O lobby homossexual é um fenômeno da mídia

7

Midia 2As últimas estatísticas comprovam: grande parte da mídia concede importância exagerada a reivindicações absurdas de deputados e senadores pertencentes ao lobby homossexual. São razões ideológicas que levam a mídia a insuflar a importância de um grupo fortemente minoritário como o dos homossexuais.

A realidade na Alemanha não foge muito disto. Existem na realidade 73 mil uniões homossexuais. O que significa uma porcentagem ridícula de 0,2 %, se compararmos com os 41 milhões de uniões heterossexuais. Entretanto a mídia noticia as reivindicações homossexuais como se eles constituíssem a grande maioria. Entre as 73 mil uniões homossexuais, 6 mil (9 % das 73 mil) adotaram crianças. Apesar disso a mídia dá a entender que o número de adoções é de milhões.

Nota: 

Estou certo de que, no Brasil, dá-se o mesmo fenômeno de torção mediática da realidade. É sumamente lamentável essas cifras de uniões homossexuais e de adoções de crianças por parte dessas duplas, mas o que aqui estamos queremos ressaltar é o quanto a mídia procura exagerar para favorecer a agenda do movimento homossexual. 

Apenas para dar um exemplo desse tipo de ação da mídia, leia abaixo esta breve e recente notícia (“Folha de S. Paulo”, 29-12-2013), e compare o título (EXAGERADO) com o conteúdo da notícia (A REALIDADE).

Quem só lê o título, imagina que milhares de pessoas praticaram o “topless”, vai-se ver a realidade: apenas 6 (sim, somente seis) mulheres o fizeram… 

Sol volta a aparecer no Espírito Santo e praia tem ‘toplessaço’

SÃO PAULO — Depois dos seguidos dias de chuva que deixaram 24 mortos e 60.037 desaloja-dos, o ES voltou a ver sol ontem. Na presença do astro, um grupo de mulheres promoveu um “toplessaço” na praia da Ilha do Boi, em Vitória. Elas protestavam contra a proibição da prática do topless. Organizado pelo Facebook, o evento teve mais de mil confirmações — seis mulheres tiraram os sutiãs. Ato semelhante no Rio reuniu apenas cinco ativistas e uma multidão de curiosos.

 

7 COMENTÁRIOS

  1. Devemos combater essa mídia que pretende impor um modo de vida a nossa sociedade, eles são a minoria criam seus filhos com esses valores, direito deles, contudo não tem o direito de usar a mídia para destruir os valores Cristãs que a maioria das Famílias brasileiras ensinam a seus filho.
    Estamos chegando a uma Eleição POVO DE DEUS, analisem que bem as pessoas em quem vão votar, reflitam a que partido pertencem as pessoas que defendem essa minoria, vamos mostrar que o POVO BRASILEIRO É TEMENTE A DEUS, somos a maioria se eles tem a mídia a seu favor nos temos DEUS do nosso lado, vamos de boca em boca lutar para tirar esses AMORAIS do poder e eleger um/uma presidente, senadores e deputados que por seu passado já tenham demostrado o temor para com o único e verdadeiro DEUS.

     
  2. Ué!Cadê a pesquisa feita pela revista Época que diz que maioria dos brasileiros acredita que pregar contra a homossexualidade é homofobia?Qual será a desculpa agora?Descrevo:”Por falar em “homossexualismo” a amostragem do IBOPE questionou os entrevistados se um líder religioso deve ser acusado pelo crime de homofobia se pregar contra homossexuais. A maioria, 60%, respondeu que sim.Fonte.: http://noticias.gospelprime.com.br/pesquisa-pregar-homossexualismo-homofobia/

     
  3. A TV Globo é a única TV que insiste em apresentar casos de homossexuais. Eles insistem nas novelas nas verdadeiras depravações da família.
    Esse movimento homossexual é uma verdadeira baixaria na TV. Pergunto: Qual a razão da TV Globo em insistir com esses movimentos fracassados?
    Que Deus não permita a continuidade de tanta baboseira nas novelas que denigrem a família Cristã.
    Nota “0” (zero) para a novela da Globo “Amor à Vida” que pelo título o que vemos é tudo contrário do verdadeiro Amor à Vida, a não ser de aceitação à completa pornografia. É isto que interessa aos autores?
    Aproveito para falar sobre o BBB que é um programa em descrédito. O verdadeiro cristão não assiste esse péssimo programa que nunca sai da mesmice, isto é, da baixaria na TV.

     
  4. Srs.,

    Em minha modesta opinião, enfrentamos o maldito inimigo e suas estratégias para implantar a “new-order-world”.
    Tudo, ou quase tudo, dos fatos que se sucedem hoje estão descri-
    tos no livro do APOCALÍPSE.
    Quanto a mídia, todos sabemos que ela é uma serpente extremanente
    venenosa.

    PAZ E BEM À TODOS.

     
  5. NA SUECIA O HOMOSSEXUALISMO TEM ESTADO EM BAIXA TOTAL!
    Mais da metade das uniões deram-se em Estocolmo, na capital. “Nas cidades pequenas é difícil os homossexuais se apresentarem”, declara Nelson Haraldson, representante de um movimento homossexual. E explicou: “Quando ocorre uma união entre homossexuais em pequenas cidades o povo vem para observar e não quer absolutamente que sua cidade se torne conhecida como uma cidade de homossexuais”. As declarações foram estampadas pelo jornal alemão “Frankfurter Rundschau” (1-8-2010).
    As reações do povo sueco e o número ridiculamente baixo de uniões homossexuais mostram como são exageradas as informações da mídia sobre o movimento homossexual e agora na Suécia, aprovada a lei, a realidade aparece. Os homossexuais são uma minoria insignificante. Sua força vem do escandaloso apoio que recebem da mídia, da televisão com sua novelas, dos políticos esquerdistas comprometidos ideologicamente com a agenda do lobby homossexual e do abundante dinheiro público.
    E EM BANANIA?
    Fenômeno semelhante ocorre no Brasil. A Folha de São Paulo, mencionando apenas as fontes dos organizadores, citou 3,4 milhões de participantes na parada homossexual de São Paulo em 2008. Em 2009, a Rede Globo de TV transmitiu a parada em direto em cadeia nacional em seu programa “Fantástico”. Ainda em 2009, ela contou com a presença da ex-prefeita Marta Suplicy, do atual prefeito Gilberto Kassab e de sindicalistas da CTB, CUT, Força Sindical e UGT. Inúmeras notícias falam da ajuda financeira e logística dos governos federal e estadual, prefeituras e empresas públicas, sem se esquecer que isso são ações dos globalistas para descristianizarem, desmerecerem as famílias e poder assentar em pessoas criadas fora delas – em granjas do deus-Estado – portanto alienadas e mais facilmente inocularem nessas mentes as ideologias niilistas.
    Sem este apoio a minoria homossexual jamais conseguiria chamar sobre si a atenção da opinião pública.
    O movimento homossexual é uma cobra criada para depois ser solta no meio do povo, um bluff.

     
  6. Outro exemplo de lobby homossexual praticado, mas, só existente nas mentes de elementos da mídia é o caso recente do suicídio do adolescente homossexual Kauan. Antes mesmo que houvesse qualquer investigação séria tais movimentos, unicamente visível para a mídia, protestaram contra a hipótese de que a morte foi por suicídio. A mídia incansável no lobby apresentou como “prova” o testemunho anônimo passado por telefone à mãe do adolescente acusando de morte causada por ato homofóbico praticado por um skin head. A mídia acolher sem nenhum problema. Agora que a mãe admitiu que foi suicídio, a mídia, nada repercute.

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome