O que pensam os jovens que vão ao Congresso Mundial da Juventude?

Congresso Mundial da Juventude-Madri

Um milhão e meio de jovens, a maioria entre 17 e 22 anos, estão nestes dias participando em Madri do Congresso Mundial da Juventude, com a presença do Papa Bento XVI. O que pensam estes jovens? Quais são as suas mais profundas motivações religiosas? Como se explica que, no momento em que a prática religiosa em vários países europeus está em acentuada decadência, tantos jovens se sintam motivados para participar de reuniões religiosas multitudinárias? Num mundo dominado pelo relativismo religioso, porque sentem eles necessidade de se afirmarem católicos? Em que medida conhecem e seguem a moral sexual da Igreja? O que pensam e esperam do futuro?

Estas e outras perguntas candentes foram respondidas numa enquete da revista francesa “La Vie” (1) em colaboração com a equipe que organiza a peregrinação da juventude francesa à Espanha. Para “La Vie”, uma revista de orientação progressista, os resultados são surpreendentes. Estes parcela da juventude católica, que a revista batiza de “Cathoplus” (católicos plus), são praticantes regulares: 58 % vão à missa uma vez por semana e 6% todos os dias. A grande maioria recebeu formação religiosa de seus pais e praticam abertamente a religião por uma decisão pessoal e não por hábito.

Os “Cathoplus” não são da “religião à la carte”, quer dizer, do tipo de católico que escolhe o que gosta e o que não gosta da doutrina da Igreja católica. Eles aceitam em tese tudo o que Igreja prega. Entretanto, apenas 9 % acham que “existe apenas uma religião verdadeira”.

Outra conclusão da enquete: uma grande parte dos jovens franceses que vão ao Congresso Mundial da Juventude pertencem às camadas mais elevadas da sociedade francesa. Eles são filhos de diretores de grandes e médias empresas ou de profissionais liberais. Suas mães são, em geral, professoras ou cuidam do lar. Politicamente, eles rejeitam os partidos extremistas mas votam na direita. Não acreditam nos homens públicos. Não se identificam com as correntes ecológicas e declaram-se contra o aborto.

Os “Cathoplus”, ao menos os franceses, têm uma visão do mundo negativa: 73 % acham que o mundo vai mal. No que diz respeito às prioridades na vida, seguramente não são seduzidos pelos bens materiais: apenas 19 % pensam em “aproveitar os prazeres da vida” e somente 4 % pensam “em ganhar dinheiro e ter sucesso material”. O que querem e esperam da vida e do futuro? Pela enquete, depreende-se que eles procuram sobretudo valores morais e espirituais. A ver: 59 % desejam ter sucesso na vida familiar, 51 % ter Fé, 48 % ajudar os que tem necessidade e 30 % ter filhos.

Segundo “La Vie”, é importante conhecer o que pensa este segmento da juventude católica. Neste meio a Igreja católica está recrutando as vocações sacerdotais e religiosas. E ainda que estes jovens permaneçam como simples fiéis, eles terão acentuada influência no mundo católico do futuro.

(1) http://www.lavie.fr/religion/catholicisme/sondage-exclusif-qui-sont-les-jeunes-cathos-des-jmj-04-08-2011-18916_16.php

 

9 COMENTÁRIOS

  1. Credo, senhor! Você parece dominado por satanás! Que conversa é essa?!…Lamento o seu estado. Vejo que faz parte daquelas pessoas que foram infectadas por grosseiras mentiras. Será uma vítima, talvez. Mas procure desapaixonadamente a verdade. Reze, invoque o Espírito Santo para que o ilumine. Liberte-se dessa treva e ódio que alguém lhe despertou no seu espírito. Olhe, não tenha essa raiva sobretudo contra a Igreja Católica, que ela não lhe fez mal nenhum. A Igreja Católica é una, santa, católica, apostólica e romana, isto é, tem a sua cabeça na Igreja de Roma, que é o Papa, sucessor de S.Pedro, primeiro chefe eleito por Cristo para a Sua Igreja. O Senhor Jesus mandou fazer a Sua Igreja: um só Senhor, um só Baptismo, uma só Igreja! Os Apóstolos foram fazer como Jesus mandou e não fizeram 12 igrejas separadas, mas uma só Igreja! Portanto é contra o mandato de Cristo andar a dividir a Sua igreja, ensinando cada um a doutrina que entende. Pedro e seus sucessores (Papa) receberam a missão com a promessa da assistência do Espírito Santo para confimar na mesma Fé todos os cristãos: um só Rebanho e um só Pastor, quer Jesus! Andar a dizer mal e a blasfemar da Igreja Católica não é minimante cristão!…Assim, e a História o confirma, a Igreja verdadeira foi sempre católica. No século X houve uma ruptura com os Ortodoxos e no séc. XVI/XVII as ruturas Protestantes. Mas a Igreja Católica continuou fiel ao Senhor Jesus Cristo, na ininterrupta sucessão apostólica. Esta é que é a simples verdade. Aliás, já há mais de cem anos que o Movimento Ecuménico das Igrejas separadas está em marcha para a Unidade. Por isso, andar a desencaminhar católicos para outros cultos é errado e está totalmente fora do tempo e do caminho a seguir. É muito grave. Pode ser mesmo pecado, se o fizerem de má fé. Ver capítulo 17 de São João.

     
  2. Finalmente uma boa notícia na midia: “O Brasil pode deixar de ser o país mais católico do mundo nos próximos 20 anos, de acordo com o Novo Mapa das Religiões, divulgado pela Fundação Getulio Vargas (FGV), no Rio de Janeiro. “É um ritmo forte de transformação. As mudanças que aconteceram em 100 anos agora estão acontecendo em dez. Se continuar essa perda de 1 ponto de porcentagem de católicos por ano, em 20 anos você teria menos de metade da população”. Os países mais tradicionais europeus estão passando por grande dificuldade econômica e todos os maiores são essencialmente católicos. Finalmente estamos saindo disso, e espero que não demore vinte anos!

     
  3. Deus nós deu seu livre arbitrio; para nós salvar ou nós condenar! Família “homen e mulher” isso e casamento, o resto e safadeza.O casamento sagrado ‘homem e mulher’ só contribui p/ um mundo melhor; sem precoceito, sem pecado sem doenças; isso e fato! Amados arrepeidei-vos; enquanto e tempo, Deus tem propósitos de vida para nós, voltem p/ a igreja de Deus. Essa vida aqui é passageira, com Cristo temos vida eterna!

     
  4. Todo pecado é perdoado. Basta se arrepender e confessar. Não há excessão, por mais abjeto que tenha sido o ato cometido. A Gloria de Deus está em sua misericórdia.

     
  5. @Celia
    Celia minha irmã, de qual absolvição vc fala?!! Imagine vc a angustia de uma mulher que 1 dia resolveu abortar quando muito jovem por não ter noção do absurdo, mas que hj é mãe de outros filhos e já aos seus 50 anos, santa, ministra da Eucaristia, mulher que é exemplo de honestidade e santidade, vc acha mesmo que ela não merecia o perdão e absolvição vinda de Deus? Eu duvido! Vc fala em desculpa, esta mulher não foi ao Padre pedir desculpas a Deus, mas o PERDÃO!
    Todo pecado “ARREPENDIDO” e confessado tem perdão sim! Ou para que Jesus teria morrido e ressussitado numa cruz, e pq Ele diria ao ladrão na cruz que naquele mesmo dia estaria no paraiso com Ele?
    Não desejemos aos outros o que não queremos para nós. Não julgueis para não serdes julgados!

     
  6. Fico muito feliz por estes jovens! Há tantos jogados nas facilidades do mundo, graças a Deus temos por outro lado muitos jovens cristãos que defendem sua fé católica em nome de Cristo e por Cristo.
    Acredito que o Papa fala e toma atitudes antes discernidas e inspiradas por Deus! O que ele disser, eu como cristã católica assino embaixo.
    Parabéns aos jovens! Deus lhes de sempre força e perseverança!

     
  7. Fiquei surpresa com o número de jovens participantes desta Jornada Mundial, em Madri. Porém, não estou de acordo com a “absolvição” do pecado do aborto oferecida às mulheres que o praticaram desde que se confessem…. Ora, a confissão não vai inocentar uma aborteira de seu nefando crime. NÃO HÁ DESCULPA PARA O HOMICÍDIO QUALIFICADO DE INOCENTES, NEM MESMO POR MEIO DE UMA BEM FEITA CONFISSÃO! É IMPERDOÁVEL!

     
  8. Semelhante atrae semelhante. Insetos e vermes sempre juntos caminham. Não se pode esperar muita coisa de participes de uma instituição tão mofada quanto as vestes intimas daquele que a ‘governa’.

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome