Alguns podem culpar a Deus e alguns podem culpar o furacão, mas as únicas coisas em pé eram sagradas”, repetia Natali Rojas à filial KRIS da CNN.

”Como você pode ver, esta estátua é a única coisa que sobreviveu. Escavei por toda parte e encontrei apenas uma Virgem Maria intacta”.

A família interpretou que a santinha tinha sido preservada como sinal de que seus membros podem também atravessar a grande provação.

A KrisTV, filial da CNN, fazia uma reportagem no local da devastação quando se deparou com a família Rojas em prantos, mas comovida pelo excepcional fato.

Jesus Rojas é o patriarca da família, que ordenou a todos evacuarem as casas.

“Na minha vida sofri muito. Nós todos trabalhávamos a terra mostrando às nossas famílias como permanecer forte, como acreditar em Deus, e nos mantermos unidos como família”, explicou Jesus.

Nossa Senhora das Graças na igreja de São João Evangelista, Emory, Texas, abril 2017

Tudo pode acontecer, mas se nós, antes mesmo da tragédia que pode vir, formos devotos de Nossa Senhora, na catástrofe Ela não se esquecerá de nós e ficará conosco no meio da tempestade.

No leste do mesmo estado de Texas, em 29 de abril deste ano (2017), uma série de tornados devastou várias cidades causando pelo menos cinco mortos, segundo “The New York Times”. 

A natureza desencadeada destruiu a igreja de São João Evangelista na cidade de Emory.

Quando os fiéis foram ver se algo tinha sobrado encontraram sem explicação a imagem de Nossa Senhora das Graças perfeitamente intacta.

Assim se pode apreciar na foto divulgada no site da diocese de Tyler, Texas.

Vídeo: a imagem da Virgem de Guadalupe resiste semienterrada nas cinzas

 

2 COMENTÁRIOS

  1. “É verdade que, há uma década, os alarmistas das alterações climáticas disseram que o aquecimento global causaria um aumento das tempestades e da intensidade das tempestades. No que diz respeito aos furacões, essa narrativa é quebrada simplesmente pelo fato de Harvey ter sido o primeiro grande furacão a atingir a terra nos EUA desde 2005.” Bill Read, ex-diretor do National Hurricane Center.

    “De acordo com os registros, o número de furacões que ocorrem anualmente na bacia do Atlântico está diminuindo de forma constante. Em sua íntegra, uma análise publicada no Journal of Atmospheric and Solar-Terrestrial Physics, a equipe de pesquisa de quatro membros de Rojo-Garibaldi et al. Desenvolveu um novo banco de dados de ocorrências históricas de furacões no Golfo do México e no Mar do Caribe, que abrangeu 26 décadas no período de 1749 a 2012. A análise estatística do registro revelou que “o número de furacões está realmente diminuindo no tempo”, o que é bastante impressionante, considerando que é bem possível que muitos furacões tenham sido gravados no início de seu registro quando a aquisição de dados foi consideravelmente pior do que no final do período registro.”
    http://www.infowarsbrasil.org/2017/08/cientistas-da-invertida-em-ancora-da.html

     
  2. E os aquecimentistas tentam impor suas mentiras, mas:
    Cientista dá invertida em âncora da CNN que tentou associar o furacão às mudanças climáticas

    Um apresentador da CNN tentou empurrar uma narrativa sobre alterações climáticas ao vivo enquanto conversava com um cientista sobre o furacão Harvey, mas o cientista colocou o repórter em seu lugar após ouvir tremenda baboseira.
    http://www.infowarsbrasil.org/2017/08/cientistas-da-invertida-em-ancora-da.html

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome